Resenha - On the Spur of the Moment - Brainstorm

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Eis aqui uma banda que eu considero injustiçada no meio metálico. O BRAINSTORM, banda alemã com anos de estrada, jamais conseguiu o reconhecimento que merece, uma vez que sempre lança grandes álbuns e evolui seu som consideravelmente, além de possuir um dos melhores vocalistas da atualidade, Andy B. Franck.

Postura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músicoPor que o Whiplash.Net republica matérias?

E neste "On the Spur of the Moment" a coisa não é diferente, mantendo o padrão de qualidade da banda, e trazendo alguns novos elementos a sua sonoridade.

Para quem ainda não conhece, o grupo é praticante de um power/heavy metal tradicional bem cativante e repleto de peso (principalmente nos riffs de guitarras) e belas e marcantes melodias, aliados à já mencionada excelente voz de Andy (que também fazia parte do SYMPHORCE, que recentemente encerrou suas atividades).

"Below the Line", faixa de abertura, mostra todas as qualidades acima descritas, com melodias incríveis e um belo refrão, além de trazer alguns elementos épicos até então não explorados pela banda. Na sequência, "In the Blink of an Eye" mostra o lado mais pesado da banda, com riffs cavalgados destruidores, e Andy em sua melhor forma.

"Temple of Stone" mantém a sequência pesada e agressiva do disco, com guitarras ultra distorcidas, e repleta de groove. Já "In These Walls" é mais épica e progressiva, trazendo uma mescla entre momentos atmosféricos e pesados muito interessantes, e com belos contrastes entre riffs pesados e piano, além de um refrão excelente, sendo, na minha opinião, a melhor faixa do trabalho.

Na sequência, "Still Insane" é mais voltada para o metal tradicional, lembrando bastante PRIMAL FEAR no começo da carreira, enquanto "Dark Life" é um pouco mais soturna, e não chama tanto a atenção, ao contrário de "No Saint - No Sinner", que possui excelentes mudanças de andamento e riffs muito legais.

Encerrando o trabalho, temos a rápida "Where Your Actions Lead You To Live", com Andy cantando em tons altíssimos; " A Life On Hold", com um riff base simples mas muito cativante; e "My Own Hell" que inicia como uma semi-balda e se torna uma música pesada e cadenciada, repleta de melodias obscuras e carregadas.

A banda não ousou ou fez mudanças drásticas em seu som, e nem pretendeu com este lançamento revolucionar a música pesada, mas mesmo assim lançou um registro honesto, marcante e digno de sua excelente trajetória na música pesada. E, com o fim do SYMPHORCE, é nossa única chance de ouvirmos material novo com a excelente voz de Andy B. Franck.

Confiram o clipe da excelente "In These Walls":

On the Spur of the Moment - Brainstorm
(2011 - AFM Records - Importado)

Tracklist
01. Below The Line
02. In The Blink Of An Eye
03. Temple Of Stone
04. In These Walls
05. Still Insane
06. Dark Life
07. No Saint - No Sinner
08. Where Your Actions Lead You To Live
09. A Life On Hold
10. My Own Hell




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Brainstorm"


Postura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músicoPostura
12 coisas que você nunca deve dizer a um músico

Por que o Whiplash.Net republica matérias?Por que o Whiplash.Net republica matérias?
Por que o Whiplash.Net republica matérias?

Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecidoSlayer
Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido

Max Cavalera: "Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!"Creed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling StoneRaimundos: Ivete Sangalo canta e toca bateria em DVD7lista: sete músicas que mostram como o rock pode ser brega

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.