Wintersun: emoções, surpresas, magia, teatralidade...

Resenha - Time I - Wintersun

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Wintersun Brazilian Fansite - Sons Of Winter And S
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após oito anos de atraso, o tão aguardando segundo álbum do Wintersun, "Time I", foi finalmente lançado em meados de Outubro deste ano. No entanto, apesar da espera e ansiedade dos fãs, Jari Mäenpää soube muito bem compensar o tempo, através de um lançamento bem trabalhado, em que faz os ouvintes viajarem ao som das épicas melodias presentes nas canções.
106 acessosWintersun: "The Forest Seasons" será lançado em 21 de julho5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros

Emoções, surpresas, desempenho, magia, teatralidade e evoluções são palavras que definem perfeitamente "Time I".

A arte da capa faz novamente referência à paisagem do inverno finlandês, criada por Cameron Gray.

O álbum contém cinco complexas faixas, sendo a segunda com quatro subdivisões. Diferente do debut "Wintersun", "Time I'' possui mais orquestrações e vocais limpos, deixando um pouco de lado a agressividade contida em seu antecessor.

"When Time Fades Away" é uma introdução sinfônica cativante que proporciona uma grande sensação atmosférica ao ouvinte. Uma leve influência da música japonesa pode ser percebida com a sua tranquila harmonia. Em meio aos teclados e violinos, surge um rufar de tambores, dando mais um toque teatral.

Em seguida, a faixa "Sons of Winters and Stars" é dividida em quarto partes: "Rain Of Stars", "Surrounded By Darkness", "Journey Inside A Dream" e "Sons Of Winter And Stars". A canção começa com uma outra introdução sinfônica que logo, abre espaço para a agressividade, velocidade e teatralidade. A transição para um riff crescente dá a impressão de que algo grandioso está prestes a surgir. E em meio a uma nevasca brutal de riffs, Jari entra em cena com seus vocais rasgados. Mas aproximadamente na metade da música, acontece uma passagem acústica com alguns vocais limpos magníficos, acompanhados por um preenchimento sinfônico. Não demora muito, e como esperado, há o retorno para o lado mais pesado da música. Em suma, a faixa termina com um ataque totalmente brutal com a fusão dos elementos do Melodic Death Metal, algo que já é conhecido na banda.

A terceira faixa, "Land Of Snow And Sorrow", começa com um lento riff acompanhado por uma sinfonia que, aos poucos, dá uma certa sensação de aproximação. Em seguida, surgem os vocais Jari, mesclando os limpos com alguns líricos ao fundo. Assim como a anterior, "Land Of Snow And Sorrow" também sofre rápidas passagens para a linha acústica. Uma curiosidade é que a faixa é inspirada pelo famoso folclore finlandês Kalevala.

"Darkness And Frost", a quarta música, é a mais curta do álbum. Também instrumental, possui mais elementos do Viking Metal, como solos de guitarras acústicas, rufar de tambores e intensos sons de órgãos.

A quinta e última faixa, "Time", resume todo o trabalho presente no disco. Iniciada por um tradicional melódico riff, e belas e "esculpidas" melodias, ela transmite uma certa "magia", fazendo com que os ouvientes viagem ao interior das florestas finlandesas. Apesar da forte harmonia, pode ser considerada como a mais "pesada" do álbum, mas de maneira equilibrada. A bateria e teclados rápidos, e o uso constante do vocal rasgado são exemplos disto. No meio da canção, um solo de guitarra muito aguardado surge, mas tem pouca duração.Porém, é o suficência para surpreender qualquer um que esteja ouvindo. A música cai em silêncio por alguns segundos, e se encerra com algumas pacíficas e serenas melodias folclóricas finlandesas.

Em outras palavras, os oitos anos de trabalho duro valeram a pena para a criação de uma incrível complexidade musical. "Time I'' é , literalmente, uma montanha-russa que consegue abranger todos os aspectos de uma obra-prima.

Através das músicas lentas, rápidas, melódicas e agressivas, conclui-se que é difícil restringir este álbum a um só gênero. O uso de vários elementos, como orquestração e peso, faz com que se acredite que seja um disco destinado a todo o mundo.

O destaque também vai para a sensação atmosférica presente em cada faixa, uma magia que faz com que todos embarquem a uma viagem mental rumo ao gélido inverno das florestas finlandesas. E que a história continue em "Time II"...

Tracklist:

1. ''When Time Fades Away''
2. ''Sons of Winter and Stars''
I. ''Rain Of Stars''
II. ''Surrounded by Darkness''
III. ''Journey Inside a Dream''
IV. ''Sons Of Winter and Stars''
3. ''Land Of Snow and Sorrow''
4. ''Darkness and Frost''
5. ''Time''

Membros:

Jari Mäenpää - vocal/guitarra/teclados
Teemu Mäntysaari - guitarra
Jukka Koskinen - baixo
Kai Hahto - bateria

Site Oficial:
http://www.wintersun.fi/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Time I - Wintersun

924 acessosWintersun : após oito anos, a banda lança trabalho sólido

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

106 acessosWintersun: "The Forest Seasons" será lançado em 21 de julho0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Winter Sun"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Winter Sun"

BizarricesBizarrices
Ozzy Osbourne, Rolling Stones, The Who e outros

Metal/HardMetal/Hard
Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

About.comAbout.com
Site elege os cinco melhores álbuns do Slayer

5000 acessosContra-baixo: as melhores introduções do Heavy Metal5000 acessosBlack Sabbath: mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward5000 acessosSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você5000 acessosAC/DC: Axl conta por que Angus vive correndo no palco5000 acessosCrítica e representação da Guerra do Vietnã no rock dos anos 19605000 acessosPaul Di'Anno: Convertido ao Islã, vocalista comenta fanatismo

Sobre Wintersun Brazilian Fansite - Sons Of Winter And S

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online