Matérias Mais Lidas

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemRob Halford compartilha a foto mais metal da semana; "O Rei e Eu"

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemA opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

imagemIron Maiden e o Rock in Rio: em detalhes, o que exatamente a banda pediu para o evento

imagemO hit de Nando Reis inspirado em clássico do Led Zeppelin e na relação com sua mãe

imagemA música do Black Sabbath favorita de Frank Zappa

imagemO clássico dos Paralamas do Sucesso que Lobão acusou de plágio

imagemA opinião de Robb Flynn do Machine Head sobre o retorno do Pantera

imagemGuitarrista do Skid Row diz que não fala com Sebastian Bach e não pensa em fazer pazes

imagemGordo diz que atualizou termos politicamente incorretos após puxão de orelha de filha

imagemDavid Ellefson diz que você conhece seus amigos quando a m*rda bate no ventilador


Dream Theater 2022

Buddy Guy: o homem que veio da chuva

Por Paulo Severo da Costa
Em 28/10/16

Quando BUDDY GUY disse a seu professor de música que havia optado pela carreira, esse lhe disse: "Ótimo, vamos começar pelo livro 1" - aquele lhe retrucou, apontando um disco de 78 rpm de MUDDY WATERS: "Esse é meu livro número 1!". Crescido no caldeirão entre música cajun, guitarras feitas com elásticos e grampos de cabelo e a umidade pantanosa da Louisiana, o homem que cantaria anos depois "pode apostar que eu tenho o blues da cabeça aos pés", não era um predestinado - sua biografia mostra um timoneiro das próprias escolhas. Se águas lamacentas foram sua inspiração, BUDDY subverteu os landmarks da ortodoxia do blues, eletrificando e distorcendo os pilares de taipa do ritmo que atravessou, vivo, mais de um século de existência.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Eu não pego a guitarra para compor - componho a partir das conversas que tenho", afirmou em uma entrevista a NIC HACOURT. BUDDY não foi um dos "Kings" por nomeação, mas ouviu do grão mestre do triunvirato: "Buddy, eu não conheço um guitarrista melhor do que você" - frase lhe dita por B.B. KING. Se BOB McFERRIN fez o inusitado, usando o corpo como instrumento, GUY o precedeu, usando camisas de seda como palhetas, dedos em riste como slides e unhas como abafadores. O rangido lamurioso extraído de sua Strato, inspirou HENDRIX a cuspir querosene no mundo no final dos anos sessenta, transformando onomatopéia em arte. Ora com a brutalidade de um lenhador, ora como um devoto do soul, BUDDY GUY converteu a guitarra em voz - e sua voz, em alma.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Indestacável de suas raízes, cantou: "Superficial, por dentro não somos todos iguais"? Se a luta por direitos civis fôra um norte para militantes pacíficos ou radicais, BUDDY tomou a bandeira da unificação de MANDELA e MARTIN LUTHER KING em suas mãos. Nunca se sentiu ultrajado ou menosprezado pelo sucesso da Invasão Britânica: ao contrário, entendeu o valor de seu espólio e de seus pares para os súditos saxões, que nunca deixaram de lhe render homenagens e crédito por seu valor artístico. Reverenciou o passado tanto quanto abençoou a leva futura, tocando com ROBERT CRAY e JOHN MAYER- sem lamúrias, sem peso, sem a dor que entendeu como sendo apenas um recurso lírico, uma parte de sua música.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Antes de morrer minha mãe disse: filho nunca esqueça suas origens". Ele nunca esqueceu- e se tornou fluido e leve como a chuva de onde veio.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Oh, play them Blues: os caminhos do Blues

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]

Mais matérias de Paulo Severo da Costa.