Resenha - Love, Hate & Everything In Between - Vers'Over

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Toral
Enviar Correções  

8


Vinda de São Paulo e composta por Gustavo Carmo (guitarrista), Maurício Magaldi (baterista), Rodrigo Carmo (vocalista) e Fernando Hagihara (baixista), o Vers’Over lança seu primeiro trabalho, ou seja, "Love Hate & Everything in Between".

publicidade

Com ótima produção, a banda consegue mostrar todo o seu potencial técnico, já que as músicas têm instrumental complexo, sim, mas sem deixar de soar heavy metal e com alguns toques setentistas progressivos.

"Hell Above You" chega ao thrash em sua introdução, misturando teclados melódicos e ritmo quebrado, com clima pesado e variado na parte instrumental. "Cracking Kissing", seguindo fielmente as características destacadas do Vers’Over, parece uma daquelas canções progressivas dos anos setenta, com uma roupagem mais atual. "The Pain Inside" é ótima e tem uma base genial, além de bateria estupenda; os vocais são melódicos e controlados. "Timewarp", mais pesada, não foge do contexto, possuindo momentos de muito peso. Seguindo a mesma linha das demais, porém contendo bastante agressividade, temos "Spleen". E como outro ponto forte, terminando o show de técnica dos músicos, tem-se "Reflection", com bela inclusão de teclados.

publicidade

O lance é que neste estilo não existe meio termo; ou você ama ou detesta. Mas o mais importante é que o Vers’Over conseguiu atingir a qualidade necessária para uma estréia digna. Isso não há como negar.

Para acessar o site da banda: www.versover.com.br

Para contactar a banda: [email protected]

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Lady Gaga e EddieSeparados no nascimento
Lady Gaga e Eddie

Spike: os sete piores solos de guitarraSpike
Os sete piores solos de guitarra


Sobre André Toral

Formado em Administração de Empresas. Curte Hard clássico dos anos 70 e início dos 80; Heavy Metal é sua religião.

Mais matérias de André Toral no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin