Resenha - Untouchables - Korn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8


Curiosa essa banda. Expoente do movimento new metal, o Korn lançou seu último cd, "Issues", partiu para uma tour bem sucedida, que passou pelo Brasil, e agora lança mais um petardo. "Untouchables" nada mais é do que a repetição do que a banda vem fazendo, cujo estilo é rotulado como new metal. Mas desta feita, Jonathan Davis e Cia resolveram investir mais no peso, gerando uma melhora sensível em suas músicas, que primavam pela repetição e as vezes até pelo tédio.

publicidade

"Here to Stay", a primeira faixa, comprova tal afirmação. O peso das guitarras encobre qualquer efeito eletrônico e Davis está cantando mais, ao invés de só sussurrar e berrar nas músicas. O mesmo pode se dizer de faixas como "Blame" e "Hollow Life", que apesar de conterem os chamados elementos new metal (vocais com efeitos, teclados irritantes em certo ponto), capricham no peso das guitarras, dando um toque quase thrash a alguns pontos. O mesmo se verifica na cadenciada "Blottled Up Inside", aonde os riffs lembram muito o velho Sepultura e Davis capricha no vocal.

publicidade

Mas a banda não se esqueceu de seu passado, e também comparece com faixas como a esquisita "Haiting" (com efeitos eletrônicos e vocais melódicos ou agressivos), e a mais calma "Alone I Break", aonde Davis volta a sussurrar vocais e gritar. Mas merece ser citado que ambas também apresentam peso nas guitarras e um bom trabalho na cozinha, mostrando que a banda está investindo mais no peso, e no metal, não só no New.

publicidade

Destaques? A própria "Alone I Break", por ser a mais cativante do cd, "Embrace", por ser a mais pesada e aonde Davis atinge seu melhor vocal, quase gutural. Mas todas são muito parecidas, embora a qualidade se mantenha bem além do que o Korn vinha fazendo. É guitarra pesada, vocal melódico, efeito, rítmo mais lento e vocal agressivo em pelo menos 10 das 14 faixas do cd. Fato que não aparece na faixa "Beat It Upright", de longe a melhor, uma paulada que ao vivo vai entortar pescoços, e a quase hardcore "Wake Up Late", que seria perfeita, não fosse a quebrada de ritmo que a banda dá logo no começo. Merece destaque também a arte gráfica do cd e a capa, de muito bom gosto e muito bem feita. Ponto para a banda.

publicidade

Pelo peso apresentado e pelas sensíveis melhoras na performance dos músicos, é recomendável para qualquer fã de som pesado que esteja disposto a aceitar os elementos do New Metal. Se continuar assim, quem sabe eles fazem algo mais pesado ainda na próxima?

Line Up:

Jonathan Davis – Vocal
Fieldy – Baixo
Brian Welch – Guitarra
David Silveria – Bateria
James Shaffer – Guitarra

publicidade

Lançado no Brasil pela Epic Records – Sony Music Brasil.

Site oficial: www.korntv.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal Hammer: os melhores discos de rock e metal lançados em 2002Metal Hammer
Os melhores discos de rock e metal lançados em 2002

Lista: rock para ouvir usando bermuda camuflada e tênis de skatistaLista
Rock para ouvir usando bermuda camuflada e tênis de skatista

Metal Hammer: os 10 melhores álbuns de rock e metal lançados em 1998Metal Hammer
Os 10 melhores álbuns de rock e metal lançados em 1998

Korn: banda divulga cover de música escrita por artista countryKorn
Banda divulga cover de música escrita por artista country


Nü-Metal: De onde veio? Para onde foi? A culpa é do Sepultura?Nü-Metal
De onde veio? Para onde foi? A culpa é do Sepultura?

Metal Hammer: o ano de 1999 marcou o fundo do poço do metal?Metal Hammer
O ano de 1999 marcou o fundo do poço do metal?


Humor: Não basta um machado na mão para ser Black MetalHumor
Não basta um machado na mão para ser Black Metal

Led Zeppelin: Perguntas e Respostas sobre a bandaLed Zeppelin
Perguntas e Respostas sobre a banda


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin