Tradução - Rust In Peace - Megadeth

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Rust In Peace - Megadeth

Traduzido por Fernando P. Silva

  | Comentários:
Imagem

HOLY WARS...THE PUNISHMENT DUE

Brother will kill brother
Spilling blood across the land
Killing for religion
Something I don't understand
Fools like me, who cross the sea
And come to foreign lands
Ask the sheep, for their beliefs
Do you kill on God's command?

A country that's divided
Surely will not stand
My past erased, no more disgrace
No foolish naive stand

The end is near, it's crystal clear
Part of the master plan
Don't look now to Israel
It might be your homeland

Holy wars

Upon my podium, as the
Know it all scholar
Down in my seat of judgment
Gavel's bang, uphold the law
Up on my soapbox, a leader
Out to change the world
Down in my pulpit as the holier
Than-thou-could-be-messenger of God

Wage the war on organized crime
Sneak attacks, repel down the rocks
Behind the lines
Some people risk to employ me
Some people live to destroy me
Either way they die
They killed my wife, and my baby
With hopes to enslave me
First mistake...last mistake!
Paid by the alliance, to slay all the giants
Next mistake...no more mistakes!

Fill the cracks in, with judicial granite
Because I don't say it, don't mean I ain't
Thinking it
Next thing you know
They'll take my thoughts away
I know what I said
Now I must scream of the overdose
And the lack of mercy killings

GUERRAS SANTAS... O CASTIGO MERECIDO

Irmão matará irmão
Derramando sangue pela terra
Matando em nome da religião
Algo que eu não entendo
Tolos como eu, que cruzam o mar
E chegam á terras estrangeiras
Pergunte ao rebanho, por suas crenças
Vocês matam em nome de Deus?

Um país que é dividido
Certamente não resistirá
Meu passado se apagou, chega de desgraça
Não resta nenhum tolo

O fim está próximo, é evidente
Faz parte do plano mestre
Não olhe agora para Israel
Ela poderia ser sua terra natal

Guerras santas

Sobre o meu palanque, enquanto o
Sábio estadista
Senta no banco do meu julgamento
A batida do martelo, apóia a lei
Em minha saboneteira, um líder
Determinado a mudar o mundo
Aqui em meu púlpito enquanto uma pessoa
Mais santa que você, pode ser o mensageiro de Deus

Faça a guerra no crime organizado
Ataques sorrateiros, repelem as pedras
Atrás das linhas
Algumas pessoas se arriscam a me dar emprego
Algumas pessoas vivem para me destruir
De um jeito ou de outro eles morrem
Eles mataram minha esposa, e meu filho
Na esperança de me escravizar
Primeiro engano, último engano!
Um juramento de, matar todos os gigantes
Próximo erro... não há mais erros!

Preencha as rachas, com granito judicial
Porque eu não digo isto, eu não quero dizer que esteja
Pensando nisto
Próxima ação você sabe
Eles tomarão meus pensamentos
Eu sei o que eu disse
Agora devo gritar de overdose
E a falta de assassinatos por misericórdia

* Holy Wars analisa sob um ponto de vista de que a guerra é imanente e que realmente não importa em qual país esteja... Khadafi (Líbia), Khomeini (Irã)... é assustador como esses caras têm nomes estranhos, estes idiotas que governam diferentes países. Mas isso te mostra que... guerra é guerra, não importa onde você esteja. (Dave Mustaine).

HANGAR 18

Welcome to our fortress tall
Take some time to show you around
Impossible to break these walls
For you see the steel is much too strong
Computer banks to rule the world
Instruments to sight the stars
Possibly I've seen too much
Hangar 18 I know too much

Foreign life forms inventory
Suspended state of cryogenics
Selective amnesia's the story
Believed foretold but who'd suspect
The military intelligence
Two words combined that can't make sense

Possibly I've seen too much
Hangar 18 I know too much

HANGAR 18

Bem-vindo a nossa alta fortaleza
Permita-nos lhe mostrar o lugar
É impossível quebrar essas paredes
Pois veja o aço, o quanto ele é forte
O computador se prepara para governar o mundo
Instrumentos para observar as estrelas
Possivelmente eu tenho visto demais
Hangar 18 eu o conheço bem

