Control Denied: A simbólica e frágil arte da existência

Resenha - Fragile Art Of Existence - Control Denied

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Camila Albuquerque
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Um dos trabalhos mais consagrados do vocalista e guitarrista da banda DEATH, CHUCK SCHULDINER, foi o projeto CONTROL DENIED. Depois de algumas substituições da formação original do projeto, CHUCK em conjunto com o vocalista TIM AYMAR, o guitarrista SHANNON HAMM, o baixista STEVE DIGIORGIO e o baterista RICHARD CHRISTY lançam em 1999 pela editora Nuclear Blast Records o 1° álbum intitulado "The Fragile Art Of Existence".

5000 acessos1998: 40 discos de rock e metal que foram lançados há 20 anos5000 acessosClassic Rock: as 10 melhores baladas dos anos 80

Contendo 8 faixas espetaculares, este é um álbum para quem aprecia riffs de guitarra, o peso do baixo, blast beat de bateria e para o pacote completo TIM AYMAR e CHUCK SCHULDINER assumindo os vocais.

Trata-se de um disco com músicas que realmente chamam a atenção, tanto pelo instrumental perfeito, com suas quebradas e variações de ritmo, como também pelo vocal limpo e gutural de CHUCK. As letras como um todo relatam expectativas, morte, decepção e perseverança.

Há uma levada impressionante em cada faixa, uma combinação entre harmonia, peso, velocidade e letra.

Infelizmente esse foi o único álbum do CONTROL DENIED lançado antes do falecimento de CHUCK SCHULDINER, que devido a um tumor cerebral veio a falecer em dezembro de 2001, sem poder assim dar continuidade aos trabalhos para a gravação do 2° disco. Parte do material para a gravação do álbum posterior que já havia recebido nome, "When Man And Machine Collide", não foi liberado pela família do compositor e há uma disputa acirrada pelos direitos autorias deste 2° trabalho, que até então não saiu do papel.

Mas apesar da fatalidade, CHUCK SCHULDINER nos deixou uma excelente obra; "The Fragile Art Of Existence" é um álbum que certamente pouquíssimos encontraram defeitos. Vale ressaltar que nem só neste projeto, mas também com o DEATH, ele foi um célebre compositor, vocalista e guitarrista que serve de influência para muitas outras bandas que seguem ao estilo.

Tracklist:

1. Consumed 07:24
2. Breaking The Broken 05:41
3. Expect The Unexpected 07:17
4. What if...? 04:29
5. When The Link Becomes Missing 05:17
6. Believe 06:10
7. Cut Down 04:50
8. The Fragile Art Of Existence 09:38

"A simbólica e frágil arte da existência nada mais é que o som da perseverança"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Outras resenhas de Fragile Art Of Existence - Control Denied

1791 acessosResenha - Fragile Art Of Existence - Control Denied1219 acessosResenha - Fragile Art Of Existence - Control Denied


19981998
40 discos de rock e metal que foram lançados há 20 anos

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Death"

DeathDeath
"Chuck Schuldiner não era um cara simpático!"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1987

Bruno SutterBruno Sutter
"The Dance of Eternity" do Dream Theater no baixo fretless

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Control Denied"0 acessosTodas as matérias sobre "Death"


Classic RockClassic Rock
As 10 melhores baladas dos anos 80

OverkillOverkill
Mandando recado ao Avenged Sevenfold

Fãs de MetalFãs de Metal
Suicidas, depressivos, e fazem sexo sem proteção

5000 acessosDeep Purple: Gillan fala sobre Ritchie, Coverdale e Hughes5000 acessosHeavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 805000 acessos8 de Dezembro: a data mais macabra do rock2403 acessosRonnie James Dio: em propaganda de Budweiser de 19835000 acessosChina: as 100 músicas proibidas pelo governo5000 acessosOzzy Osbourne: Para sempre em débito com Robin Williams

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Camila Albuquerque

Camila Albuquerque, 21 anos, residente em Iguatu - CE, mas natural de Piracicaba - SP, é técnica em suporte de sistemas, apesar de cursar Letras/Literatura pela Universidade Estadual do Ceará. É fã assídua de Dream Theater. Seus gostos musicais variam entre o progressive metal e o death metal, mas sempre está aberta para outras vertentes. É adoradora de HQ's e cinema.

Mais matérias de Camila Albuquerque no Whiplash.Net.