Steve Harris: resenha da Classic Rock para o British Lion

Resenha - British Lion - Steve Harris

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collector's Room, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Bem, o que esperar deste disco? Steve Harris é um dos personagens mais emblemáticos do heavy metal. Sua banda - e vamos falar claramente, trata-se da SUA banda, que isso fique bem claro -, o Iron Maiden, vendeu mais de 85 milhões de cópias de seus 15 álbuns, e Harris deixou a sua marca em cada um deles.
779 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosMemoráveis como a música: os 25 melhores logos de bandas

Texto escrito por Jon Hotten, tradução de Ricardo Seelig.
Matéria publicada na edição 177 da Classic Rock Magazine, de outubro de 2012.

Muitos destes 15 discos apresentam a repetição de uma mesma fórmula, e não há nada de errado com isso, como Steve sempre diz. Mas há um sentimento de que, talvez, este seja o trabalho da vida de Harris. Ele e o Iron Maiden criaram um som e uma imagem duradoura, e se havia algo a acrescentar nisso tudo, que fosse antes do seu aniversário de 56 anos - Steve completou 56 em 12 de março passado.

Isso faz de "British Lion" uma supresa, e muuio bem-vinda. O disco é em grande parte uma homenagem às influências de Harris: Deep Purple, UFO, Scorpions, The Who, Rainbow e Judas Priest. Todos esses grupos são reconhecidos em algum momento, sintetizados em um som poderoso que celebra uma época. Não seria justo chamar de simples, mas é uma música descomplicada e despretenciosa, um exercício de nostalgia produzido por alguém formado pelo tempo.

Com a confiança inabalável de Harris em seu julgamento musical, ele transmite uma certa arrogância no material de "British Lion", evitando que as músicas pareçam datadas. E esse é um belo truque.

De acordo com o press release, o primeiro encontro de Steve com o vocalista Richard Taylor e com o guitarrista Graham Leslie aconteceu há muitos anos atrás, quando a dupla entregou uma fita para o baixista. E, aparentemente, Harris gostou do que ouviu. Taylor tem uma voz na linha de Glenn Hughes, e Leslie possui algo que remete a Glenn Tipton e K.K. Downing.

As três primeiras faixas de "British Lion" soam como um manifesto: o heavy metal pesadíssimo de “This is My God”, toques de ficção científica em “Lost Worlds” e um clima hard rock em “Karma Killer”. O processo se repete por todo o disco. “Judas” transpira Judas Priest. “The Chosen Ones” poderia ser um outtake do UFO da era "Misdemeanor" (1985). “The Lesson” segue a linha das baladas clássicas escritas por Ronnie James Dio e Ritchie Blackmore.

Liricamente, Harris não é tão bem sucedido. Clichês permeiam as letras e 30% das faixas tem a palavra “world” no título. Mas isso é Steve Harris e não Bob Dylan, então as expectativas devem ser moderadas.

De modo geral, "British Lion" é um álbum que vai além do que todo mundo estava imaginando, entregando mais do que o esperado. Belo acerto, Steve!

Nota: 7

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de British Lion - Steve Harris

3502 acessosSteve Harris: disco pode divertir, mas com moderação4352 acessosSteve Harris: suas influências setentistas e oitentistas1779 acessosSteve Harris: som que queria fazer e da maneira que queria2654 acessosSteve Harris: trabalho mais "leve" de Steve até hoje5000 acessosSteve Harris: apesar dos pesares, não decepciona

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de setembro de 2012

Iron MaidenIron Maiden
Show do Ghost é melhor, diz reportagem

779 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa465 acessosIron Maiden: Iron Maiden Ex Libris aborda as letras da donzela427 acessosThunderstick: ex-batera do Samson e Iron Maiden lançará novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Ratos x MaidenRatos x Maiden
Resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson

Iron MaidenIron Maiden
Medley feito por guitarrista brasileiro com todas as músicas

Iron MaidenIron Maiden
O maior produto de exportação do metal britânico

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Steve Harris"

Bandas de rockBandas de rock
O logo pode ser tão memorável quanto o maior hit

Guns e SabbathGuns e Sabbath
Semelhanças entre faixas clássicas das bandas

Collectors RoomCollectors Room
Uma das mais invejáveis coleções de metal do Brasil

5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda5000 acessosSlash: Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido5000 acessosSabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca5000 acessosBabymetal: O "kawaii metal" que conquistou o planeta5000 acessosJon Bon Jovi: quando ele levou um fora de Bruna Lombardi5000 acessosBruce Dickinson: sua carreira como esgrimista profissional

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online