A vida estrangeira forma inventários
Estado suspenso de criogenias
Amnésia seletiva é a história
Acreditada e profetizada, mas quem suspeita
Do serviço de inteligência militar
Duas palavras combinadas que não faz sentido

Possivelmente eu vi muito
Hangar 18 eu o conheço muito

De acordo com Dave Mustaine, a canção foi inspirada no interesse do baterista Nick Menza pelo fenômeno de OVNI’s e Aliens. O nome Hangar 18 vem de um suposto Hangar da Força Aérea Norte-Americana que abrigava restos de alguns OVNI’s e Aliens além de destroços/corpos/evidências que foram restabelecidas em uma data qualquer. Um acontecimento ligado ao Hangar 18, é o famoso Caso Roswell de julho de 1947 no Novo México, onde supostamente um avião da US Air Force teria abatido uma nave espacial e recolhido os destroços de dois corpos, além de um terceiro Alien vivo, que teria sido submetido a uma cirurgia.

TAKE NO PRISONERS

Got one chance, infiltrate them
Get it right, terminate them
The Panzers will, permeate them
Break their pride, denigrate them
And their people, retrograde them
Typhus, detriate them
Epidemic, devastate them
Take no prisoners, cremate them
Going to war, give'em hell
D-Day, next stop Normandie
Beginning of the end
We know how to and sure as shit we'll win
War is peace sure man
A retreat for the damned
A playground for the demented
A heaven for those who walk this world
Bereft of heart and soul
Love and war they say all is fair
Take his life
But won't take his hair
Your body has parts your country can spare
By the way son here's
Your wheelchair

He once had to be all he could be
Now he's nothing for no one nowhere to see
Funny thing, he's like you & me
It's a funny thing, a funny thing
Tears streak his solemn stare
Abandoned for wreckage nobody cares
No one knew what would happen there
No one spoke no one even dared
Don't ask what you can do for your country
Ask what your country can do for you
Take no prisoners, take no shit

NÃO CAPTURE PRISIONEIROS

Você tem uma chance, infiltra-los
Entenda bem, acabe com eles
Os veículos blindados de guerra irão, impregna-los
Quebrar-lhes o orgulho, e denegri-los
E ao povo deles, retrocede-los
A tifo, corrompem-nos
A epidemia, os devastam
Não faça prisioneiros, creme-os
Indo para a guerra, dê a eles o inferno
O dia D, a próxima parada, Normandia
O começo do fim
Sabemos como e estamos seguros de que venceremos
Guerra é paz com certeza, cara
Um refúgio para os malditos
Um parque de diversões para os dementes
Um paraíso para aqueles que andam neste mundo
Desprovidos de coração e alma
Amor e guerra eles dizem que isso vale a pena
Leve a vida dele
Mas não leve o cabelo
Seu corpo tem partes que seu país pode poupar
A propósito filho, aqui está
Sua cadeira de rodas

Ele já teve que ser, tudo o que poderia ser
Hoje ele não é nada, pois ninguém o vê em lugar algum
Que coisa engraçada, ele é como eu e você
É uma coisa engraçada, que coisa engraçada
Lágrimas marcam seu olhar cerimonioso
Abandonado aos restos, ninguém se importa com ele
Ninguém tinha idéia do que acontecia lá
Ninguém falava, nem mesmo ousava
Não pergunte o que você pode fazer por seu país
Pergunte o que seu país pode fazer por você
Não capture prisioneiros, não capture nenhuma merda

“Esta canção é sobre, como uma nação, como o EUA, vai lutar uma guerra e lança tudo que eles podem aos seus inimigos mas quando as pessoas começam a pensar no que é certo e o que é errado, de repente os soldados se tornam os caras maus. É a mesma coisa como o conflito do Vietnã. Quando os soldados voltaram para casa, as pessoas os odiaram porque aquela guerra estava errada e nunca deveria ter envolvido o EUA”. (Dave Mustaine)

FIVE MAGICS

Bestow upon me knowledge
Wizard-all knowing all wise
I want to rule this kingdom
Make sweet the breeze now defiled
Dethrone the evil prince's
Iron fists in velvet gloves of sin
Parade the grey robed monks
The vestal virgins, wheel the wyvern's in
Let the ceremony
Consecrate the marriage
Let me be the protege
Of five magics

Give me alchemy
Wizardry
Sorcery
Thermatology
Electricity

Magic if you please
Master all of these
Bring him to his knees
I master five magics
Possessed with hellish torment
I master magics "5"
Hunting the abyss lord
Only one will stay alive
He who lives by the sword
Will surely also die
Will surely live the lie

AS CINCO MAGIAS

Conceda a mim o conhecimento
Os bruxos são todos sábios
Eu quero governar este reino
Transformar a doce brisa em poluição
Destronar os príncipes do mal
Punhos de ferro em luvas de veludo do pecado
Desfilam os monges vestidos de cinza
As virgens, entram no círculo do dragão
Deixe a cerimônia
Consagrar o matrimônio
Deixe-me ser o protegido
Das cinco magias

Me dê alquimia
Feitiçaria
Bruxaria
Termatologia
Eletricidade

Magia, por favor
Quero ser o mestre disso tudo
Servir ajoelhado a ele
Eu domino as cinco magias
Possuído com uma tormenta infernal
Eu domino as cinco magias
Caçando o senhor das profundezas
Somente um de nós ficará vivo
Ele que vive por sua espada
Certamente morrerá também
Certamente viverá a mentira

POISON WAS THE CURE

I miss the warm embrace I felt
First time you touched me
Secure and safe in open arms
I should have known you'd crush me
A snake you were when we met
I loved you anyway
Pulling out your poisoned fangs
The venom never goes away

Serpent swims free in my blood
Dragons sleeping in my veins
Jacky speaking with tongue
Roach egg laying in my brain
Once stalked beneath your shadow
Sleepwalking to the gallows
I'm the sun that beats your brow in
Till I finally threw the towel
Never knowing if I'd wake up in a
Whirlpool got redundant
My brain was just some driftwood
In a cesspool I became dead
From a rock star to a desk fool
Was my destiny someone said
Loves a tidepool
Taste the waters life's abundant
Taste me

O VENENO ERA A CURA

Eu sinto falta do abraço carinhoso que eu sentia
Na primeira vez, você me tocou
Tranqüila e segura e de braços abertos
Eu deveria saber que você me esmagaria
Você era uma serpente quando nos conhecemos
Eu te amei assim mesmo
Arranquei seus dentes venenosos (mas)
O veneno nunca foi embora

A serpente nada livremente em meu sangue
Dragões dormem em minhas veias
Jacky falando com a língua
Ovo de barata postos em meu cérebro
Uma vez passei por debaixo de sua sombra
Como um sonâmbulo em direção à forca
Eu sou o sol que bate em sua testa
Até que finalmente joguei a toalha
Sem saber se irei acordar num
Redemoinho redundante
Meu cérebro era apenas uma madeira flutuante
Num esgoto eu morri
De uma estrela de rock, a uma simples mesa
Era meu destino, alguém disse
Ame as poças d’água
Experimente as abundantes águas da vida
Me experimente

LUCRETIA

Sitting up late at night
I tiptoe through the darkness
Cold as hell black as spades
Aware of my immediate surrounding
In my place I escape
Up into my hideout
Hiding from everyone
My friends all say
Dave your mental any way hey
Drift into a deeper state
I stalk the cobwebbed stairways
Dirt grits beneath my feet
The stair creaks, I precariously sneak
Hypnosis guides my hand
I slip slide through the walkways
Sit in granny's rocking chair
Memories are whirling by yeah
Reminisce in the attic
Lucretia waits impatiently
Cobwebs make me squint
The cobra so eloquently glints
Moonbeams surge through the sky
The crystal ball's energized
Surely that like the cat waiting
Lucretia rocks away

