Resenha - Symphony: Alive IV - Kiss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Raphael Crespo
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Texto originalmente publicado no
35 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão5000 acessosChris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morte

JB Online e no Blog Reviews & Textos.

Amando ou odiando, é difícil achar uma pessoa que conheça um pouco de música e consiga ser indiferente ao Kiss. Desprezada por poucos, que a acusam de ser meramente comercial e se preocupar mais com marketing do que com a música, a banda é idolatrada por milhões, muitas vezes não só pelo som, mas pelas mesmas razões pelas quais é criticada. Ao longo de seus 30 anos de estrada, o Kiss criou ícones, lendas e tradições, sendo uma delas o lançamento de álbuns ao vivo, um com mais estardalhaço que o outro. Kiss - Symphony: Alive IV, CD duplo, chega às lojas de todo mundo trazendo um caminhão de novidades, pois, se não tivesse novidades, não seria o Kiss.

O álbum foi gravado em 28 de fevereiro de 2003, em Melbourne, na Austrália, e conta com a participação da Orquestra Sinfônica de Melbourne, com 60 componentes, todos com os rostos pintados, como os quatro integrantes do Kiss. O primeiro CD é dividido em dois atos, sendo o primeiro com uma performance elétrica, só com a banda, e o segundo com um set acústico, tendo a participação de algumas cordas da orquestra. O segundo CD conta com grandes clássicos da banda e é inteiramente acompanhado por todos os músicos de Melbourne.

Além do CD, a banda ainda lança um DVD com o show, que também será transmitido em pay-per-view, em dezembro. E como o Kiss - que sempre deu tanta importância para o lado visual quanto para o musical - não dá ponto sem nó, o encarte do CD, com belas fotos do show, inclusive dos membros da orquestra com as caras pintadas, já deixa qualquer um com água na boca para os lançamentos em video.

Com três quartos de sua formação original, o Kiss conta com o guitarrista Tommy Thayer no lugar de Ace Frehley, que abandonou o barco. Como a banda toca mascarada, não dá para notar a diferença, pois o novo guitarrista executa todos os riffs e solos com precisão impressionante e, muitas vezes, chega a soar até melhor que o original.

O primeiro ato do CD 1 tem apenas seis músicas, mas passeia por toda a carreira da banda, com músicas do primeiro registro de estúdio (Kiss, de 1974) - Deuce e Strutter -, ao último - Psycho Circus (do álbum de mesmo nome, lançado em 1998) -, passando pela fase em que o grupo tirou a máscara, como Lick it up.

A banda abre o segundo ato com a balada Beth, cantada pelo baterista Peter Criss, seguida pela bela Forever, além de Goin' Blind, Sure Know Something e Shandi. Serve para tomar um fôlego para o que vem a seguir, no CD 2, praticamente um greatest hits, com clássicos como Detroit rock city, Shout it out loud, God of thunder, Love Gun, Black diamond e, como não poderia deixar de ser, Rock and roll all nite, músicas que chegam até a ganhar mais peso com o acompanhamento da orquestra. Simplesmente magistral.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

35 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão475 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita760 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
Comercial inédito e esquecido de Paul Stanley surge na web

KissKiss
Gene Simmons: "A indústria do disco está morta!"

Hard RockHard Rock
As bandas que deram origem aos heróis do gênero

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Chris CornellChris Cornell
Relatório policial descreve últimas horas e morte

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Avril Lavigne muito antes da fama

MetallicaMetallica
As extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio

5000 acessosEm 11/05/1981: Bob Marley morre, vítima de um tumor no cérebro5000 acessosKiss x Secos & Molhados: o fim da polêmica5000 acessosPreços: quanto custa para contratar a sua banda favorita5000 acessosBlack Sabbath: pouco importa se Deus está vivo ou morto5000 acessosJoe Satriani: "Kirk Hammett foi um ótimo aluno"5000 acessosGuns N' Roses: qual a porcentagem de Axl, Slash e Duff no butim?

Sobre Raphael Crespo

Raphael Crespo é jornalista, carioca, tem 25 anos, e sempre trabalhou na área esportiva, com passagens pelo jornal LANCE! e pelo LANCENET!. Atualmente, é editor de esportes do JB Online, mas seu gosto por heavy metal o levou a colaborar com a seção de musicalidade do site do Jornal do Brasil, com críticas de CDs e algumas matérias especiais, que também estão reunidas em seu blog (http://www.reviews.blogger.com.br). Sua preferência é pelo thrash metal oitentista, mas qualquer coisa em termos de som pesado é só levantar na área que ele mata no peito e chuta. Gosta também de outros tipos de som, como MPB, jazz e blues, mas só se atreve a escrever sobre o que conhece melhor: o metal.

Mais matérias de Raphael Crespo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online