Orrör: Grindcore em estado bruto! E nacional!

Resenha - Monstro Brasilis - Orrör

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Grindcore em estado bruto! E nacional! Uma dupla carioca infernal estreia com “Monstro Brasilis”, já candidato a um dos melhores lançamentos do estilo em 2012. Já atiçou a curiosidade, né? Pois esse petardo será lançado em março em mídia física via Carnificina Records (www.carnificina.com), mas as canções estão disponíveis na internet (Reverbnation e Myspace), fiquem espertos.
5000 acessosMegadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos5000 acessosHall Of Fame: 500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

É curioso que a banda “apareceu” do nada, como projeto de Pellizzetti (ex-Bodhum) em parceria com Perazzo (Enterro). Ou seja, um grupo formado por quem já está firme e forte no underground.

As treze faixas primam pelo mais direto Grind, que lembra em vários momentos os deuses (ou diabos?) da Nasum, dada a “visceralidade” da coisa toda. Tem uns riffs meio quebradões, como faziam os suecos e até uma timbragem parecida. Além disso – como explicar? – a sonoridade em geral é bem “seca” e marrenta, coisa primitiva mesmo. E sem firulas, o estrago dura cerca de quinze minutos. Sem problemas, é só apertar o “play” e ouvir novamente.

Mas dando enorme suporte ao instrumental, Pellizzetti manda muito bem no poderoso vocal, que consegue ser impactante nas músicas. Realmente está de parabéns pela goela o cidadão.

A qualidade da gravação está excelente se contarmos que faz parte da proposta do conjunto de um gênero musical tão insano. É algo levemente abafado e pesadíssimo. Talvez um grau maior no volume do baixo e uma distorção mais extrema nas quatro cordas deixassem o trabalho tinindo, mas acredite: esse pormenor não tira o charme de “Monstro Brasilis”. Não mesmo!

Curiosidade: assim como nos títulos da maioria das faixas da Rotten Sound, a Orrör também opta por criá-los com apenas uma palavra.

Sem mais comentários: com um ‘debut’ de alto nível, a Orrör já chegou de sola para entrar na briga entre os medalhões “grinders” brazucas. Êta cena cheia de grandes revelações em nosso país, não?

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Orrör – Monstro Brasilis
Carnificina Records – 2012 – Brasil

http://www.myspace.com/orrorbrasil
http://www.reverbnation.com/orrorbrasil

Tracklist
01 - Imune
02 - Letargia
03 - Brut
04 - Dengue
05 - Versus
06 - Santi
07 - Morto
08 - Cadáver
09 - Parasite
10 - Colheita
11 - Fantoche
12 - Emgov
13 - Escola

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Monstro Brasilis - Orrör

341 acessosOrrör: Um Grindcore primoroso feito por quem sabe

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Orrör"

MegadethMegadeth
Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos

Hall Of FameHall Of Fame
500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

AC/DC a ZZ TopAC/DC a ZZ Top
As origens dos nomes de bandas e artistas de rock e heavy metal

5000 acessosZakk Wylde: foto do arsenal de guitarras do músico5000 acessosMotorhead: destaques do funeral de Lemmy Kilmister5000 acessosIron Maiden: pastor evangélico tem 172 tatuagens da banda5000 acessosIsto sim é ser fã: homem muda nome para "Led Zeppelin II"5000 acessosIron Maiden: O porquê das críticas aos últimos álbuns da banda4689 acessosKerry King: guitarrista comenta as novas músicas do Slayer

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online