LUCRECIA

Acordado até tarde da noite
Eu ando na ponta dos pés pela escuridão
Frio como o inferno, negro como a espada
Atento a minha volta
Eu fujo de onde estou
Dentro de meu esconderijo
Escondendo-se de todos
Meus amigos, todos dizem
Dave seu lado mental de qualquer maneira
Se arrastará a um estado mais profundo
Eu subo as escadarias cheias de teias de aranha
A sujeira gruda em meus pés
O degrau racha, e eu fujo sem pensar duas vezes
A hipnose guia minha mão
Eu vou deslizando pelas passagens
E sento na cadeira de balanço da vovó
As lembranças estão rodopiando em minha mente
No sótão eu me lembro
Lucrecia espera impacientemente
Teias de aranha me fazem olhar com soslaio
A naja brilha de forma eloqüente
Os raios da lua surgem no céu
A bola de cristal é energizada
Certamente aquilo que a gata espera
Lucrecia chacoalha

TORNADO OF SOULS

This morning I made the call
The one that ends it all
Hanging up, I wanted to cry
But dammit, this well's gone dry
Not for the money, not for the fame
Not for the power, just no more games
But now I'm safe in the eye of the tornado
I can't replace the lies
That let a 1000 days go
No more living trapped inside
In her way I'll surely die
In the eye of the tornado, blow me away
You'll grow to loathe my name
You'll hate me just the same
You won't need your breath
And soon you'll meet your death
Not from the years, not from the use
Not from the tears, just self abuse

Who's to say, what's for me to say...be...do
Cause a big nothing it'll be for me
The land of opportunity
The golden chance for me
My future looks so bright
Now I think I've seen the light

Can't say what's on my mind
Can't do what I really feel
In this bed I made for me
Is where I sleep, I really feel
I warn you of the fate
Proven true to late
Your tongue twist perverse
Come drink now of this curse
And now I fill your brain
I spin you round again
My poison fills your head
As I tuck you into bed
You feel my fingertips
You won't forget my lips
You'll feel my cold breath
It's the kiss of death

TORNADO DE ALMAS

Esta manhã eu fiz uma ligação
Para acabar com tudo isso
Desliguei o telefone, e quis chorar
Mas droga, este poço secou
Não pelo dinheiro, não pela fama
Não pelo poder, nem por mais jogos
Mas agora eu estou a salvo no olho do tornado
Eu não posso substituir as mentiras
Que deixam mil dias passar
Chega de viver preso dentro de mim
Da maneira dela eu certamente morrerei
No olho do tornado, me soprando para longe
Você crescerá odiando meu nome
Você irá me odiar de qualquer maneira
Você não precisará da sua respiração
Tão logo encontrará sua morte
Não pelos anos, não pelo uso
Não pelas lágrimas, apenas masturbação

Quem disser, o que eu devo dizer...ser...fazer
Pois saibam que isto não significará nada para mim
A terra de oportunidade
A minha chance de ouro
Meu futuro parece tão brilhante
Agora acho que vi a luz

Não consigo dizer o que se passa em minha mente
Não consigo fazer o que realmente sinto
Nesta cama que fiz para mim
É onde eu durmo, é onde realmente sinto
Eu aviso você sobre o destino
A verdade comprovada tarde demais
Sua língua enrolada e perversa
Vem beber agora desta maldição
E agora eu encho seu cérebro
E giro você novamente
Meu veneno enche sua cabeça
Enquanto eu enfio você na cama
Você sente a ponta dos meus dedos
Você não esquecerá dos meus lábios
Você sentirá minha respiração fria
É o beijo da morte

DAWN PATROL

Thermal count is rising
In perpetual writhing
The primordial ooze
And the sanity they lose
Awakened in the morning
To more air pollution warnings
Still we sleepwalk off to work
While our nervous systems jerk

Pretending not to notice
How history had forebode us
With the green house in effect
Our environment was wrecked

Now I can only laugh
As I read our epitaph
We end our lives as moles
In the dark of dawn patrol

PATRULHA DO AMANHECER

Os termômetros estão subindo
Numa escala contínua
A lama primordial
E a sanidade que eles perdem
Acordados de manhã
Para mais alertas de poluição do ar
Tranqüilamente vamos para o trabalho
Enquanto nosso sistema nervoso sacode

Pretendendo não noticiar
Como a história nos tem profetizado
Com a estufa em conseqüência
Nosso meio ambiente foi devastado

