Perpetual Dreams: Mistura bacana entre Hard e Melódico

Resenha - Eternal Riddle - Perpetual Dreams

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Durr Campos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O disco é de 2010, mas como só chegou em minhas mãos no final do ano passado só agora tive a chance de escrever sobre minhas impressões acerca de “Eternal Riddle”, terceiro da carreira dos catarinenses do Perpetual Dreams. A proposta observada nos dois anteriores, “Eyes Of Infinite” e "Arena”, lançados pela Hellion Records respectivamente em 2000 e 2005, fora mantida aqui, isto é, aquela mistura bacana entre hard rock e heavy metal melódico tão difícil de se fazer dentro da somatória “bom gosto” + “talento”. Felizmente estes músicos aqui têm ambos de sobra!
5000 acessosNirvana: "Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt5000 acessosZakk Wylde: O assassinato atribuido à "seita" do guitarrista

Afinadas mais abaixo do normal, as guitarras me agradaram bastante neste álbum. O modo de cantar de Eduardo D’Avila também conta a favor. O rapaz dispensou boa parte dos agudos característicos do estilo e resolveu dar às canções o que elas pediam. Tem como dar errado? Dificilmente. As letras, muito bem escritas por sinal, vai de encontro àquela velha busca humana pelo autoconhecimento e objetivos na vida. Pode não ser tão original, mas o modus operandis fez a diferença!

No geral, gostei de tudo, mas sei que o caríssimo leitor aprecia quando destacamos algumas faixas nos lançamentos. Sendo assim, particularmente indico uma audição ainda mais caprichada nas empolgantes “Broken Mirrors” e “Devil Woman”, sem esquecer de mencionar ainda as ótimas “Between Lies And Truth”, “Blood Diamond” e “Under”. Se sua praia for uma boa balada, pegue “Hold On” e apaixone-se!

Dez anos bem vividos e musicados de uma forma coerente e primorosa. Considero este o melhor dentre os três editados pelo Perpetual Dreams, além de simbolizar um atestado de maturidade e respeito pela arte que pratica. Em tempo, antes que alguém ligue o termo “heavy metal melódico” aos nomes mais conhecidos do estilo “power metal melódico”, já vou logo avisando que o território do quinteto sulista é outro. Tenta puxar mais para o lado da carreira solo do Dio da segunda metade da década de 80 e adicione um pouco de Maiden. É mais ou menos por aí.

Perpetual Dreams – The Eternal Riddle
RVB Records - 2010 - Nacional

Tracklisting

01. Hotter Than Fire
02. Broken Mirrors
03. Strong Like A Storm
04. Between Lies And Truth
05. Devil Woman
06. Blood Diamond
07. Under
08. Hold On
09. Shine Your Pride - Part 1
10. Shine Your Pride - Part 2

Line-up

Eduardo D’Avila - voz
Deny Rodrigo Bonfante - guitarra
Jan Findeiss - teclados
Chris Link - baixo
Fabio Passold - bateria

Links relacionados

http://www.perpetualdreams.net
http://www.myspace.com/pdreams

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Eternal Riddle - Perpetual Dreams

409 acessosPerpetual Dreams: maturidade de sobra em novo álbum490 acessosPerpetual Dreams: equilíbrio singular entre antigo e novo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Perpetual Dreams"

Metal CatarinenseMetal Catarinense
10 bandas para se conhecer [Parte 1]

Collectors RoomCollectors Room
A coleção de álbuns dos catarinenses do Perpetual Dreams

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Perpetual Dreams"

NirvanaNirvana
"Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt

Black Label SocietyBlack Label Society
O assassinato atribuido à "seita" de Zakk Wylde

Rede GloboRede Globo
Em 1985, explicando o que são os metaleiros

5000 acessosMetal Alemão: as 10 melhores bandas segundo o About.com5000 acessosOzzy Osbourne: os conselhos do Madman sobre masturbação5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha5000 acessosMotörhead: "sem eles não existiria Metallica ou Guns"5000 acessosLinkin Park: participante do The Voice Brasil emociona com "In The End"5000 acessosSom Alto?: também gosta de maconha e sexo sem proteção?

Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online