2016: uma retrospectiva do bizarro ano no rock/metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar correções  |  Ver Acessos

A morte de Lemmy Kilmister em 28 de dezembro de 2015 parecia um presságio sobre o que viria no ano seguinte. E, realmente, foi um anúncio prévio: 2016 foi estranho. Para o bem e para o mal.

Guns N' Roses: Axl Rose leva tombo em show e acaba limpando o palco; veja vídeoRhythm: os bateristas mais influentes de todos os tempos

Mal nos recuperamos da ida de Lemmy e outra morte de impacto nos pegou de surpresa: o falecimento de David Bowie, em 10 de janeiro. Ele se foi aos 69 anos, vítima de um câncer de fígado, dois dias após lançar seu 25° disco de estúdio, "Blackstar".

Dias antes, em 4 de janeiro, algo igualmente estranho, mas com teor positivo, foi anunciado publicamente: o retorno de Slash e Duff McKagan ao Guns N' Roses. A situação se desenhava desde 2015 e os rumores da volta eram fortes, mas a informação só se concretizou em 2016.

Ainda em janeiro, no dia 22, ocorreu outro fato incrivelmente negativo: durante o Dimebash 2016, Phil Anselmo fez uma saudação nazista, com o braço direito erguido, e gritou "Poder branco", como um membro do KKK. Ele tentou se justificar, mas só piorou: disse que estava sob influência de "vinho branco".

No mesmo dia do gesto racista de Phil Anselmo, era lançado "Dystopia", o primeiro disco do Megadeth com Kiko Loureiro nas guitarras. A entrada de Kiko à banda também foi algo inusitado. Não por seu talento, mas pela ocasião, visto que músicos brasileiros raramente conseguem um destaque internacional tão considerável quanto ele conseguiu. E Loureiro fez bonito: "Dystopia" é um dos grandes álbuns do ano.

Janeiro se fechou com outro falecimento: Jimmy Bain, que estava com a banda Last In Line, se foi em 23 de janeiro, aos 68 anos, durante o cruzeiro do Def Leppard. A causa da morte foi um câncer no pulmão até então desconhecido.

Fevereiro foi um mês mais calmo, mas março veio com força, com a informação de que Brian Johnson estava com sérios problemas de audição. O cantor poderia ficar surdo caso continuasse a turnê de "Rock Or Bust" com o AC/DC. Ele acabou sendo afastado pelo grupo e substituído por Axl Rose nas datas remanescentes. O futuro da banda ainda é indefinido.

O tecladista Keith Emerson também morreu em março, mais especificamente no dia 11, aos 71 anos. Descobriu-se, posteriormente, que o músico havia cometido suicídio. Ele também sofria de problemas cardíacos e depressão associada ao alcoolismo. As questões emocionais de Emerson estavam diretamente relacionados à sua saúde física: lesões nos nervos o impediam de tocar em plena forma, o que o fez entrar em estado profundo de tristeza.

O obituário voltou a trabalhar com intensidade em abril, com a morte de Prince. Um dos grandes revolucionários da música pop, que flertou com o rock em distintos momentos de sua carreira, morreu no dia 21, aos 57 anos, vítima de uma overdose de opioides.

Ainda em abril, Axl Rose foi, enfim, oficializado no AC/DC, após semanas de especulação. Ele fez 23 shows com a banda, na Europa e nos Estados Unidos.

Em maio, Ozzy Osbourne ocupou os noticiários de fofoca. O motivo? O cantor terminou seu relacionamento com Sharon Osbourne, após traí-la com uma cabeleireira. Chegou a ser dado como desaparecido por um dia pela imprensa internacional, mas logo ressurgiu. Ao longo dos meses, reconciliou-se com a sua amada.

Outro assunto ligado a relacionamentos tomou os tabloides no fim de maio: Amber Heard acusou o ator e músico Johnny Depp de agredi-la física e verbalmente. O caso foi tratado paralelamente ao pedido de divórcio, entretanto, o casal chegou a um acordo - Heard recebeu US$ 7 milhões de Depp para dar fim à situação.

