Harllequin: riffs brutais e muito cativantes

Resenha - Hellakin Riders - Harllequin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após três anos de inatividade, finalmente temos o retorno dos brasilienses do HARLLEQUIN, para o lançamento físico de seu debut, que acaba de chegar ao mercado nacional via Die Hard Records, gravadora famosa por garimpar o que de melhor há dentre as bandas nacionais. E dessa vez a coisa não foi diferente, pois esse debut do quinteto é um disco fantástico, e mostra toda a força da banda e do metal nacional.
5000 acessosSlipknot: Veja membros atuais sem máscara5000 acessosAngra: Aquiles detona ex-companheiros de banda em workshop

Para quem ainda não conhece, o grupo é formado por Mario Linhares ( DARK AVENGER ) – vocal, Ian Lucena e Jeff Castro – Guitarras, Guilherme – Baixo e Vitor Lucano – Bateria, e pratica um metal tradicional bem pesado e agressivo, com fortes influências de thrash metal e metal progressivo, tudo muito bem trabalhado, composto e arranjado.

Os riffs são brutais e muito cativantes, assim como a cozinha, que deixa tudo ainda mais técnico e preciso. Mas o grande destaque mesmo ficam para os vocais de Mario Linhares, que possui um timbre bem característico, atingindo tons altíssimos com muita facilidade. É o típico vocal "ame ou odeie", não há como ficar indiferente a seu estilo, mas não há como negar que o vocalista é dos mais competentes no que se propõe a fazer.

Conceitualmente, o disco narra a primeira parte da saga do "Bando do Arlequim", que trata de uma lenda espanhola de um grupo de cavaleiros, amaldiçoados pelo Rei dos Mortos, ficando condenados a vagar eternamente, em uma dimensão na qual estavão vivos para os mortos e mortos para os vivos, e que é muito bem retratada pela belíssima arte gráfica do material, que além de tudo vem embalado em um belíssimo digipack.

Todas as faixas do disco são muito legais, e de fácil assimilação, apesar da complexidade de arranjos e harmonias que nos é apresentada, tudo sempre com muita quebradeira repleta de peso e agressividade, o que é realçado ainda mais pela excelente produção de Caio Cortonesi, que deixou o som sujo, mas sem deixar de lado a preocupação com a timbragem dos instrumentos.

Não vou citar destaques pois, como dito, o disco é muito homogêneo, e merece uma audição mais apurada por completo, mas caso queira ter uma ideia geral da qualidade do material, procure escutar as faixas "Three Days in Hell" e "Archangel Asylum", e sinta todo o poder de fogo deste quinteto.

Um verdadeiro petardo, "Hellakin Riders" mostra que o HARLLEQUIN retornou com força total para resgatar seu lugar junto às principais bandas do metal nacional, constando facilmente na lista dos melhores discos nacionais do ano. E se você, amigo leitor, ainda não se convenceu de que o Brasil atualmente é o maior celeiro de boas bandas de metal da atualidade, eis aqui a prova viva para tanto!

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Hellakin Riders - Harllequin
(2012 – Die Hard Records - Nacional)

Track List:

1. Three Days in Hell
2. Archangel Asylum
3. Going to War
4. Overshadow
5. King of the Dead
6. Hellakin Riders
7. The Riddle
8. The Bride
9. Daredevil
10. Ancestors

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Hellakin Riders - Harllequin

1739 acessosHarllequin: A volta dos que não foram929 acessosHarllequin: Bom e velho Metal Tradicional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Harllequin"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Harllequin"

SlipknotSlipknot
Veja membros atuais sem máscara

AngraAngra
Aquiles detona ex-companheiros de banda em workshop

QueenQueen
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

5000 acessosRock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 19855000 acessosBayley, Wilson e Cherone: grandes erros na história de grandes bandas5000 acessosClassic Rock: os 50 maiores álbuns de rock progressivo5000 acessosLed Zeppelin: as misteriosas viagens à Índia2510 acessosChristiane F.: dezenove anos, gravada e produzida5000 acessosPearl Jam: Loudwire escolhe as dez melhores músicas

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online