Spin: os 40 melhores nomes de bandas de todos os tempos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carlos Almeida, Fonte: SPIN, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O staff da revista Americana SPIN, que adora listas, organizou em junho de 2012 mais uma: Os 40 melhores nomes de banda de todos os tempos.

816 acessosHard Rock e Metal: em vídeo, os dez álbuns mais vendidos nos EUA5000 acessosClassic Rock: elegendo os 10 melhores álbuns de estréia

Para chegar aos escolhidos, a publicação se baseou nos seguintes itens:

1. Aquele que perfeitamente e de forma sucinta encarna o espírito do som de uma banda ou era. (vale 3 pontos). Este é o aspecto mais importante de qualquer nome e faz compreender o estilo da banda.

2. Graficamente ou tipograficamente atraente (1,5 pontos). Se as letras ficarem legais numa folha de caderno, certamente ficarão ótimas em uma camiseta ou tatuadas em sua testa.

3. Trocadilhos inteligentes (1 ponto). Há uma linha tênue entre inteligente e estúpido. Mas há um abismo gigantesco entre inteligente e Timbuk 3 (banda de pós-punk Americana).

4. Cria uma imagem (1 ponto). Nomes que você pode ver, tocar e, possivelmente, cheirar.

5. Transgressivo (1 ponto). Os Revolting Cocks do passado abrem caminho para os AIDS Wolfs de amanhã.

6. Tem aquele "je ne sais quoi" (expressão francesa que em tradução livre significa 'não sei o quê', e é utilizada para expressar aquela qualidade inexplicável de algo ou alguém) (2 pontos).

7. Estamos invocando a defesa do juiz Potter Stewart aqui. Honestamente, ninguém precisa pensar muito para saber que o nome Slayer é fodão.

Os dez primeiros colocados da lista são:

01- Motörhead
02- MC5
03- N.W.A
04- Big Star
05- Joy Division
06- Dead Kennedys
07- Brian Jonestown Massacre
08- Devo
09- AC/DC
10- Slayer

Outros nomes notáveis aparecem nas seguintes colocações.

12- Iron Maiden
13- Sex Pistols
27- Black Flag
33- The Who
35- Thin Lizzy

Para ver a lista completa e comentada (em inglês):
http://www.spin.com/articles/making-brand-40-greatest-band-n...

Para falar sobre o nome vencedor, nada melhor do que o próprio criador do mesmo, Mr. Lemmy Kilmister.

Origens conhecidas: O vocalista-baixista-Deus Lemmy Kilmister escreveu uma música chamada "Motorhead", uma gíria dos anos 70 para ficar doidão, quando ele era membro dos astronautas do psych-rock, Hawkwind. Mas essa seria a última canção que ele escreveria para o grupo. O Hawkwind o demitiu em 75, segundo ele, “por tomar as drogas erradas." Ele então começou um novo grupo chamado Bastart, mas seu empresário o convenceu de que o nome poderia mantê-lo fora da TV, assim, Kilmister mudou para o nome de sua última canção pelo Hawkwind. E quanto ao totalmente impressionante e supérfluo trema? "Copiei-o do Blue Öyster Cult", diz Kilmister. "Achei faria parecer malvado. É aquela coisa, né? Como o cara do (filme) Slap Shot (no Brasil: Vale Tudo/1977) quando ele pega as marretas e vai para o ônibus. 'O que você está fazendo?' E ele diz, 'eu estou fazendo com que pareça malvado!'

Porque é o melhor: Lemmy está certo: "Motörhead" parece e soa perverso, conjurando visões de pistões bombeado, pingando suor e drogas em abundância, imagens que complementam o som do trio. E, assim como uma música do Motörhead, o nome é curto e nada doce. "Eu sempre digo que nomes com uma palavra só são bons", diz Kilmister. "Provavelmente o maior nome na história do rock'n'roll é (the) Who". Mas os fãs do The Who não aproveitaram o nome de seus heróis com tanto espírito quanto os seguidores maníacos do Motörhead. "Há uma loja de aluguel de bicicletas chamada Motörhead em Cypress criada por um de nossos fãs", diz Kilmister com uma risada. Quando ele foi registrar on-line o nome Motorhead.com, uma oficina de reparação automóveis já o tinha feito. "É por isso que nosso site é iMotorhead.com."

