Stratovarius: álbum pode te surpreender ou te decepcionar

Resenha - Nemesis - Stratovarius

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Júlio César Tortoro Ribeiro, Fonte: Blog Its Electric
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Nemesis pode te surpreender ou te decepcionar, depende do que se espera ouvir dele, justamente como em toda a carreira, o Stratovarius dividiu fãs, nunca foi unanimidade dentro da cena, mas a banda tem um talento inegável, e consegue soar relevante mesmo depois de todas as tempestades as quais atravessou.
2281 acessosStratovarius: relançamento de melhor álbum ao vivo da banda5000 acessosLemmy: vídeo do "caixão de Nosferatu", a casa do vocalista

Para compreender o novo álbum e sua sonoridade é bom ter algo em mente, eles mudaram, atualizaram seu som e deram passos importantes rumo a uma evolução necessária, talvez esse processo começou em Elements ainda com Tolki no comando, mas podemos perceber isso a partir de Polaris (2009) primeiro álbum sem o antigo lider.

O Stratovarius continua melódico (na essência da palavra) Matias Kupianien, substituto de Timo Tolki desde Polaris, aparece a frente de muitas composições e no direcionamento musical juntamente com o vocalista Timo Kotipelto e o tecladista Jens Johansson, o trio é a grande força criativa da banda atualmente, o baixista Lauri Porra muito presente em Polaris assina uma composição e o novato baterista Rolf Pilve subsitui Jorg Michael ( que continua como tour menager da banda) .

Sendo assim, o que podemos esperar de Nemesis? Simples, uma dinâmica sonora diferente, uma progressão muito natural de Polaris e Elysium, porém com muitas guitarras e distorções, a abertura com Abandon mostra bem isso, as guitarras pesadas no riff de abertura, caminham lado a lado com os teclados afiadíssimos de Johansson.

Unbreakable, carrega muito do clássico Stratovarius, mas com um andamento cadenciado e o refrão marcante, reforçando o tom conservador que se opõe ao baixo e guitarras ambos altos e distorcidos algo como o velho encontrando o novo, Halcyon Days é a música mais surpreendente do álbum, os teclados caminham para algo bem pop, quase dub step, as guitarras pesadas encontram a bateria furiosa de Rolf Pive, a voz de Kotipelto aparece cristalina e precisa como sempre.

A essa altura o ouvinte se depara com um álbum coeso e moderno, que contrasta estilos mas mantém a identidade, Out Of The Fog, acerta em cheio com suas melodias perfeitas, e um toque progressivo, um clássico imediato. Dragons, escrita por Johansson, carrega tom neo clássico típico dos álbuns clássicos do Stratovarius.

A faixa título, Nemesis, fecha o álbum de maneira grandiosa, épica, na essência, sem soar datada ou requentada, é Stratovarius clássico mas com outra roupagem, o refrão é forte e em coro, os instrumentos formam uma massa sonora forte, quase orquestral, solos e duelos das guitarras e teclados aparecem juntamente com o peso do novo direcionamento, o álbum não podia fechar de forma mais convincente.

Se existia alguma duvida que a banda sobreviveria sem Timo Tolki a resposta está em Nemesis, forte, renovado, mas com suas raízes preservadas. O mais importante, o Stratovarius pode ir além de seu passado, e mostrou isso com esse grande lançamento.

A Banda

Timo Kotipelto (Vocais)
Jens Johansson (Teclados)
Matias Kupiainen (Guitarra)
Lauri Porra (Baixo)
Rolf Pive (Bateria)

Track List

1. Abandon (Kotipelto/Kupiainen)
2. Unbreakable (Kupiainen/Kotipelto)
3. Stand My Ground (Kupiainen/Kotipelto)
4. Halcyon Days (Kotipelto/Kupiainen)
5. Fantasy (Lauri Porra)
6. Out Of The Fog (Kotipelto/Liimaitainen)
7. Castles In The Air (Johansson)
8. Dragons (Johansson)
9. One Must Fall (Kupiainen)
10. If The Story Is Over (Liimaitainen/Kotipelto)
11. Nemesis (Kotipelto/Kupiainen)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Nemesis - Stratovarius

4234 acessosStratovarius: sim, existe futuro sem Timo Tolkki5000 acessosStratovarius: tipo de disco que agrada antes mesmo de ser aberto1763 acessosStratovarius: banda aprendeu a evoluir e a se reinventar

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de março de 2013

2281 acessosStratovarius: relançamento de melhor álbum ao vivo da banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Stratovarius"

StratovariusStratovarius
Por onde anda o ex-baterista Jorg Michael?

Collectors RoomCollectors Room
O acervo dedicado ao Stratovarius de Ademir Vieira

Timo TolkkiTimo Tolkki
Fãs da banda cearense Fireline o acusam de plágio

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Stratovarius"

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
Conheça a "caverna" onde mora o líder do Motorhead

Ellen JabourEllen Jabour
Slayer, Metallica, Guns e Judas no Top10 da modelo

Sharon OsbourneSharon Osbourne
"Ela é a mais maléfica mulher que eu já conheci!"

5000 acessosIron Maiden: sobre o que fala a música "Aces High"?5000 acessosFãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada um5000 acessosUltimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock5000 acessosSlash: Falando sobre seus filmes preferidos5000 acessosMotorhead: a opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhice5000 acessosMetallica e Pink Floyd: entre os preferidos da bandidagem

Sobre Júlio César Tortoro Ribeiro

Paulistano fanático por música e lutas, não sou jornalista, mas sempre gostei de escrever como Hobby, e por isso mantenho um blog totalmente amador chamado Its Electric no qual discorro sobre esses assuntos. Sou contra o radicalismo e apóio quem como eu ainda compra material das bandas e escreve sobre as mesmas por puro gosto.

Mais matérias de Júlio César Tortoro Ribeiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online