Woslom: potencial para se tornar referência no Thrash

Resenha - Time to Rise - Woslom

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Já disse isso em outras resenhas, mas volto a repetir: realmente o Brasil tem se tornado um dos maiores celeiros de banda de thrash metal da atualidade, sendo que cada vez mais podemos constatar o surgimento de excelentes bandas com muito potencial para se tornarem referência no estilo! E uma das mais gratas surpresas que tive oportunidade de conhecer foi o WOSLOM, banda da capital paulista que lançou no final de 2010 este seu excelente primeiro trabalho, fruto de mais de uma década (a banda foi formada em 1997) de muito trabalho e dedicação.

Mike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?Rock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionais

Logo de cara o que chama a atenção é o profissionalismo do material apresentado, lançado de forma independente, sendo muito bem gravado e produzido (o que também foi feito pela própria banda), ressaltando todas as qualidades do som da banda, que não são poucas. E tendo em vista todas as dificuldades de se ter uma banda de rock pesado em nosso país, é de se aplaudir a qualidade do material apresentado. A única coisa que deixa um pouco a desejar é a capa (que pode até enganar os desavisados), mas isso é o que menos interessa quando colocamos o disco para tocar.

A banda, como mencionado, investe pesado (literalmente!) no thrash metal, com forte influência da cena da Bay Area, mas também acrescentando elementos mais modernos em seu som com grande personalidade, embora seja possível verificar alguma influência de METALLICA (antigo), TESTAMENT e EXODUS em seu som.

A dupla de guitarristas formada por Silvano Aguilera (também vocalista) e Rafael Iak mostra grande entrosamento, e como em todo bom disco de thrash metal, são o grande destaque do trabalho, com grandes riffs e solos excelentes. Além disso, a cozinha formada por Francisco Stanich Jr. (baixo) e Fernando Oster (bateria) também é muito boa, deixando o som da banda ainda mais agressivo e técnico, mas sem exageros.

Todas as músicas apresentadas são muito boas, mas destacam-se de cara a faixa título, bastante rápida e pesada, e com um refrão simples mas bastante grudento; "Mortal Effect", com seus riffs insanos e linhas vocais muito legais, além de um solo excelente; e "Checkmate", a melhor do trabalho, com quase dez minutos de uma aula de thrash metal!

É mais um daqueles típicos discos que todos os fãs de música pesada em geral devem conhecer, mostrando uma excelente banda que tem grande potencial para atingir o sucesso tanto no Brasil como no exterior, sendo um dos grupos brasileiros mais legais da atualidade. Não é sempre que surgem bandas assim, sendo um verdadeiro orgulho nacional. Por isso, não percam!

Confiram o novo clipe da excelente "Mortal Effect":

Time to Rise - Woslom
(2010 - Independente - Nacional)

Formação:
Silvano Aguilera - Vocals, Guitar
Rafael Iak - Guitar
Francisco "Chicão" Stanich Jr. - Bass, Vocals
Fernando Oster - Drums

Track List:

1. Time to Rise
2. Soulless (S.O.T.D.)
3. Power and Misery
4. The Deep Null
5. Mortal Effect
6. Despise Your Pain
7. Downfall
8. Checkmate
9. Beyond Inferno


Outras resenhas de Time to Rise - Woslom

Woslom: Thrash Metal proposto funciona muito bemWoslom: inteligência somada a mentalidade Thrash furiosaWoslom: Bebendo na sonoridade característica da Bay Area




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Woslom"


Thrash Metal: 20 bandas brasileiras de qualidade inquestionávelThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São PauloMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo


Mike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?Mike Mangini
Um dos bateristas mais rápidos do mundo?

Rock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionaisRock in Rio
Algumas das maiores vaias em edições nacionais

Kiss sobre Secos e Molhados: há quem acredite em OVNIsKiss sobre Secos e Molhados
"há quem acredite em OVNIs"

Lita Ford: cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie SamboraLita Ford
Cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie Sambora

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Guns N' Roses: Os Últimos Foras-Da-lei do Rock diz Metal HammerGuns N' Roses
"Os Últimos Foras-Da-lei do Rock" diz Metal Hammer

Bullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnêBullet For My Valentine
Vocal detonou Guns em turnê


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336