Resenha - A Twist Of Fate - John Arch

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Você gosta de Fates Warning? Da época dos clássicos "The Spectre Within" e "Awaken the Guardian"? Deve estar bastante ansioso para esse lançamento né? Eu estava! Pra quem não conhece, esses dois CDs são obras-primas do Heavy Metal e começaram a moldar um estilo que seria copiado e desenvolvido por milhões de bandas que iriam surgir nos anos seguintes, inclusive o próprio Dream Theater.

Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaAC/DC: Brian revela segredo obscuro de Angus Young

Quem cantava nesses dois clássicos era John Arch, que abandonou a banda e a música pouco tempo depois do lançamento de "Awaken The Guardian" e deixou muitos órfãos do seu estilo único de cantar no mundo inteiro (quem nunca imaginou como esse cara criava aquelas linhas vocais completamente estranhas - e maravilhosas - naquela época?).

"Twist Of Fate" é o nome deste CD que traz John Arch de volta com alguns amigos bastante conhecidos: Mike Portnoy (Dream Theater - bateria), Jim Matheos (Fates Warning - guitarra) e Joey Vera (Armored Saint, Fates Warning - baixo).

Infelizmente este é apenas um EP, com aproximadamente 28 minutos e traz somente duas faixas ("Relentless e Cheyenne"), mas que já valem para quem esperava anos para ouvir alguma coisa nova vinda de John Arch.

O estilo é bem mais moderno e calcado no "progressive metal" que o Fates Warning e o Dream Theater vem desenvolvendo hoje em dia, as músicas são longas e cheias de andamentos quebrados e passagens super trabalhadas (elementos que também faziam parte dos primórdios do Fates Warning, mas que na época era muito mais Heavy Metal).

Quem já gostava vai se emocionar ouvindo: parece que o tempo não passou, parece que ainda estamos em 85 e John Arch, ainda com as mesmas características, não esqueceu como se canta (e como canta!), não esqueceu de cantar com feeling (coisa difícil no heavy metal hoje em dia) e não esqueceu o porquê dele nunca ter sido esquecido pelos amantes do estilo.

Quem não conhecia vai ouvir um vocalista diferente do usual, grandes melodias, um "progressive metal" muito bem feito, com alguns dos melhores músicos do planeta e com certeza vai virar fã.

Indispensável. Tomara que lancem por aqui. Até agora só lá fora.

Que venha um CD inteiro (por favor)!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "John Arch"


Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música

AC/DC: Brian revela segredo obscuro de Angus YoungAC/DC
Brian revela segredo obscuro de Angus Young


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336