Murderdolls: pancadas, muito sangue e amadurecimento

Resenha - Women and Children Last - Murderdolls

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gabriel Santos Rios
Enviar correções  |  Ver Acessos


Os sanguinários do Murderdolls estão de volta com o grande "Women and Children Last", que é a primeira oportunidade real de ver a dupla Wednesday 13 e Joey Jordison produzir algo de verdade, já que o primeiro álbum da banda tem várias músicas regravadas da antiga banda do vocalista (Frankenstein Drag Queens from Planet 13).

Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoPresença de Palco: dicas para iniciantes

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes da turnê a banda anunciou troca em toda a formação, algo que assustou os fãs, mas é obviamente uma formação mais confiável do que antiga. O álbum segue uma pauleira incrivel desde a introdução "The World According to Revenge" até uma bonita história em "Rock n' Roll is All I Got" passando pelo primeiro single da banda "My Dark Place Alone" e por músicas que com certeza ficarão entre os clássicos do horror punk do novo milênio como "Drug me to Hell", "Summertime Suicide" e "Blood Staind Valentines". A banda peca no lirismo muito repetitivo geralmente com letras misturando amor e ódio, como num filme de terror antigo, mas no novo CD ocorre uma variação (mesmo pequena). A distribuição de faixas também poderia ser melhor já que após "Rock n' Roll is All I Got" as outras músicas são totalmente dispensáveis, assim como no "Beyond the Valley of the Murderdolls". Tecnicamente falando, os destaques da banda sem dúvida são as guitarras e o vocal (lembrando que em estúdio são apenas Joey e Wednesday 13), o baixo não ficou bom, a bateria apenas razoável, mas a evolução na guitarra é visivel.

No geral, um dos melhores álbuns do ano, no velho estilo Wednesday 13, nada de baladas, pancada do começo ao fim, muito sangue e nos últimos anos um amadurecimento que vale destacar. Agora é esperar que eles marquem datas na América do Sul para que possamos conferir como a nova banda se comporta ao vivo. Mas pelo bonus DVD do Women and Children Last é realmente uma banda muito boa.

Faixas:
1. "The World According to Revenge" 1:22
2. "Chapel of Blood" 3:09
3. "Bored 'Til Death" 3:09
4. "Drug Me to Hell" 2:59
5. "Nowhere" 4:21
6. "Summertime Suicide" 4:07
7. "Death Valley Superstars" 3:44
8. "My Dark Place Alone" 2:59
9. "Blood Stained Valentine" 4:18
10. "Pieces of You" 2:31
11. "Homicide Drive" 3:22
12. "Rock N Roll is All I Got" 3:32
13. "Nothing's Gonna Be Alright" 2:36
14. "Whatever You Got, I'm Against It" 3:12
15. "Hello, Goodbye, Die"
16. "Motherfucker See, Motherfucker Do" 2:57
17. "The Funeral Ball" 3:43
18. "A Moment of Violence" 1:58


Outras resenhas de Women and Children Last - Murderdolls

Murderdolls: Horror-Punk flertando com o Heavy MetalMurderdolls: Joey Jordison à vontade com seu horror-rockMurderdolls: Para as entusiásticas hordas adolescentes




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Murderdolls"


Slipknot: confira a evolução das máscaras de Joey JordisonSlipknot
Confira a evolução das máscaras de Joey Jordison


Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

Presença de Palco: dicas para iniciantesPresença de Palco
Dicas para iniciantes


Sobre Gabriel Santos Rios

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336