Resenha - Fragile Art Of Existence - Control Denied

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Chuck Schuldiner dedicou a maior parte de sua vida ao Death, mas lançou sua autobiografia num projeto que, até sua morte, teve apenas um disco lançado, o Control Denied. "The Fragile Art Of Existence" expira os desejos e trabalhos geniais deste grande ícone da música.

Free: a paixão de Dave Murray por Paul KossoffTreta: Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?

O som não tem nem a pretensão de se afastar do Death. Pelo contrário, as características marcantes do grupo estão totalmente presentes. O contorno rítmico dado pela insanidade técnica de Steve DiGiorgio e o desvairo de Richard Christy na bateria. Melodias de guitarra na mesma linha de "The Sound Of Perseverance". Vocais também extremos, se falarmos de uma extremidade técnica. E pensar que Warrel Dane estava cotado para ocupar este lugar e só não o fez por leves desencontros. É fácil perceber isso. "Consumed" e "Expect The Unexpected" têm aquela nuance do Nevermore nas vocalizações. Parecem compostas para Dane, porém erguem-se na atuação soberba de Aymar.

Tempos quebrados, inusitadas passagens, surpresas a todo o momento, mesmo se pensarmos: "É o Death fazendo power metal". Importa pouco. Quem dera se uma boa parcela dos conjuntos de power se aproximasse do dedinho do pé do Control Denied.

O que Schuldiner quis expressar durante sua curta, entretanto fecunda existência, está aqui. Sua mensagem, seus objetivos. E bem, há sim um sentimentalismo em ascendência após o falecimento de Chuck, e isso pode afetar uma simples resenha de álbum como esta. No entanto, da mesma forma que ele conseguiu, espero ter modificado, acrescentado algo talvez, contudo alcançado o intento de descrever os traços principais e direcionamento da obra. Fácil não é. "What if..."

Site Oficial: http://www.emptywords.org

Formação:
Tim Aymar (Vocais)
Chuck Schuldiner (Guitarra)
Shannon Hamm (Guitarra)
Steve DiGiorgio (Baixo)
Richard Christy (Bateria)

Material cedido por:
Century Media Records / Nuclear Blast - http://www.centurymedia.com.br
Caixa Postal 1240 São Paulo SP 01059-970 BRASIL
Telefone: (0xx11) 3097-8117
Fax: (0xx11) 3816-1195
Email: brasil@centurymedia.com.br


Outras resenhas de Fragile Art Of Existence - Control Denied

Control Denied: A simbólica e frágil arte da existênciaResenha - Fragile Art Of Existence - Control DeniedControl Denied: A prova definitiva da genialidade de Schuldiner




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Control Denied"


Free: a paixão de Dave Murray por Paul KossoffFree
A paixão de Dave Murray por Paul Kossoff

Treta: Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?Treta
Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336