Agora eu só posso rir
Enquanto eu leio nosso epitáfio
Terminamos nossas vidas como manchas
Na escuridão da patrulha do amanhecer

RUST IN PEACE...POLARIS

Tremble you weaklings, cower in fear
I am your ruler, land, sea and air
Immense in my girth, erect I stand tall
I am a nuclear murderer I am Polaris
Ready to pounce at the touch of a button
My system locked in on military gluttons
I rule on land, air and sea
Pass judgment on humanity
Winds blow from the bowels of hell
Will we give warning? only time will tell
Satan rears his ugly head, to spit into the wind
I spread disease like a dog
Discharge my payload a mile high
Rotten egg air of death wrestles your nostrils
Launch the Polaris, the end doesn't scare us
When will this cease
The warheads will all rust in peace
Bomb shelters filled to the brim
Survival such a silly whim
World leaders sell missiles cheap
Your stomach turns, your flesh creeps
High priest of holocaust, fire from the sea
Nuclear winter spreading disease
The day of final conflict
All pay the price
The third world war
Raped peace, takes life back to the start
Talk of the part
When the earth was cold as ice
Total dismay as the sun passed away
And the days where black as night

Eradication of Earth's
Population loves Polaris

ENFERRUJE EM PAZ... POLARIS

Você treme criatura fraca, se acovarda
Eu sou seu governante, sua terra, seu mar e seu ar
Imenso em meu cinturão, ereto eu estou alto
Eu sou um assassino nuclear, eu sou Polaris
Pronto para atacar ao toque de um botão
Meu sistema prendeu militares glutões
Eu governo na terra, no ar e no mar
Julgo a humanidade
Ventos sopram dos quintos do inferno
Se iremos avisar? só o tempo dirá
Satã levanta a sua cara feia, para cuspir no vento
Eu dissemino doenças como um cão
Descarrego meus mísseis a milhas de distância
O cheiro de ovo podre da morte invade suas narinas
Ative Polaris, o fim não nos assusta
Quando isto cessar
Todas as ogivas irão enferrujar em paz
Os abrigos contra bombas estão totalmente cheios
A sobrevivência é como um simples capricho
Líderes mundiais vendem mísseis baratos
Seu estômago embrulha, sua carne se aflige
O grande sacerdote do holocausto, fogo vindo do mar
Inverno nuclear disseminando doenças
O dia do conflito final
Todos pagarão o preço
A terceira guerra mundial
Paz estuprada, leva a vida de volta ao inicio
Falo sobre a parte
Quando a terra estava fria como o gelo
Medo total enquanto o sol morria
E os dias ficavam escuros como a noite

A destruição da Terra
A população ama Polaris

Rust In Peace... Polaris surgiu quando Dave vinha dirigindo para casa do Lago Elsinore e observou no carro da frente um adesivo no pára-choque que dizia “Que todas as ogivas nucleares possam Enferrujar Em Paz". Dave captou aquilo como uma declaração forte e imaginou todas as velhas ogivas nucleares estocadas em uma praia com as crianças pichando em cima. Polaris é um modelo de míssil inter-continental usado para transportar as ogivas.





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Megadeth"

Megadeth: faixa e álbum citados por assassino no Canadá
Megadeth: Assista Dave Mustaine com Sinfônica de San Diego
Dave Mustaine: veja vídeos do recital com a San Diego Symphony
Dave Mustaine: vinho do vocalista esgotou-se em 72 horas
Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Megadeth: Dave Mustaine e a orquestra sinfônica? Mega-sim!
Homenagens: Canções inspiradas em músicos falecidos
Megadeth: Dave Mustaine envia mensagem aos fãs brasileiros
Dave Mustaine: E se ele tivesse tocado nos Novos Baianos?
Megadeth: Ellefson fala sobre drogas e álcool a estudantes
David Ellefson: falando sobre drogas com adolescentes dos EUA
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Megadeth: promovendo o "Youthanasia" no David Letterman
Orion: "Somos nós ou o Behemoth nessa turnê", disse Mustaine
E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor. Email: [email protected].

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas