Cavera: Dando o primeiro passo com este ótimo debut

Resenha - Unfit For Rational Consumption - Cavera

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Fabio Reis
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Existem discos que logo na primeira audição, nos causam aquela boa impressão e a identificação é instantânea. As faixas grudam na mente e queremos ouvir mais e mais. Em contrapartida, há trabalhos que são mais complexos, mais intricados e um tempo maior é necessário para que possamos avaliar de forma correta e não cometer nenhuma injustiça na avaliação.

Regis Tadeu: a burrice reinante na música brasileira é mais perigosa do que você imaginaSeguidores do Demônio: as 10 bandas mais perigosas do mundo

Imagem

Em grande parte das vezes, estes trabalhos acabam sendo aqueles em que quando se compreende o conceito e a proposta da banda, percebe-se o quão interessantes são realmente. A banda Cavera apresenta em seu primeiro registro de estúdio, composições que exigem uma audição mais cuidadosa e a insistência acaba se tornando muito bem justificada, já que a cada vez que o CD rola, as faixas parecem ser executadas com maior fluidez e a musicalidade do grupo é percebida em todas as suas nuances.

De primeira, percebe-se uma referência muito forte a sonoridade do System Of A Down e muito disso se dá pela similaridade entre os vocais de Rodrigo Rossi e Serj Tankian. Além dos timbres, o estilo de cantar é muito parecido e as comparações são inevitáveis. Apesar dessa descrição inicial, devo ressaltar que os amigos leitores não tem motivo algum para se preocupar, o Cavera não é um mero clone e a sonoridade mais experimental do System é substituída por uma veia Thrash/Groove Metal, o que dá um tom de originalidade bem grande ao álbum.

Imagem

As faixas de “Unfit For Rational Consumption” são intensas, pesadas na medida certa e repletas de passagens criativas. O grupo não se prende a nenhum estilo específico e executa uma miscelânea sonora bem agradável. Em alguns momentos soam experimentais e em muitos outros, a agressividade aparece e a banda parte pra pancadaria. O trabalho de guitarras é muito competente e Catiano Alves é autor de riffs e linhas bem elaboradas.

Os destaques ficam por conta das encorpadas "Creatures", "Mental Killer", "Little General", "Time To Die", "Calhordas" e "More Lies". Composições que exprimem toda a versatilidade do grupo e apresentam uma proposta diferenciada da maioria dos novos nomes do Metal Nacional. O registro possui 13 faixas (uma delas é uma Intro) e em pouco mais de 50 minutos, consegue apresentar uma banda com muito potencial a ser explorado.

Imagem

O primeiro passo foi dado com este ótimo debut e o Cavera, nos próximos anos deve evoluir e trazer surpresas ainda maiores, se consolidando como um nome forte na cena nacional e com capacidade para se destacar até mesmo internacionalmente.

Integrantes:

Rodrigo Rossi (vocal)
Leandro Mantovani (baixo)
Catiano Alves da Silva (guitarra)
Emerson Luiz dos Santos (bateria)

Faixas:

1. Collision
2. Creatures
3. Mental Killer
4. Controlled By The Hands
5. Little General
6. Glistening Lips
7. Seven
8. Snuff Box
9. Time To Die
10. Calhordas
11. Unnamed Pills
12. More Lies
13. La Strega Rossa/Senza Cura

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Unfit For Rational Consumption - Cavera

Cavera: O excesso de experimentalismo atrapalha um pouco

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cavera"

Regis Tadeu
A burrice reinante na música é mais perigosa do que você imagina

Coisa de Satanás
As bandas de rock mais perigosas do mundo

Entrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rockMetallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Black Sabbath: os DEZ vocalistas que passaram pela bandaAndreas Kisser: Escolheu sair? Vai fazer seu trabalho. Deixa a gente em pazAC/DC: gravadora quase dispensou a banda em 1977Black Sabbath: reuniões, qual se saiu melhor?

Sobre Fabio Reis

Paulista, 32 anos, Editor do Blog Mundo Metal, fã de Rock Clássico e Diversos subgêneros do Metal. Banda favorita: Megadeth. Conheceu o Rock ainda quando criança por intermédio dos pais (amantes de Beatles) e com 11 anos já ia na galeria do Rock comprar seus primeiros LP's, desde sempre fez do Metal seu estilo de vida e até os dias de hoje essa paixão pela música só aumenta.

Mais matérias de Fabio Reis no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online