Rush: com inpiração mas sem brilhantismo

Resenha - Snakes And Arrows - Rush

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  


Ih fudeu! CD novo do Rush na praça. E pior... depois da antológica turnê brasileira, do CD/DVD "Rush In Rio", do ótimo "R30" (DVD comemorativo dos 30 anos), de re-lançamentos de shows antigos em DVD (o pacote "Relay"), o EP de versões "Feedback", e dos boatos acerca de uma turnê nacional dos caras até o fim do ano. Com isso tudo aonde fica este novo CD, o primeiro desde o polêmico "Vapor Trails"?

Particularmente considerei "Vapor Trails" um bom CD, porém sem inspiração, sem um momento brilhante que o Rush sempre apresenta em seus trabalhos (vide "Roll The Bones", ou até mesmo "Nobody´s Hero" do pesado "Counterparts"). E ao ouvir este novo "Snakes And Arrows", a impressão inicial repetiu-se: estamos diante de um bom CD, bem legal, mas só isso. "Far Cry" abre os trabalhos com uma pegada rockeira anos 70, Geddy Lee com seu vocal inconfundível, Alex Lifeson com riffs cada vez mais simplificados mas cheios de "feeling" e Neil Peart no fundo, contido, mas presente em sua bateria. "Armor And Sword" traz bons elementos acústicos, cativando pela beleza, assim como "Workin´ Them Angels". Já "The Larger Bowl" retoma o estilo rockeiro de "Counterparts", com um refrão fácil e muito legal. Música de qualidade, definitivamente, mas sem os lampejos de pura arte que fizeram do Rush uma banda adorada por fãs dos mais variados estilos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Grosseiramente eu diria que o Rush voltou ao estilo mais rock/pop de CD´s como "Counterparts" e "Roll The Bones" (até os teclados de Geddy aparecem mais), mas sem esquecer o lance mais cru e visceral de "Test For Echo" e "Vapor Trails", mas os fãs da fase antiga ainda têm o que comemorar, já que o trio debulha tudo em "The Main Monkey Business", brinca com o acústico como poucos em "Hope" (pop, mas uma instrumental agradável), e produz músicas boas como a hard/pop "Bravest Face", a pesada "Malignant Narcissism" (pesada mesmo com a inserção de bons violões), e a rifferama de "We Hold On" (Alex mostrando um trabalho primoroso). Individualmente Lee, Lifeson e Peart estão mais contidos, mas os caras aparecem, com uma produção redondinha e uma performance competente, como sempre.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não é um clássico do rock e da banda e nem se candidata a tal posto. Mas trata-se de um bom CD de rock/pop, com alguns dos melhores instrumentistas do mundo. Logo, a coisa é refinada. Mas lamentavelmente o Rush ainda não acertou na mosca de novo desde "Counterparts". Você concorda comigo? Diga sim ou não no fórum!

Rush – "Snakes And Arrows"
2007 – Atlantic (NACIONAL)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:

Geddy Lee – Baixo/Vocal
Alex Lifeson – Guitarras
Neil Peart – Bateria

Faixas:

"Far Cry"
"Armor And Sword"
"Walkin´Them Angels"
"The Larger Bowl"
"Spindrift"
"The Main Monkey Business"
"The Way The Wind Blows"
"Hope"
"Faithless"
"Good News First"
"Malignant Narcissism"
"We Hold On"

Site Oficial: http://www.rush.com


CliIL Cli336 Cli336