O nome pegou imediatamente?

Lemmy Kilmister: Não. Nós fomos chamados de “Motorhome”. E fomos chamados “Motor and the Heads”. E de “Lemmy’s Motörhead”. Jesus, foi horrível por um tempo. Nós víamos na porta dos clubes: "Hoje à noite, Motorhome!"

Como você conseguiu chamar a atenção das pessoas para o nome?

"Quando começamos a banda, tínhamos esse empresário chamado Tony Secunda. Ele costumava cuidar do The Move (banda dos anos 60) nos velhos tempos. Ele era ótimo em publicidade. Quando ele estava conosco em 1977, havia um bloco de casas no caminho para Shepherd's Bush (oeste de Londres) que havia sido bombardeado (durante a Segunda Guerra Mundial) e a última casa havia caído. Esse era o caminho que todos tinham que tomar para entrar na parte oeste de Londres. Havia apenas uma parede no final das casas. Então, ele pegou dez estudantes e os colocou em um andaime e pediu para que eles pintassem um pedaço cada. E quando terminaram, havia o logotipo do Motörhead de uns 6 metros de altura no final do bloco de casas. E ele ficou lá por meses, enquanto o governo discutia sobre isso [Risos]. Foi uma grande publicidade. Todo mundo que entrou em West London viu "Motörhead - Inglaterra" na lateral do prédio. Foi excelente."

Depois que o nome pegou, quais foram alguns dos lugares mais gratificantes no quais você viu o logotipo do Motörhead?

"Um monte de gente coloca o logotipo em seus carros. E um monte de gente o coloca na lateral de prédios. Apesar de que não há muito mais esse lance do grafite atualmente. É uma pena, realmente. Seria o tema ideal. Você provavelmente precisaria copiar de uma estampa, caso contrário ficaria lá o dia todo."

Onde você gostaria de ver o nome da banda no futuro?

"Eu sempre esperei que tivéssemos nosso próprio avião a jato, então poderíamos colocá-lo nas asas. Voando nos céus amigáveis."

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Guns N RosesGuns N' Roses
Cover de AC/DC em homenagem a falecido cão de Axl Rose

816 acessosHard Rock e Metal: em vídeo, os dez álbuns mais vendidos nos EUA2408 acessosAC/DC: em vídeo, estúdio x ao vivo, expectativa e realidade0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

Fênix do RockFênix do Rock
5 momentos que fizeram Axl Rose renascer na música

Dave MustaineDave Mustaine
As diferenças entre o Megadeth e o AC/DC

AC/DCAC/DC
"Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

Classic RockClassic Rock
Elegendo os 10 melhores álbuns de estréia

Thin LizzyThin Lizzy
"Whiskey in the Jar" já era cantada há centenas de anos

João GordoJoão Gordo
Ed Motta tem razão, brasileiro não tem noção mesmo!

5000 acessosCompridas: As músicas mais longas de grandes bandas5000 acessosNirvana: Dave Grohl explica porque não toca clássicos ao vivo5000 acessosEmo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada5000 acessosCharles Manson: casamento era plano para expor seu cadáver5000 acessosDeath Metal: como eram os antigos logos de algumas bandas5000 acessosCorey Taylor: Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 22 de junho de 2012
Post de 26 de junho de 2012
Post de 20 de maio de 2014
Post de 21 de maio de 2014
Post de 11 de setembro de 2015
Post de 01 de setembro de 2016
Post de 04 de março de 2017

Sobre Carlos Almeida

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Carlos Almeida no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online