Resenha - Meliat - Meliat

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Formada em 1999, na cidade de Curitiba (PR), a banda Meliat surgiu com o propósito de fazer heavy metal tradicional, incluindo no seu som boas doses de metal melódico e progressivo. Formada por Lucas Curotto (vocal), Leonardo Rosenmann e Felipe Afonso (guitarras), Victor Ferreira (baixo), Germano Mendes (teclado) e André Vigo (bateria), o sexteto formador do Meliat lançou esta sua primeira demo em 2003, servindo como divulgação da banda que já está preparando o seu primeiro CD para breve.
5000 acessosQuiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 19855000 acessosDanilo Gentili: O sertanejo tem mais atitude roqueira que o próprio roqueiro

Trabalhando com uma sonoridade bem peculiar, mas trazendo uma produção impecável de todas as formas, o Meliat consegue unir o seu lado Helloween, Iron Maiden, Savatage e Edguy sem soar parecido com nenhuma das bandas citadas. Felizmente o line-up da banda apresenta boas virtudes, tanto na dupla de guitarristas que conseguem dosar bem linhas pesadas e outras mais melódicas em seus instrumentos, além de uma boa participação do tecladista e do baterista também. O “porém” da banda fica por conta do baixista que mesmo tocando bem aparece muito pouco nas músicas do grupo... e o vocalista, bem, este, poderia estar muito melhor nas músicas do Meliat. Não que cante mal, mas faltou para ele um pouco mais de inspiração e um timbre que se ajustasse mais ao som do grupo. E claro que, melhorando isto, certamente o som a banda irá deslanchar, já que qualidade em suas composições eles conseguiram demonstrar (e bem)!

Abrindo com “Riding Through the Darkness”, em uma linha bem mais heavy tradicional e com direito a bons solos de guitarra, a demo segue para “Killers of the Night”, partindo para um lado mais melódico e até incluindo boas doses e melodias bem hard rock no seu andamento. E estas melodias hard rock caíram muito bem! Já “Górgones” segue novamente para um lado mais tradicional, incluindo uma boa dose de virtuose por parte do conjunto, e aqui, se nota que quando o vocalista Lucas Curotto investe em notas mais altas, o seu desempenho no Meliat melhora assustadoramente! “Death” segue a demo, trazendo um interessante trabalho de guitarras e boa melodia no piano, servindo de introdução e finalização da música. A última, “Pyramid Curse”, segue por uma linha bem Savatage, uma composição trabalhada e com diferentes harmonias intercaladas: momentos bem cadenciados e outros trabalhados em altos tons e pesados. Para mim, por apresentar tantos elementos diferentes acaba sendo a melhor música do trabalho.

Acho que dando uma maior atenção ao vocal, que acaba sendo o único ponto que não está 100% na demo, o Meliat pode ir longe. Começado melhor acho que dificilmente eles teriam, mas agora polindo melhor o seu trabalho, logo teremos o grupo aqui entre os destaques nacionais futuramente.

Site oficial: www.meliat.hpg.com.br

Line-up:
Lucas Curotto (vocal);
Leonardo Rosenmann (guitarra);
Felipe Afonso (guitarra);
Victor Ferreira (baixo);
Germano Mendes (teclado);
André Vigo (bateria).

Track-list:
01. Riding Through the Darkness
02. Killers of the Night
03. Górgenes
04. Death
05. Pyramid Curse

Tempo total: 23:42

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Meliat"

Quiet RiotQuiet Riot
Quebrando disco de banda brasileira em 1985

Danilo GentiliDanilo Gentili
O sertanejo tem mais atitude roqueira que o próprio roqueiro

MotorheadMotorhead
Destaques do funeral de Lemmy Kilmister

5000 acessosCâncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosQueen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody5000 acessosGuns N' Roses: estúdio e ao vivo, expectativa e realidade5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosSepultura: ouça versão original de "Roots, Bloody Roots"

Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online