Resenha - Chaos Corporation - Torture Squad

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Dehò
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Só pra esquentar um pouco os headbangers que esperam pelo próximo álbum de estúdio do Torture Squad, o Hellbound, a banda resolveu lançar um single especial para os brasileiros. Com "Chaos Corporation", os paulistas colocaram duas músicas inéditas no mercado além de darem de presente a demo "A Soul In Hell", lançada em 1993, quase completa e o video-clipe de "Pandemonium" para ser conferido em computadores.

Rock In Rio: filmagem profissional do Torture Squad, Claustrofobia e Chuck BillyVanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffs

E pelo que se ouve nos novos sons, o público tem mesmo que aguardar o lançamento, previsto para sair até fevereiro, com ansiedade. Quem teve sorte, até pôde conferi-los na atual turnê da banda que cruzou o Brasil e chegou até a Europa, onde se apresentaram por cerca de um mês.

Se comparado com "Pandemonium", último álbum da banda, de 2003, "Chaos Corporation" e "Beast Within" mostram que a banda conseguiu se superar e atingir um nível ainda mais alto de maturidade no seu trash/death metal.

Tudo começa com a capa do single, que é nada mais que um fundo preto e o novo símbolo da banda com as iniciais da banda moldadas em (adivinhe?!?) METAL. O trabalho de Paul Gerrard, que também assinará a arte de Hellbound, é bem marcante e difere das capas anteriores, mais voltadas para o lado das pinturas. Além disso, a produção está muito boa e limpa, com os instrumentos bem equilibrados entre si e com os vocais de Vitor Rodrigues. Mais uma vez, os responsáveis por esta parte foram Heros Trench e Marcello Pompeu, do Korzus.

A primeira faixa, que dá nome ao single, é matadora. Começa desfilando riffs bem no estilo que está consagrando o Torture. Maurício Nogueira abusa das guitarras sobrepostas, o que teve um efeito bem legal no começo da música, com umas linhas bem diferentes e é sempre acompanhado pela consistente cozinha formada por Amilcar Christófaro e Castor. "Chaos Corporation" remete bastante a "Horror And Torture", que abre o último álbum, mas de modo criativo, sem chegar a copiá-la. Estão lá as paradinhas, as quebradas no ritmo e aquele riff no meio da música que parece feito só para os HEADBANGERS chacoalharem a cabeleira. Ainda há o refrão: simples, mas que fica na cabeça.

A banda se sobressai como um todo, mas Vitor é sempre o algo mais. Com seus diversos tipos de guturais (certeza que eles só tem um vocalista?), dessa vez ele só usou algumas delas, escolhendo, pelo menos nestas duas, puxar para os timbres mais graves, ao contrário de músicas como "Towers on Fire". Mesmo assim, as variações continuam em grande quantidade e os urros parecem melhores que nunca. A próxima é "Beast Within" que segue na mesma linha. O destaque fica para o riff inicial, bem criativo e com vários passagens de bumbos duplos de Amilcar, e divertidas linhas vocais.

Por parte das antigüidades que complementam os 20 minutos do single, estão duas músicas do "A Soul In Hell" e mais uma intro, "Obskure". A primeira é a que dá o nome à demo, originalmente lançada em fita. Como não poderia deixar de ser, a qualidade do som é tosca, com o som da guitarra bastante estourado, até porque a produção foi feita pela própria banda, na época com pouca experiência no assunto. No entanto, a música já mostrava o que viria pela frente e, evoluindo com o tempo, está presente até hoje nos shows da banda, vide o CD/DVD ao vivo "Death, Chaos and Torture Alive".

O material é fechado com "Suffocation", que tem uma levada mais lenta e diferente do que se costuma ouvir dos paulistas. Ela mostra como Vitor já variava bastante os seus vocais, tendência que segue com as músicas novas. O fato de poder contrapor os sons novos com os primeiros também é interessante e mostra toda a evolução do quarteto.

Para quem é colecionador, gostaria de ter um registro da demo em CD ou simplesmente não agüenta esperar até fevereiro para ouvir "Hellbound", "Chaos Corporation" é uma boa opção. É esperar que tenham restado balas na agulha para as outras faixas do novo álbum, que agora está em processo de mixagem.

Mas que o CD promete, ah, isso promete, HEADBANGERS!

FORMAÇAO:
Vitor Rodrigues - vocal
Castor - baixo
Maurício Nogueira - guitarra
Amilcar Chrsitófaro - bateria

Track List:
1. Chaos Corporation *
2. Beasth Within *
3. Obskure(intro)/A Soul in Hell **
4. Suffocation **
5. Pandemonium (video-clipe)

(*)inéditas / (**) demo tape A Soul in Hell

Site oficial:
http://www.torturesquad.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Torture Squad"


Rock In Rio: filmagem profissional do Torture Squad, Claustrofobia e Chuck BillyTorture Squad: assista apresentação completa no Kiss ClubTorture Squad: "Blood Sacrifice", "Raise You Horns" e "Horror and Torture" no RIR

Rock in Rio: veja vídeos do show de Chuck Billy, Torture Squad e ClaustrofobiaRock in Rio
Veja vídeos do show de Chuck Billy, Torture Squad e Claustrofobia

Rock in Rio 2019: horários do dia do metal passam por pequena alteraçãoRock in Rio 2019
Horários do "dia do metal" passam por pequena alteração

Sepultura: Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festivalSepultura
Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festival

Torture Squad: apresentadas datas da primeira tour pela América Central

Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São PauloMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

Café com Ócio: 15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010Café com Ócio
15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010

Death Metal: mais cinco álbuns nacionais que você deve escutarDeath Metal
Mais cinco álbuns nacionais que você deve escutar


Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollGaleria de fotos
13 motivos para gostar de Rock N Roll

Cristina Scabbia: Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!Cristina Scabbia
"Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Kiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008Kiss FM
As 500 mais tocadas pela rádio em 2008

Nikki Sixx: transei com a mulher do Bruce DickinsonNikki Sixx
"transei com a mulher do Bruce Dickinson"

Clearaudio Goldfinger: a agulha de vitrola mais cara do mundoClearaudio Goldfinger
A agulha de vitrola mais cara do mundo

Alice in Chains: Cantrell revela música composta na casa de CornellAlice in Chains
Cantrell revela música composta na casa de Cornell


Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336