RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemThe Cure: 5 bandas que o vocalista Robert Smith já declarou odiar

imagemBruce Dickinson é confirmado como uma das atrações do Summer Breeze 2023

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemOs álbuns de outros estilos musicais que Dave Mustaine indica para quem é headbanger

imagemGuns N' Roses compartilha foto incrível de show realizado em São Paulo

imagemBittencourt explica óbvio motivo para convidar "Cara do Crepúsculo" para papel do Batman

imagemCom tempo de sobra, Bruce Dickinson também faz segurança em show do Iron Maiden

imagemBarbosa ficou em 2º em concurso de guitarrista mais sexy e perdeu para astro internacional

imagemRafinha Bastos e João Gordo debatem piada sobre Wanessa e discutem papel do humor

imagemDavid Coverdale lista seus 20 álbuns preferidos do rock britânico

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemO setlist "gordo" e vídeos do último show da turnê de 2022 do Guns N' Roses pelo Brasil

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemO que esperar dos shows de Helloween e Hammerfall no Brasil, segundo os músicos

imagemKiko Loureiro explica a química da atual formação do Megadeth


NFL Steve Harris

Resenha - Tide Turns - Blezqi Zatsaz

Por Rodrigo Vinhas
Em 22/02/03

Nota: 10

O projeto capitaneado pelo Tecladista Fábio Ribeiro, intitulado Blezqi Zatsaz, lançou recentemente o seu debut. "The Tides Turns". Trata-se de um trabalho instrumental de altíssima qualidade, com participações especiais de músicos experientes e conhecidos no cenário, como Kiko Loureiro (Angra), Eduardo Ardanuy (Dr. Sin) e Hugo Mariutti (Shaman).

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O som apresenta muita variação, mas é em sua maioria um rock progressivo de muito bom gosto, influenciado por Yes, Pink Floyd, Emerson Lake & Palmer, entre outros. A característica mais evidente do álbum é o talento de Fábio Ribeiro tanto para "timbrar" o teclado como para criar melodias marcantes, o que torna a audição do trabalho muito mais agradável. Por ser instrumental, se tudo não estivesse na dosagem certa, o disco se tornaria maçante, mas isso de forma nenhuma aconteceu aqui.

Todas as composições do disco são de Fábio Ribeiro, porém, todos os músicos que participaram do projeto tiveram total liberdade pra criar suas partes, o que deixou o disco bem mais humano.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Outros instrumentistas que se destacam ao longo do álbum são o saxofonista e flautista Hugo Hori, e o baixista Ale Souza, que mandaram muito bem na execução dos seus instrumentos.

Concluindo, o álbum apresenta qualidade, músicos extraordinários, boa produção e o mais importante de tudo, é um trabalho original, pra quem gosta de música instrumental, temas experimentais, com uma pegada rock. Esse é o álbum do ano!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais

Iron Maiden: o vocal que quase substituiu Bruce Dickinson em 93


Sobre Rodrigo Vinhas

Rodrigo Vinhas é guitarrista da banda Thalion, ex-aluno de Kiko Loureiro, Rafael Bittencourt, Hugo Mariutti e Kiko Moura. Vinhas dá aulas de guitarra na baixada santista. Telefone para contatos: (013) 3429-17-80. Em São Paulo: (11) 9890-0490.

Mais matérias de Rodrigo Vinhas.