Raw Decimeting Brutality: Preservando o Grind tradicional

Resenha - Obra ó Diabo!!! - Raw Decimeting Brutality (RDB)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quer a essência do grind? RDB. Quer uma boa influência de gore? RDB. Quer títulos hilários de músicas? Adivinhem – RDB. Pois esses portugueses expelem um som brutal e bem redondo, trazendo uma ira absurda às nossas pobres orelhas.
5000 acessosMetallica e Lady Gaga: veja a performance conjunta no Grammy5000 acessosVocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

É de impressionar não somente a violência das 12 faixas, mas também como tomam o cuidado de deixar o produto bem acabadinho.

Logo de cara, chama a atenção o grupo contar com três vocalistas (dois deles comandam também guitarra e baixo). Nesse caso, deduz-se que o vocal mais cavernoso seja o de Daniel, que tem como tarefa única urrar como um condenado sob tortura. Horripilante o poder do gogó do cara. Muito bom!

E o moedor João trucida sua bateria como um mestre que nasceu para triturar. Sabe quando colocar mais e menos velocidade nas composições – só que menos velocidade ainda é rápido pacas - e, juntamente com o baixo de Micael (puta distorção animal!!!), formam uma cozinha sólida e amedrontadora.

A RDB é um bom exemplo de como preservar o grind tradicional. Não há novidades no som dos caras e mesmo assim, a energia emanada é fora do normal. É isso que faz a diferença e assim é que é bom!

A gravação está realmente boa, ainda mais contando com um som tão extremo. Parabéns à banda pela produção. O encarte é simples, mas bem bolado. No entanto, o que dá muito dó é o fato de o CD não vir acompanhado de letras. Sério, que tal “simpáticos” títulos como “Limpei o Cu a um Saco de Cimento”, “Napalm na Obra” ou “Estrume à Bruta”? Já tentou imaginar o que esse pessoal tá berrando?

Já que foram citadas algumas músicas, a própria “Limpei o Cu a um Saco de Cimento”, além de “Furto na Obra”, são os grandes destaques do álbum, ambas pelas estruturas musicais interessantes – e não preciso nem falar da questão ‘porradaria’, né?

E para não passar em branco, “Obra ó Diabo!!!” apresenta dez canções da mesma sessão de estúdio, além de uma gravação feita em 2007 e outra ao vivo. Portanto, essas duas últimas destoam da sonoridade do resto do material (especialmente a ao vivo), mas não comprometem: são barulhentas, como devem ser.

A RDB é uma ótima surpresa vinda do velho continente, e mais ainda, vinda de um país que, à primeira vista, não parece tradição em se tratando de bandas extremas. Talvez por isso, o impacto, ao conhecer o play desses lusitanos, seja ainda maior. Altamente indicada para fãs de Napalm Death (antigo), Brutal Truth, dos brasileiros do S.O.H. e afins.

Raw Decimeting Brutality (RDB) – Obra ó Diabo!!!
Vomit Your Shirt – 2011 – Portugal
http://www.myspace.com/rawdecimatingbrutality
http://www.rawdecimatingbrutality.com
http://www.facebook.com/RDBgrind

Tracklist:
1.A Massa Gretou-me a Mão
2.Andaime Infernal
3.As Portas Vieram Trocadas
4.Chapar Massa à Talocha
5.Furto na Obra
6.A palete Passou-me À'rasar
7.Limpei o Cu a um Saco de Cimento
8.Napalm na Obra
9.O Muro Está Mal Pintado
10.Obra Itinerante
11.Calhau no Quintal* (2007)
12.Estrume à Bruta* (live)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "RDB"

Metallica e Lady GagaMetallica e Lady Gaga
Veja a performance conjunta no Grammy

VocalistasVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Zodíaco TrueZodíaco True
Os perfis de cada signo em versão Headbanger

5000 acessosBin Laden: possível sucessor era músico de Death Metal5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal5000 acessosVinil: quais são os dez discos mais valiosos do mundo?5000 acessosKiss: o Brasil acreditava que a banda matava pintinhos nos shows5000 acessosStryper: Tom Araya fala sobre demônio, sai do palco e vai rezar5000 acessosSepultura: as dez canções mais subestimadas da banda

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online