Ainda em maio, o obituário movimentou-se com a morte do baterista Nick Menza, aos 51 anos. Ele sofreu um ataque cardíaco durante um show de sua banda, OHM, em Los Angeles. Paul Di'Anno quase foi junto: o cantor foi hospitalizado e precisou cancelar uma turnê que faria no Brasil. Blaze Bayley, com quem Di'Anno excursionaria, disse que o colega estava com câncer no sistema linfático e problemas no joelho e nos quadris.

Junho foi o mês de alguns sustos. O principal foi a isquemia cerebral sofrida por Ian Paice. O músico foi rapidamente tratado e conseguiu se recuperar sem problemas. Joey Jordison revelou, também, que sua saída do Slipknot esteve relacionada a problemas de saúde. O caso ocorreu em 2013, mas só foi revelado ao público em 2016, no mês em questão. Ele sofreu com a mielite transversa, uma forma de esclerose múltipla.

Outro susto, já não relacionado (diretamente) à saúde, foi o fim do Aerosmith. Especulações alimentavam essa teoria, entretanto, foi em junho de 2016 que Steven Tyler afirmou que a banda acabaria - meses antes de uma turnê na América Latina, inclusive. A informação seguiu sem confirmação até novembro deste ano, quando uma turnê de despedida foi divulgada pelo grupo.

Ainda em junho, o Led Zeppelin venceu o julgamento sobre as acusações de plágio em "Stairway To Heaven". Representantes da banda Spirit afirmavam que a banda havia roubado trechos da música "Taurus" para a lendária composição. O caso chegou ao tribunal, entretanto, Robert Plant e Jimmy Page, compositores da canção, venceram.

Julho, mês de férias escolares, também marcou um recesso nas bombas no mundo rock/metal. A volta do Temple of the Dog, com direito a shows sold-out, foi a informação daquele momento.

Em agosto, o Metallica foi divulgado como headliner do... Lollapalooza Brasil 2017. A atração pesada em um festival alternativo gerou reações mistas nas redes sociais, mas as camisas pretas vão acabar lotando o evento.

No mesmo mês, um holograma de Ronnie James Dio foi exibido durante o show do Dio Disciples, no Wacken Open Air. E o mais ridículo foi anunciado: a reprodução da imagem vai fazer uma turnê. Caça-níquel, não?

Setembro nos deu uma folga para duas polêmicas em outubro. A primeira ocorreu após uma declaração de Jonathan Davis, que afirmou que o Sepultura, em "Roots", copiou o Korn. Os irmãos Cavalera, que antes reconheciam a "super-influência", passaram a dizer, em entrevistas, que não era bem assim. Também em outubro, Bob Dylan foi nomeado para receber o Prêmio Nobel de Literatura. Ele sequer compareceu à cerimônia.

Em novembro, chamaram a atenção a mega-turnê do Guns N' Roses pelo Brasil, com Slash e Duff McKagan na formação e a reunião do Helloween, com Michael Kiske, Kai Hansen e os demais integrantes do grupo, cujo primeiro show será em São Paulo, no ano de 2017. O novo disco do Metallica, "Hardwired...To Self-Destruct" - o primeiro de inéditas desde "Death Magnetic", de 2008 -, também conquistou as manchetes do segmento.

Dezembro ainda não acabou, mas trouxe alguns fatos-bomba. E o obituário se movimentou novamente, com o falecimento de Greg Lake, no dia 7, aos 69 anos. Ele sofria de um câncer não especificado. Resta-nos torcer para que Tony Iommi não tenha o mesmo destino tão cedo: ele luta contra um linfoma, mas, também neste mês, um caroço surgiu na garganta do guitarrista. Ele fará uma operação para removê-lo e ainda não se sabe se é cancerígeno ou não.

Neste mês, o Deep Purple anunciou a "The Long Goodbye Tour", que promove o seu próximo disco, "inFinite". O nome indica que esta será a última turnê do grupo, entretanto, a informação não foi confirmada oficialmente até o momento.

Se o Deep Purple sai de cena, o Skid Row pode voltar à tona. Sebastian Bach revelou, em recente entrevista, que o retorno da banda com sua formação clássica está em negociação. Tão inesperado quanto o retorno do Guns N' Roses - que aconteceu no inusitado 2016. Depois, Bach disse que as conversas esfriaram, mas se a reunião foi comentada, já é um avanço.

