Matérias Mais Lidas

Angra: Ex-integrantes foram convidados para turnê dos 20 anos de RebirthAngra
Ex-integrantes foram convidados para turnê dos 20 anos de "Rebirth"

AC/DC: Cliff Williams explica por que faz linhas de baixo tão simplesAC/DC
Cliff Williams explica por que faz linhas de baixo tão simples

Guns N' Roses: por que Izzy Stradlin saiu da banda, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
Por que Izzy Stradlin saiu da banda, segundo Gilby Clarke

Ian Paice: Ritchie Blackmore apresentou pra ele o maior guitarrista de todos os temposIan Paice
Ritchie Blackmore apresentou pra ele o maior guitarrista de todos os tempos

Nervosa: Entrar para a banda foi a realização de um sonho, diz Diva SatanicaNervosa
"Entrar para a banda foi a realização de um sonho", diz Diva Satanica

Johnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o GunsJohnny Depp
A banda que poderia ter desbancado o Guns

Vocalistas: 12 velhinhos que ainda mandam muito bem ao vivoVocalistas
12 "velhinhos" que ainda mandam muito bem ao vivo

Guns N' Roses: Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagemGuns N' Roses
Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagem

Steve Hackett: ele diz que compositor do século 19 inventou o heavy metalSteve Hackett
Ele diz que compositor do século 19 inventou o heavy metal

Mike Terrana: Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!Mike Terrana
"Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"

Loudwire: O melhor álbum de thrash metal de cada ano desde 1983Loudwire
O melhor álbum de thrash metal de cada ano desde 1983

Doug Aldrich: explicando as diferenças entre Dio, David Coverdale e Glenn HughesDoug Aldrich
Explicando as diferenças entre Dio, David Coverdale e Glenn Hughes

Robert Fripp: como ele conheceu a esposa Toyah Wilcox, que bomba nos vídeos viraisRobert Fripp
Como ele conheceu a esposa Toyah Wilcox, que bomba nos vídeos virais

Anthrax: Charlie Benante posta foto inédita ao lado de Joey Ramone e Scott IanAnthrax
Charlie Benante posta foto inédita ao lado de Joey Ramone e Scott Ian

Jon Bon Jovi: fake news de Trump o impediu de comprar time de futebol americanoJon Bon Jovi
Fake news de Trump o impediu de comprar time de futebol americano


Matérias Recomendadas

O lado escuro do rock: você acredita em magia negra?O lado escuro do rock
Você acredita em magia negra?

Bandas Iniciantes: 17 maneiras de assassinar sua carreira musicalBandas Iniciantes
17 maneiras de assassinar sua carreira musical

Guns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl RoseGuns N' Roses
Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose

Ozzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-laOzzy Osbourne
Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la

Slash: Só dá para exceder até certo pontoSlash
"Só dá para exceder até certo ponto"

Tunecore
Dead Daisies

Foo Fighters: Se você gosta de rock, esse é o álbum de 2011

Resenha - Wasting Light - Foo Fighters

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar Correções  

publicidade

9


Onze faixas construídas a partir de riffs ganchudos. Onze refrões fortes, daqueles que a gente, sem perceber, canta junto. Um desfile de composições uma melhor que a outra. Um disco que você ouve e fica marcando o ritmo com o pé a todo momento, faz viradas de bateria pelo ar, bate cabeça empolgado, aumenta o volume a todo instante. Esse é "Wasting Light", o excelente novo álbum do Foo Fighters.

Quatro anos de silêncio separam "Wasting Light" de "Echoes, Silence, Patience & Grace", o disco anterior do grupo. Para a gravação do play, a banda chamou o produtor Butch Vig – o mesmo dos clássicos "Nevermind" (1991) do Nirvana e "Dirty" (1992) do Sonic Youth, e que havia trabalhado com os caras anteriormente apenas em duas faixas da coletânea "Greatest Hits", lançada em 2009. "Wasting Light" foi gravado em um estúdio com equipamentos analógicos, montado na garagem da casa de Dave Grohl. O álbum marca também o retorno do guitarrista Pat Smear, e é o primeiro com a sua participação desde "The Colour and the Shape" (1997).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Além disso, há também as participações especiais do ex-parceiro de Nirvana Krist Novoselic tocando baixo e acordeão em "I Should Have Known", de Bob Mould (Hüsker Dü, Sugar) na guitarra e fazendo backing em "Dear Rosemary", Rami Jaffee (Wallflowers) tocando piano, teclado e órgão, Jessy Greene (que já trabalhou com o Wilco e vários outros grupos) no violino e cello, e Fee Waybill (The Tubes) nos backing vocals.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar de contar com uma já longa carreira – o grupo está na estrada há 16 anos, desde 1995 -, o Foo Fighters sempre lançou discos que primavam pela inconstância. Explico: todos os álbuns da banda tem excelentes músicas (poucas) e composições medianas (a imensa maioria). É claro que o grupo marcou época e conseguiu mostrar a sua força e talento através de ótimas faixas como "My Hero", "Everlong", "Big Me", "Learn to Fly", "All My Life" e "Times Like These", mas elas estão espalhadas ao longo de sua discografia. Nunca o Foo Fighters havia lançado um disco tão consistente, forte e empolgante quanto "Wasting Light".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Bridge Burning" abre o disco de maneira excelente, descarregando riffs sobre o ouvinte. Muita energia em uma ótima música, com um grande refrão. O clima segue lá em cima com "Rope", já conhecida pelos fãs graças ao clipe que ganhou. De novo os riffs ditam o ritmo de canção, com linhas vocais muito bem encaixadas por Dave Grohl.

"Dear Rosemary", com participação de Bob Mould, é uma das melhores do disco. Grudenta, com cara de single, hit certo, daquelas faixas que cativam na primeira audição. Nela percebe-se o quanto Dave Grohl deixou de ser, há tempos, apenas o ex-baterista do Nirvana e transformou-se em algo muito maior. Suas composições, que unem elementos do hard rock e do pop para construir uma sonoridade pra lá de cativante, tem personalidade própria e não encontram paralelo no rock atual.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"White Limo" é outra já conhecida, uma paulada sônica que ganhou um clipe esperto com a participação de Lemmy Kilmister, brother de Dave. Essa faixa difere das demais por focar mais na pancadaria, sem o tradicional tempero pop que sempre acompanhou o grupo.

A sensacional "Arlandria" é uma das melhores de "Wasting Light", com um ótimo refrão. Já a semibalada "These Days", dona de um gigante apelo radiofônico, foi feita para ser cantada junto nos shows e começar o dia com o pé direito.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A força de "Wasting Light" impressiona. O disco vai entregando ao ouvinte uma sucessão de composições do mais alto nível, fazendo com que seja difícil dizer qual delas é a melhor. Quando um álbum de inéditas se parece com uma coletânea de grandes sucessos – como é o caso de "Wasting Light" -, a razão é simples: isso só acontece porque ele é muito bom!

O riff forte de "Back & Forth" introduz outra grande canção, mais uma vez com um ótimo refrão. "A Matter of Time" segue o mesmo caminho, mas com uma cara um pouquinho mais pop. "Miss the Misery" merece ser ouvida no seu carro, com o vento no rosto e a todo volume, sem destino nem hora pra chegar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A balada "I Should Have Known", com Krist Novoselic no baixo, contrasta com a energia cortante das demais composições, e traz o baixão do antigo parceiro bem na cara, estourando os alto-falantes. O encerramento é no mais alto nível, com a excelente "Walk", uma das melhores faixas do disco, com Dave Grohl cantando de forma arrepiante.

Assim: o Foo Fighters nunca gravou um álbum como "Wasting Light" antes. Tudo aquilo que se ouvia em doses pingadas nos outros trabalhos do grupo toma conta do disco. São onze ótimas faixas, formando um CD absurdamente consistente, forte, que pega o ouvinte pelo pescoço, joga-o contra a parede e faz ele ficar apaixonado perdidamente. Dave Grohl e sua gangue gravaram o seu melhor disco, disparado!

Se você gosta de rock, esse é o álbum de 2011!

Faixas:
1 Bridge Burning
2 Rope
3 Dear Rosemary
4 White Limo
5 Arlandria
6 These Days
7 Back & Forth
8 A Matter of Time
9 Miss the Misery
10 I Should Have Known
11 Walk


Outras resenhas de Wasting Light - Foo Fighters

Foo Fighters: Capaz de enlouquecer milhares de pessoas

Foo Fighters: Talvez o melhor trabalho de sua carreira

Foo Fighters: Novo disco soa como uma coletânea da banda