Murder: Não se deve julgar as coisas pela capa

Resenha - Let's Fuck and Drink - Murder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Uma inusitada surpresa contamina os ouvidos dos menos desavisados. De acordo com o release, a Murder tem como proposta executar um “thrash/death metal com temas como mulheres, álcool, sociedade, política, estresse e doenças”. Pronto, é exatamente isso que a banda faz, aparentemente destacando os dois primeiros temas.
5000 acessosConfissões de uma groupie - a autobiografia de Pamela Miller5000 acessosMetal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempo

E a putaria já começa no título do trabalho. Depois, você observa a capa (peguei a censurada do próprio Myspace do grupo) e contracapa da demo e pensa se tratar de algo do nível de bandas como as Velhas Virgens. Não estou menosprezando o Velhas, que fique bem claro. Mas a capa é a cara deles.

Enfim, e já pensando que seria um som debochado e tosco, eis que me espanto ao constatar a qualidade que esse disco possui. Incrível! Os caras levam o trabalho muito a sério, e suas habilidades são realmente surpreendentes. Sim, o baterista é tão bom fiquei na dúvida se não seria na verdade uma bateria programada. Só tive certeza ao checar novamente o Myspace da Murder.

Quanto às canções em si, são muito bem acabadas e criativas, com estruturas ricas e cativantes. Estão mesmo de parabéns pela técnica.

São cinco músicas, sendo uma instrumental, que exemplificam o fato de não se dever julgar as coisas pela capa. E vira e mexe, eu cometo esse erro. No link para download aí embaixo, o material não conta com letras, mas lendo mais uma vez no Myspace o final da biografia, mais especificamente no trecho “conta com 5 faixas do mais sexualmente e alcoólicamente (sic) sujo Thrash/Death Metal ... para estourar tímpanos de bangers bêbados sedentos por barulho”, você começa a rir à toa. Hilário!

A gravação remete às bandas do final dos anos 80 e 90, com uma sonoridade suja, mas ao mesmo tempo completamente audível. O vocal de Thiago Silva inclusive é uma mistura de Mille Petrozza (Kreator) com o da lenda Wagner Antichrist (Sarcófago).

Legal também é poder falar do profissionalismo e do bom humor (por vezes negro) desse pessoal. Apesar da arte gráfica apelativa, as redes sociais da Murder, por exemplo, são bem acabadinhas e tal. E também é interessante saber que em uma cena tão extrema e radical que é a underground, existe uma banda com uma proposta diferente assim.

Que a Murder prossiga firme e forte, e nos presenteie com outras surpresas como essa agradável demo.

Download: http://www.mediafire.com/?3a6b4ipqfbu3h22

Murder – Let’s Fuck and Drink
Independente – 2011 – Brasil
http://www.myspace.com/murderhdc

TRACKLIST
Back to the madness
Hail the hordes
Let’s fuck and drink
Prelude to hangover
Rude awakening (single)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Murder"

Pamela MillerPamela Miller
Uma controversa personagem dos bastidores do rock

DécadasDécadas
Você percebe que ouve Heavy Metal há muito tempo...

MetallicaMetallica
Gosto musical impediu que se tornassem um Maiden

5000 acessosSabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca5000 acessosMarilyn Manson: vocalista revela suas estranhas fobias sexuais5000 acessosMetal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.com5000 acessosMichael Jackson: 10 nomes do rock que tocaram com o Rei do Pop5000 acessosMegadeth: fã tem siricutico ao encontrar Mustaine; veja vídeo5000 acessosGuns N' Roses: é melhor sair da sala se Axl não está feliz

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online