Matérias Mais Lidas

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Capital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso NatashaCapital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso "Natasha"

COVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro TullCOVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro Tull

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha


Stamp

Deep Purple: Um feixe de luz sobre a fase menos comentada

Resenha - Phoenix Rising - Deep Purple

Por Ricardo Seelig
Em 18/12/11

publicidade

Nota: 9

"Phoenix Rising" é um documentário diferente e único. Diferente por mostrar um ângulo do Deep Purple até então inédito: os bastidores da derradeira formação da primeira fase da carreira do grupo, a chamada MK IV, com David Coverdale, Tommy Bolin, Jon Lord, Glenn Hughes e Ian Paice. E único por expor sem meias palavras uma banda em plena decomposição, com uma sinceridade poucas vezes vista em uma banda com o status do Purple.

Dirigido por Tony Klinger, "Phoenix Rising" traz entrevistas inéditas com Jon Lord e Glenn Hughes, e elas servem de fio condutor para a história. Após conquistar o mundo com "Machine Head" e "Made in Japan" – ambos lançados em 1972 -, o Deep Purple teve as suas estruturas abaladas pela saída do vocalista Ian Gillan e do baixista Roger Glover. O posto de Glover foi rapidamente assumido pelo talentoso Glenn Hughes, vocalista, baixista e principal integrante do trio Trapeze, um dos melhores nomes do hard inglês no período. É interessante ouvir da boca do próprio Hughes como ele pensava que assumiria também os vocais no novo Purple, mas logo percebeu que isso não aconteceria, já que o chefão Ritchie Blackmore queria uma voz com uma pegada mais blues para o grupo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O escolhido acabou sendo um jovem vendedor de uma loja de roupas chamado David Coverdade. A banda pensava em Paul Rodgers para o posto, mas Rodgers já dava os passos iniciais no Bad Company e recusou o convite. A entrada de Coverdale como frontman daquela que era uma das maiores bandas da época é uma história impressionante, pois não era comum um grupo da magnitude do Purple apostar as suas fichas em um músico totalmente desconhecido.

A química deu certo, e a banda lançou em fevereiro de 1974 um de seus melhores discos – para muita gente que conheço, o melhor -, "Burn". Renovado e com uma sonoridade brilhante, que apostava um pouco menos no peso e mais no groove, "Burn" manteve o Deep Purple no topo e mostrou que Coverdale e Hughes poderiam ser as novas forças motrizes da banda. Em dezembro de 1974 o quinteto colocou nas lojas o também ótimo "Stormbringer", que acentuou ainda mais as influências soul e funk de Glenn Hughes, fato que incomodou enormemente Blackmore. Insatisfeito, o guitarrista deixou a banda ao final da turnê e foi fazer história com o Rainbow. Um fato que chama a atenção e era até então desconhecido é que Jon Lord também pensou em deixar o grupo no período, e conta isso no documentário. O motivo era que, para ele, apesar de ser um bom disco, "Stormbringer" não soava como o Deep Purple.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Os quatro músicos restantes não sabiam quem colocar no lugar de Blackmore. Como Hughes fala, "o Led Zeppelin nunca pensou em substituir Jimmy Page, e nós também nunca pensamos em substituir Ritchie". O grupo chegou a testar Clem Clempson, guitarrista do Humble Pie, para o posto. Clempson foi até Los Angeles, onde a banda residia, e tocou com o Purple, mas não foi aprovado. Segundo Hughes, "Clempson tocou maravilhosamente bem, mas faltava algo".

O que o Purple procurava era um músico que, além de tocar de maneira quase divina, tivesse uma personalidade forte que fizesse frente ao mítico Blackmore, um dos músicos mais lendários da história do rock. Por sugestão de David Bowie, amigo muito próximo de Hughes no período, foram atrás de um jovem chamado Tommy Bolin. Jon Lord recorda que já conhecia o trabalho de Bolin através do álbum "Spectrum", lançado pelo baterista Billy Cobham em 1973, e onde o guitarrista tocou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Bolin foi chamado para um teste e impressionou a todos não só pela técnica absurda, mas também pela personalidade magnética. Glenn Hughes, já bastante envolvido com cocaína na época, sacou que Bolin também era dos seus ao bater os olhos no guitarrista, porém foi só ao hospedá-lo em sua casa em Beverly Hills durante as primeiras semanas do guitarrista no Purple que percebeu o quanto Tommy Bolin estava afundado em drogas pesadas, principalmente em heroína. Lord recorda que ficou muito impressionado com o talento de Bolin, e, simultaneamente, triste ao perceber o quão doente Tommy estava ao ingressar no Purple.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A banda se trancou em estúdio e começou a compor "Come Taste the Band". Porém, antes disso, durante uma turnê européia, teve que intervir à força em Glenn Hughes, mandando-o de volta para a Inglaterra para fazer um tratamento contra a cocaína, pois o baixista estava totalmente fora do ar. Hughes conta que, por causa disso, não tocou na faixa de abertura do álbum, "Comin' Home", que teve o baixo e os backing vocals a cargo de Bolin.

Implodindo, o grupo saiu em turnê para promover o disco – um trabalho injustamente incompreendido, pois, apesar de ser muito diferente do que o Purple havia gravado anteriormente, é, sem dúvida, um grande álbum. Após shows na Austrália, onde foram aclamados, a banda partiu para uma desastrosa apresentação em Jacarta, capital da Indonésia, onde tudo deu (muito) errado. Lá ocorreu um dos episódios mais nebulosos da carreira do grupo, a morte do guarda-costas Patsy Collins, até hoje não solucionada. Para Hughes e Lord, Collins foi assassinado, mas nada foi provado. A banda teve que pagar milhares de dólares para sair do país, e ainda levou na bagagem um Tommy Bolin debilitado, pois o promotor dos shows naquele país havia dado morfina para o guitarrista, que apagou e dormiu durante horas sobre o seu próprio braço.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Foi neste estado que o Purple chegou ao Japão para alguns shows. Incapacitado de tocar plenamente, Bolin só conseguia alcançar poucas notas com a sua mão esquerda, totalmente adormecida. Por causa disso, tocou com várias guitarras afinadas em diversos tons diferentes. Essas apresentações deram luz ao álbum ao vivo "Last Concert in Japan" (1978) e estão presentes em cinco faixas registradas em vídeo neste DVD, que são as únicas imagens oficiais de Tommy Bolin como integrante do Purple. Ainda que tenham tocado de forma incrível, com Lord fazendo as partes de Bolin e Paice segurando tudo lá atrás, com Coverdale cantando de maneira sublime, os shows são o retrato dolorido de um grupo em estágio avançado de deterioração. Bolin está muito abaixo de suas capacidades, e Hughes em órbita em um planeta distante.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Phoenix Rising" é um documentário excelente, principalmente pela sinceridade bruta de Jon Lord e Glenn Hughes em seus depoimentos. Lord, que faz questão de dizer que não era santo, não esconde o seu descontentamento pelo descontrole químico de Bolin e Hughes, que levaram a banda ao seu fim prematuro. Já Hughes conta nos mínimos detalhes o seu mergulho na escuridão do vício, mostrando o quanto aquilo o fez mal e o quanto é um homem melhor hoje em dia. Sobrevivente apenas por acaso, o baixista relata a sua vergonha por atos que cometeu no período, com os quais tem que conviver até hoje.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Indicado não apenas para fãs do Deep Purple, "Phoenix Rising" é de uma beleza dolorida, e por isso mesmo tão fascinante. A edição nacional lançada pela ST2 vem com um longo encarte de 28 páginas repleto de informações, mas comete um erro gravíssimo ao não trazer legendas em português. Quem não domina a língua inglesa terá que se contentar com a legendagem em espanhol, que até quebra o galho. Isso é um enorme desrespeito com o consumidor que, em pleno 2011, tem que engolir que um vídeo com essa qualidade seja lançado em nosso país sem legendas em nossa língua natal. Mancada feia da ST2, que espero não se repita novamente.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Mesmo assim, "Phoenix Rising" é espetacular, e lança um feixe de luz sobre a fase menos comentada da carreira do Deep Purple, uma das bandas mais importantes e influentes da história do hard rock. Enfim, imperdível!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Cinquentões: 15 álbuns de rock e heavy metal que completarão meio século em 2022Cinquentões: 15 álbuns de rock e heavy metal que completarão meio século em 2022

Bruce Dickinson revela quem foram os seus heróis na infânciaBruce Dickinson revela quem foram os seus heróis na infância

Roger Glover fala sobre lockdown e diz que seria caótico se cada um seguisse suas regrasRoger Glover fala sobre lockdown e diz que seria caótico se cada um seguisse suas regras

Lockdown do COVID foi como ensaio para aposentadoria, diz baixista do Deep PurpleLockdown do COVID foi como "ensaio para aposentadoria", diz baixista do Deep Purple

Ian Gillan comia biscoitos para cães no início da carreira, por falta de dinheiroIan Gillan comia biscoitos para cães no início da carreira, por falta de dinheiro

Rob Halford afirma que Deep Purple não é uma banda de heavy metalRob Halford afirma que Deep Purple não é uma banda de heavy metal

20 álbuns de rock e heavy metal para acertar a mão no presente de amigo oculto20 álbuns de rock e heavy metal para acertar a mão no presente de "amigo oculto"

Glenn Hughes elege faixa lado b como sua música preferida gravada com o Deep PurpleGlenn Hughes elege faixa "lado b" como sua música preferida gravada com o Deep Purple

David Coverdale: Toda sua discografia ranqueada, pela Classic RockDavid Coverdale: Toda sua discografia ranqueada, pela Classic Rock

Ian Gillan diz qual foi o primeiro disco que comprou em sua vidaIan Gillan diz qual foi o primeiro disco que comprou em sua vida

Deep Purple: novo disco, "Turning To Crime", é lançado no Brasil em versão física

Deep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus lares espirituaisDeep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus "lares espirituais"

Black Sabbath: Tony Iommi afirma que gostaria de remixar o álbum Born AgainBlack Sabbath: Tony Iommi afirma que gostaria de remixar o álbum "Born Again"

Deep Purple: em 2004, Steve Morse gravou covers de Ozzy e arrumou dor de cabeçaDeep Purple: em 2004, Steve Morse gravou covers de Ozzy e arrumou dor de cabeça

Ian Gillan: Dio e Klaus Meine, dois baixinhos junto com o giganteIan Gillan: Dio e Klaus Meine, dois baixinhos junto com o gigante


Separados no nascimento: Ian Gillan e Serginho GroismanSeparados no nascimento: Ian Gillan e Serginho Groisman

Rain List: Músicas para um dia de chuvaRain List: Músicas para um dia de chuva

Ritchie Blackmore: era estressado, cínico e fazia o que queria, afirma GloverRitchie Blackmore: "era estressado, cínico e fazia o que queria", afirma Glover


Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig.