Chemical Disaster: O Death Metal visceral destes veteranos

Resenha - Promo Disaster 07 - Chemical Disaster

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Com mais de vinte anos de carreira, os santistas do CHEMICAL DISASTER possuem um dos mais extensos currículos do underground brasileiro. A banda, que conquistou reconhecimento com o seu death metal visceral, vem participando de uma série de shows e de coletâneas pelo nosso país, sempre evidenciando profissionalismo e experiência. Embora tenha sido comercializada três anos atrás, a demo "Promo Disaster 07" retorna ao catálogo da banda com o apoio da Violent Records.

Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsChinese Democracy: de 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história

As três músicas de "Promo Disaster 07" correspondem a uma prévia do que será o próximo disco full length da banda e marcam a despedida de Waldemar Novaes (vocal), que gravou a demo com Fernando Nonath (guitarra), Fábio Brunelli (baixo) e Arthur Justo (bateria). Embora conte atualmente com um quinto membro - Ricardo Lima (guitarra) - e Luiz Carlos Louzada (vocal), o CHEMICAL DISASTER mostrou muita competência nesse que é oficialmente o seu último registro em estúdio. O grupo, que executa um death oitentista extremamente técnico, dá um contorno black metal às músicas curtas e verdadeiramente intensas do seu repertório.

No entanto, é nítido que o quarteto esbarrou em algumas questões estratégicas, sobretudo relacionadas à produção em estúdio. Para se ter uma ideia, "Precipitated to Hell" é uma das faixas mais interessantes da carreira banda - que inclusive faz parte da coletânea Endless Massacre III (2010) - mas poderia evidenciar certos aspectos da sua execução. As guitarras poderiam soar mais límpidas e pesadas, assim como a voz gutural de Waldemar Novaes poderia vir mais à frente do instrumental técnico do grupo. Arthur Justo é um baterista de mão cheia. No entanto, a sua excelente performance poderia ser sublinhada positivamente caso houvesse uma produção mais qualificada por trás de "Promo Disaster 07".

De qualquer modo, pensando nesse disco como uma demo, certamente ele cumpre com a sua obrigação satisfatoriamente. Não há como não perceber a qualidade do death metal do CHEMICAL DISASTER na faixa de abertura e em "Forbidden Ways", que soa extremamente brutal e próxima do black metal. As composições dessa demo, que são curtas e verdadeiramente intensas se desdobram em técnica e agressividade, inclusive em "Perverted Body", que fecha o disco. Entretanto (e curiosamente), "Promo 07" não se encerra aqui.

Como bônus, o CHEMICAL DISASTER incluiu todos os seus trabalhos anteriores, da primeiro demo promovida no início da década de noventa ao disco "Scraps of a Being" (2001). As composições "Spiritual Death" e "Eternal Sacrifice" parecem ser as de maior destaque da última empreitada da banda, ainda mais pela manutenção da agressividade e por atingir uma qualidade de gravação razoavelmente superior a demo atual. No entanto, as faixas de "Lost Souls in the Abominable Realm of Darkness" (1992) e "Ressurrection" até podem repetir os bons momentos, mas empacam pela precariedade de como foram construídas em estúdio. Por outro lado, o ao vivo "Live in Hell"(1998) é competente na sua proposta, exatamente o oposto do raríssimo "Live in Santos F.C." (1991), que necessita ser reconhecido somente pela sua ousadia na época.

Por fim, outras duas coisas precisam ser mencionadas aqui. Da mesma forma que os trabalhos anteriores, "Sex & Outrage" (MOTORHEAD) sofre um desconto desnecessário em virtude da limitação do seu registro. Por outro lado, "Faithless Languid Shape" é uma novidade disponível somente através o Myspace do CHEMICAL DISASTER e comprova ainda mais como o terceiro full length da banda possui as características necessárias para ser matador. A música é extremamente técnica e trabalhada, criando um interessante contraponto com a veia mais agressiva apresentada em "Promo 07".

Site: www.myspace.com/chemicaldisasterband

Track-list:

01. Precipitated to Hell
02. Forbidden Ways
03. Perverted Body



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Chemical Disaster"


Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Chinese Democracy: de 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da históriaChinese Democracy
De 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história

Cristina Scabbia: Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!Cristina Scabbia
"Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaGaleria - Tatuagens em homenagem a artistas e bandas - Parte 1Judas Priest: o álbum preferido do vocalista Rob HalfordKiko Loureiro: as polêmicas do Grammy e a vida de rockstar

Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.