O ano ainda não acabou e temo que notícias inesperadas e tristes nos acometam até o dia 31. Todavia, falecimentos de músicos e despedidas de bandas mostram, mais uma vez, que os dinossauros do gênero estão indo. A "reposição" acontece em ritmo lento, graças a todos os envolvidos - grupos, engravatados e, principalmente, fãs. Independente disto, que 2017 seja um ano melhor.

Comente: Lembra de mais alguma acontecimento bizarro no ano?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "AC/DC"Todas as matérias sobre "Guns N' Roses"Todas as matérias sobre "Prince"Todas as matérias sobre "David Bowie"Todas as matérias sobre "Deep Purple"Todas as matérias sobre "Pantera"Todas as matérias sobre "Phil Anselmo"Todas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"


Guns N' Roses: Axl Rose leva tombo em show e acaba limpando o palco; veja vídeoGuns N' Roses
Axl Rose leva tombo em show e acaba limpando o palco; veja vídeo

Guns N' Roses: namorada de Slash compartilha vídeos de shows nos EUA; assista

Guns N' Roses: Axl Rose despenca no palco durante showGuns N' Roses
Axl Rose despenca no palco durante show

Guns N' Roses: November Rain, a trilha do mês de novembroGuns N' Roses
"November Rain", a trilha do mês de novembro

Guns N' Roses: tecladista Melissa Reese posta fotos com o rapper Post Malone

Guns N' Roses: veja Slash aquecendo antes do show em frente de seu paiGuns N' Roses
Veja Slash aquecendo antes do show em frente de seu pai

Guns N' Roses: artista esculpe abóbora de Halloween e a deixa igual a Slash; veja vídeoGuns N' Roses
Artista esculpe abóbora de Halloween e a deixa igual a Slash; veja vídeo

Guns N' Roses: banda compartilha fotos do backstage no Twitter; confiraGuns N' Roses
Banda compartilha fotos do "backstage" no Twitter; confira

Guns N' Roses: o integrante que queria ir lutar contra os terroristasGuns N' Roses
O integrante que queria ir lutar contra os terroristas

Guns N' Roses: microfone falha, Axl se irrita e o atira na lateral do palcoGuns N' Roses
Microfone falha, Axl se irrita e o atira na lateral do palco

Slash: e se ele tocasse no Metallica, Nirvana ou Dire Straits? (vídeo)Slash
E se ele tocasse no Metallica, Nirvana ou Dire Straits? (vídeo)

Guns N' Roses: banda barrou fotógrafos credenciados em show recente, diz siteGuns N' Roses
Banda barrou fotógrafos credenciados em show recente, diz site

Guns N' Roses: Kelly Clarkson já cantou "Sweet Child O' Mine" com o Steel Panther; vejaGuns N' Roses: banda toca "Dead Horse" pela primeira vez em 26 anos

Guns N' Roses: namorada de Slash posta linda foto do guitarrista e seu filho no palcoGuns N' Roses
Namorada de Slash posta linda foto do guitarrista e seu filho no palco

Duff McKagan: Izzy Stradlin não é um herói desconhecido do GNRDuff McKagan
Izzy Stradlin não é um herói desconhecido do GNR

Pedro Bial: chamando atenção para bumbum de Axl em 1991Pedro Bial
Chamando atenção para bumbum de Axl em 1991

Slash: Babymetal é a coisa mais empolgante que escutei recentementeSlash
Babymetal é a coisa mais empolgante que escutei recentemente


Rhythm: os bateristas mais influentes de todos os temposRhythm
Os bateristas mais influentes de todos os tempos

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separaçãoGuns N' Roses
A versão de Axl Rose sobre a separação

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda

Wallpapers: Papéis de parede da banda Iron MaidenWallpapers
Papéis de parede da banda Iron Maiden

Total Guitar: os melhores e piores covers da históriaTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história

Iron Maiden: Medley com todas as músicas feito por guitarrista brasileiroIron Maiden
Medley com todas as músicas feito por guitarrista brasileiro

Heavy Metal: 30 clássicos em apenas um minutoHeavy Metal
30 clássicos em apenas um minuto


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336