Resenha - Undefined - Against Tolerance

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Uma das qualidades que mais admiro em uma banda é a busca por novas sonoridades, a sede em sair do formato pré-determinado que todo gênero musical possui. No meu modo de ver, é essa característica que faz a música evoluir e seguir em frente, fazendo surgir assim novas possibilidades e estilos. Pois bem, essa é a principal virtude da banda paulista Against Tolerance, que lançou no final de 2011 o seu primeiro álbum, apropriadamente intitulado como "Undefined".

The Voice: candidato faz power metal cantado em portuguêsAC/DC: como Angus responde a um copo de cerveja atirado?

Formado por Decio Thomas (vocal e guitarra), Stefano Manzano (guitarra), Vitor Curi (guitarra), Hugo Bispo (baixo) e Biel Astolfi (bateria), o grupo executa um som que é, realmente, bastante difícil de categorizar. Pode-se dizer que a base de tudo é o thrash metal, mas com a inserção de elementos dos mais variados gêneros da música pesada, e até de fora dela, resultando em uma música sempre surpreendente.

Produzido por Andria Busic (Dr Sin) e masterizado por Heros Trench (Korzus), o álbum teve a sua capa desenvolvida pelo renomado Gustavo Sazes, que já criou artes para bandas como Arch Enemy, Firewind e inúmeras outras. Os nomes envolvidos, bem como o fato de o grupo ter sido contratado pela Laser Company, um dos principais selos de metal aqui do Brasil, mostra a seriedade e a qualidade do trabalho, ainda que alguns pontos possam gerar certa discussão.

O fato é que o Against Tolerance é realmente original, mas essa é uma faca de dois gumes. O som pesado do grupo, que requer algumas audições para familiarizar o ouvido devido à avalanche de ideias de cada composição, desce redondo na maioria das faixas, mas a ânsia por soar sempre diferente e trilhar caminhos até então inéditos faz com que, de uma maneira geral, a banda não possua uma identidade muito bem definida. Não dá para afirmar, após ouvir o disco diversas vezes, qual é a cara do Against Tolerance, e isso passa a sensação de que a própria banda ainda está atrás do seu som.

Muito bem produzido, "Undefined" é um álbum que, de um modo geral, agrada o ouvinte. O saldo final é mais positivo do que negativo, mas um pouco mais de foco se faz necessário para que as variadas influências do quinteto converjam todas para um mesmo objetivo, fazendo surgir, assim, um som com uma cara própria e reconhecível.

O Against Tolerance é uma boa banda, e, com os ajustes necessários, pode ficar ainda melhor no futuro.

Faixas:
Against Tolerance
Cold Hearts
The End of History
Welcome to the Desert of the Real
I Have Lost You
Zarathustra
Dias Irae
Interlude
Memory and Redemption
The Blasphemous Visions of Huckleberry Finn
Try Again, Fail Again, Fail Better
Prelude #1


Outras resenhas de Undefined - Against Tolerance

Against Tolerance: Mandando ver na versatilidadeAgainst Tolerance: O nome "Undefined" é mais que apropriadoAgainst Tolerance: Muito mais competente do que original




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Against Tolerance"


The Voice: candidato faz power metal cantado em portuguêsThe Voice
Candidato faz power metal cantado em português

AC/DC: como Angus responde a um copo de cerveja atirado?AC/DC
Como Angus responde a um copo de cerveja atirado?

Rockstars: Os 50 mais ricos do planetaRockstars
Os 50 mais ricos do planeta

Motley Crue: Vince Neil detona Sharon Osbourne em biografiaR.E.M.: banda é dona da faixa que mais faz o homem chorarNirvana: Dave Grohl explica por que não contribuía nas composiçõesIron Maiden: Steve Harris e sua paixão intensa pelo Prog Rock

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.