Resenha - Shape Shifter - Santana

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Shape Shifter - Santana


  | Comentários:

Demorei para escutar o novo disco de Santana, Shape Shifter. O disco foi lançado em Maio de 2012, mas somente agora que consegui finalmente recobrar as forças e ouvir o que o guitarrista mexicano havia nos preparado, com medo de que fosse outra bomba do guitarrista empreitada com celebridades de pouca categoria.

Nota: 10

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Ouvir Shape Shifter é como acordar de um pesadelo. É como encontrar um oásis em meio ao deserto! É um bálsamo após tantas guinadas terrivelmente errôneas na carreira desse guitarrista extremamente talentoso. Carlos Santana parece que finalmente acorda após ficar confinado por tanto tempo em meio a personalidades midiáticas e parcerias com gente de talento duvidosíssimo, com raras exceções como Seal, Eric Clapton, ou Dave Matthews.

Seus discos anteriores, Supernatural, Shaman e All that I Am ("Ain't" para os bom entendedores) formam uma trilogia de discos que gosto de chamar de a era das sombras de Santana. Sua morte e funeral. A morte de sua alma e seu talento. Morte essa que se completa com seu disco de covers, Guitar Heaven, com versões de clássicos do rock pouco inspiradas e uma horrenda versão de "Back in Black" com vocais de rap. Como a fênix renascendo das cinzas, Santana renasce aqui neste novo álbum de inéditas, em belas cores e tonalidades.

Felizmente o pesadelo parece ter terminado, pois Shape Shifter é uma amostra de que não só a alma musical desse excelente guitarrista e músico sobreviveu à subversão das celebridades como também que seu talento permaneceu intacto e aqui o guitarrista esbanja todo seu gênio latino em composições mais do que acertadas! Um retorno à forma mais do que bem vindo de um ícone do rock clássico em belas canções que ilustram que Santana está revigorado e bem, e faz questão de nos mostrar isso à cada faixa do disco!

Desta vez nada de parcerias mambembes, apenas Santana e sua banda esbanjando talento e diversidade musical, como nos bons tempos.

Destaques? Fácil, o disco todo é um destaque! Aqui, Santana relembra de todas as suas fases geniais como guitarrista, desde seu início na era Woodstock, passando pelos anos 70 e 80, Santana aqui lança seu melhor trabalho desde seu Milagro, disco de 1992, seu último trabalho realmente bom, antes de se enveredar pelas tantas sofríveis parcerias.

Mas, como é de praxe, vou destacar aqui os momentos mais fortes do disco. A começar pelo chute na porta, a faixa título que abre o trabalho, com riffs matadores e um trabalho de teclado primoroso de Chester Thompson, remetendo muito à fase setentista de Santana. Também a climática "Dom" e a ótima e pesada "Nomad" abrem muito bem esta ótima bolacha.

"Angelica Faith" é um ótimo trabalho de slow jazz com instrumental primoroso, "Macumba in Budapest" nos traz uma bela canção com uma percussão que remete aos primórdios da banda, com um excelente trabalho de ritmo latino, próximo da música cubana, seguido de outra excelente faixa, "Mr. Szabo" com Santana arrebentando no violão elétrico.

Em "Canela", Santana esbanja toda sua versatilidade e talento e pra fechar o disco, Pai e filho exibem seu talento em "Ah, Sweet Dancer", sendo que as duas últimas faixas são duetos entre os dois. Um fechamento elegante e sincero deste maravilhoso disco.

Este álbum simboliza o retorno à forma de um músico que ficou durante pouco mais de uma década, sendo subaproveitado em suas próprias empreitadas, um renascimento de um talento inigualável e esperamos que assim se mantenha à partir de agora.

Portanto, não tenha medo, pois eu tive e quase perdi um trabalho primoroso. Disco recomendadíssimo! Ouça e delicie-se com um Santana de volta em sua melhor forma, Santana vintage, que sabe como ninguém escrever canções belíssimas, extremamente habilidoso, talentoso, versátil e elegante. E esqueça para sempre a era das sombras de Santana, fazendo como eu, saltando de Milagro e o ótimo ao vivo Sacred Fire lá em 1992 para Shape Shifter, esse disco primoroso, fazendo como se a era das sombras do guitarrista jamais tivesse existido.

Shape Shifter (2012)
(Santana)

Tracklist:

01. Shape Shifter
02. Dom
03. Nomad
04. Metatron
05. Angelica Faith
06. Never The Same Again
07. In The Light of a New Day
08. Spark of the Divine
09. Macumba in Budapest
10. Mr. Szabo
11. Eres La Luz
12. Canela
13. Ah, Sweet Dancer

Selo: Starfaith

Site oficial:
http://www.santana.com/

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Outras resenhas de Shape Shifter - Santana

Santana: Volta a fazer seus geniais discos instrumentais.
Santana: Saindo da zona de conforto em que se encontrava


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Santana"

Santana: nova chance para Marcus Malone, hoje desabrigado
Carlos Santana: & O Funk Ácido De Buddy Miles
Santana: ouça sua versão para "Saideira", do Skank
Ringo Starr: Super banda e clássicos dos Beatles, Toto e Santana
Skank: vocalista vai participar de novo DVD de Santana
Santana: guitarrista bateu em carro estacionado em L.A.
Skank: vocalista participará de álbum de Santana
Separados no nascimento: Carlos Santana e Kirk Hammett
Santana: formação clássica se reunirá - Neal Schon incluso
Santana: como encontrar um oásis em meio ao deserto!
BB King: filme sobre o mestre traz Slash, Santana e Freeman
Carlos Santana: músico está trabalhando em biografia
Santana: tecladista quer reunir a formação clássica
Woodstock Festival: 43 anos de uma Utopia eternamente jovem
Deep Purple: Ouça Maiden, Metallica e Santana em tributo

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Ricardo Pagliaro Thomaz

Roqueiro e apreciador da boa música desde os 9 anos de idade, quando mamãe me dizia para "parar de miar que nem gato" quando tentava cantarolar "Sweet Child O'Mine" ou "Paradise City". Primeiro disco de rock que ganhei: RPM - Rádio Pirata ao Vivo, e por mais que isso possa soar galhofa hoje em dia, escolhi o disco justamente por causa da caveira da capa e sim, hoje me envergonho disso! Sou também grande apreciador do hardão dos anos 70 e de rock progressivo, com algumas incursões na música pop de qualidade. Também aprecio o bom metal, embora minhas raízes roqueiras sejam mais calcadas no blues. Considero Freddie Mercury o cantor supremo que habita o cosmos do universo e não acredito que há a mínima possibilidade de alguém superá-lo um dia, pelo menos até o dia em que o Planeta Terra derreter e virar uma massa cinzenta sem vida.

Mais matérias de Ricardo Pagliaro Thomaz no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas