Fenícia: Pop Rock de classe e com personalidade

Resenha - Consciência Desafinada - Fenícia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Para quem não conhece, a banda Fenícia é oriunda de Descalvado/SP e está na estrada há 7 anos. Este é o segundo trabalho do grupo, sendo que gravaram um álbum auto-intitulado em 2006. Depois de diversas apresentações pelo Brasil afora, dividindo o palco com nomes como Made In Brazil e Titãs, o grupo entrou em estúdio no ano passado e soltou este trabalho "Consciência Desafinada".

O principal diferencial de "Consciência Desafinada" para o primeiro trabalho é o amadurecimento da banda. Além da evolução musical e a identidade da banda ficar mais evidente, as letras estão soando mais complexas e inteligentes. A produção, a cargo de Eduardo Loja (Toka Produtora de Áudio) ficou excelente, com todos os instrumentos bem timbrados e nítidos.

publicidade

O interessante, principalmente para quem acompanhou de perto a banda, foi a já citada busca pela identidade própria. Não que a banda não estivesse atrás disso no primeiro trabalho, mas aqui isso fica mais claro e aqueles que procurarem (ainda) comparar a banda com alguns ícones do Rock Nacional irá dar com os burros n’água. Tudo isso com o mérito de não seguir nenhuma tendência, mantendo-se a fazer um Pop Rock de classe e com personalidade.

publicidade

As guitarras de Teuzinho Rocks continuam sendo um show a parte, com riffs bem elaborados, sem chances para virtuose barata. A cozinha, formada pelos estreantes Pazotto (baixo) e Mafu (bateria) seguram a onda dando o peso necessário para a música que se propõem a fazer. Os vocais de Ninne deixaram de lado aquele lado angelical, que dava o ar ‘light’ ao som da banda e passou a ser mais impositivo e agressivo, o que colaborou e muito para a evolução natural do grupo. A tudo isso acrescente densidade e arranjos sombrios.

publicidade

Sem dúvidas a faixa título, que também é música de trabalho e já possui um excelente vídeo clipe, é o grande destaque do grupo. Com toques de rock clássico e acentuação pop, a música transita entre diversas emoções, principalmente pela quebrada no refrão. É claro que o álbum não se restringe a isso, sendo que Onde Vou Te Encontrar? é uma ótima balada.

publicidade

A magnífica e pesada De Repente, que conta com toques de ritmo nordestino, surpreende não só pelos belos arranjos, riffs sujos e uma cozinha bem agressiva, mas também pela ótima letra. Para os fãs matarem a saudade do primeiro disco, a faixa que mais se aproxima deste é O Canto, que é bem direta e rápida. Isso sem contar o restante do trabalho que não fica muito atrás do que foi citado. Sem dúvidas "Consciência Desafinada" é mais um grande passo para a Fenícia, que está no caminho certo.

http://www.bandafenicia.com.br

publicidade

8,0

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Dave Mustaine, do MegadethFotos de Infância
Dave Mustaine, do Megadeth

Jimi Hendrix: Ele participou de um vídeo de sexo explícito?Jimi Hendrix
Ele participou de um vídeo de sexo explícito?


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin