Matérias Mais Lidas

imagemJames Hetfield e esposa Francesca se divorciam após 25 anos de união

imagemNando Reis e a linda música que Samuel Rosa dispensou por ter recebido na hora errada

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemOzzy comenta a brutal honestidade de Lemmy quando estava próximo da morte

imagemO comovente relato de Kiko sobre como foi gravar em meio ao câncer de Mustaine

imagemCinco músicos que começaram vida nova após saírem de grandes bandas de heavy metal

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer

imagemRaul Seixas: o clássico que presta homenagem ao brega e foi feito com Paulo Coelho

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemJoão Gordo relembra proposta de fazer propaganda de calmante com Dado Dolabella

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemEdu Falaschi comenta produção "nível banda europeia" da nova turnê e agradece fãs


Dream Theater 2022

Unearthly: Um marco no cenário extremo nacional (e mundial)

Resenha - Flagellum Dei - Unearthly

Por Christiano K.O.D.A.
Fonte: Som Extremo
Em 11/12/11

publicidade

Nota: 10

Já começando com uma ousada questão: será o Brasil o maior e melhor celeiro de bandas underground atualmente? Para citar apenas alguns exemplos que dão força a esse questionamento, tivemos lançamentos espetaculares da Krisiun, Clawn, Sodamned, Desecrated Sphere, Hutt, Escarnium, Expurgo, Cauterization, Anonymous Hate e agora, juntando-se ao time dos maus, a Unearthly.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pois coube à Shinigami Records (valeeeeu!!! – www.shinigamirecords.com.br) colocar no mercado esse luxuoso CD, com direito a capinha digipack caprichada. Já que comecei a falar nisso, tenho que me aprofundar na excelência do material gráfico: da elaboração da capa, passando pelo visual clean do encarte, pelas fotos e até mesmo pela fonte das letras das músicas (que a princípio geram uma pequena dificuldade na leitura, mas rapidamente acostuma a vista), tudo foi pensado nos mínimos detalhes.

Tem mais: as letras são acompanhadas de pequenas e interessantíssimas explicações relativas às ideias que o vocalista/guitarrista Felipe Eregion teve ao escrevê-las.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Bem, e se em "Age of Chaos" o grupo já martelava na cabeça de todo o banger brasileiro fã de som extremo, em "Flagellum Dei" a coisa se expande para além dos limites do país. Apesar de ter sido amplamente divulgado, é sempre bom relembrar que o disco foi gravado no lendário Hertz Studios (Vader, Decapitated), na Polônia. E o investimento teve o resultado que na certa superou as expectativas de todos: qualidade de gravação perfeita!

A ótima mistura que o grupo faz entre o death e o black metal está cada vez mais consolidada. As músicas, sempre concisas, são cuidadosamente elaboradas e prevalecem na maior parte do tempo nos absurdos blast beats de Rafael Lobato, um monstro das baquetas que chega mesmo a lembrar o infernal Horgh (Immortal). E já fica o conselho: escutem "Limbus" para ver do que esse demônio é capaz.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

E nos momentos mais cadenciados – nas partes acústicas e melódicas –, tudo parece obra de arte e leva o ouvinte a absorver toda a riqueza do disco. Que trabalho de guitarras lindo! Solos? Curtos, mas muito eficazes!

Impossível mencionar qual a melhor faixa. Entretanto, duas despertam curiosidade, cada uma por motivos diferentes: "Black Sun (Part I)" tem uma estrutura fenomenal e inclusive dá espaço a um pequeno e surpreendente trecho que remete muito ao ritmo nordestino (mais ou menos a partir dos 4’20’’ – seria proposital?); e coroando o trabalho, Steve Tucker (ex-Morbid Angel) empresta sua voz para a faixa "Osmotic Haeresis (Part II)", outro petardo fabuloso do CD.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Ah, sim, apenas para não passar batido: o disco termina exatamente como começa: com um dedilhado arrepiante e obscuro. Belo, muito belo!

Perfeição. É nisso que se pode resumir "Flagellum Dei". E não, não é exagero tal afirmação. É certo que todos que adquirirem o álbum irão se orgulhar demais desse marco no cenário extremo nacional (e mundial). Essencial!

Unearthly – Flagellum Dei
Shinigami Records – 2011 – Brasil
http://www.theunearthly.com

Tracklist:
01. Seven Six Two
02. Baptized in Blood
03. Flagellum
04. Black Sun (Part I)
05. Osmotic Haeresis (Part II)
06. My Fault
07. Eye for an Eye
08. Lord of All Battles
09. Limbus
10. Insurgency
11. Exterminata

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal


Outras resenhas de Flagellum Dei - Unearthly

Resenha - Flagellum Dei - Unearthly

Resenha - Flagellum Dei - Unearthly

Resenha - Flagellum Dei - Unearthly

Resenha - Flagellum Dei - Unearthly

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Death Metal: mais cinco álbuns nacionais que você deve escutar

Metal Nacional: Confira bandas que se destacaram em 2015

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A..