Vulture: Feito na raça e por quem entende da coisa

Resenha - Destructive Creation - Vulture

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Pedro Humangous
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Logo que comecei a curtir Heavy Metal, o Vulture foi uma das primeiras bandas nacionais do metal extremo que ouvi. Na época, eles haviam lançado o ótimo “Test Of Fire”. O bem sucedido “Through The Eyes Of Vulture” serviu para confirmar a competência dos músicos e fortalecerem seu nome no cenário.
5000 acessosAnos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs5000 acessosLegião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Agora, em 2012, acabam de lançar o “Destructive Creation”. O som desses caras, apesar de extremamente pesado, é bastante agradável de ouvir, pois conta com bastante melodia.

Pra você ter uma noção do estilo que executam, poderíamos situá-los entre o AMON AMARTH e o HYPOCRISY por exemplo. A gravação ficou excelente, melhorando a cada álbum lançado. A ressalva fica somente em relação à bateria, que ficou um pouco seca. As composições estão mais maduras, cheio de passagens diversificadas dentro de uma mesma música, variando bastante e deixando a audição fluir com facilidade.

Cada faixa possui seu brilho próprio e merecem destaque, porém, não podemos deixar de mencionar a única cantada em português “Carrasco De Si Mesmo” – como já é de costume em todos os discos do Vulture, eles gravam pelo menos uma música em nossa língua. E o resultado ficou incrível!

Se você ainda não conhece a banda ou ainda não ouviu suas músicas, não perca tempo! Material de qualidade, feito na raça e por quem entende da coisa!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Destructive Creation - Vulture

435 acessosVulture: Carregando a bandeira do som extremo nacional320 acessosVulture: Death Metal, brutalidade e passagens melódicas

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Vulture"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Vulture"

Anos 90Anos 90
Bandas de hard e metal que decepcionaram

Eduardo e MônicaEduardo e Mônica
Uma análise do maior sucesso da Legião Urbana

Whiplash.NetWhiplash.Net
O site publica matérias pagas ou protege quem anuncia?

5000 acessosMonsters of Rock: a feijoada que quase derrubou King Diamond5000 acessosPreços: quanto custa para contratar a sua banda favorita5000 acessosDeath On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie Mercury5000 acessosMetal Extremo: os logos mais ilegíveis já criados5000 acessosMetallica: Robert Trujillo conta como entrou para a banda5000 acessosUltimate Guitar: as 21 músicas mais épicas de todos os tempos

Sobre Pedro Humangous

Pedro Humangous, 28 anos, publicitário headbanger. Dono e editor chefe da revista Hell Divine. Santista apaixonado por música e uma boa cerveja. Atualmente reside em Brasília e não poupa esforços para fazer o metal se fortalecer no país. Já colaborou com as revistas portuguesas Versus e Horns Up, além da coluna “Rolo Compressor” na rádio Nucleo Base. Colecionador de CD´s, DVD´s, Livros e Action Figures, concentra suas forças no metal extremo, sem deixar de lado os demais estilos. Fanático por Opeth, Iron Maiden, Trivium, Kreator, Dream Theater, Baroness, Suicide Silence, entre tantas outras. Siga: @PedroHumangous

Mais matérias de Pedro Humangous no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online