Tequila Baby: "POA é a capital do punk rock!"

Resenha - Tequila Baby (Bar Opinião, Porto Alegre, 09/12/2017)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Waleria
Enviar Correções  

Um show como o que presenciamos na noite de ontem, dia 09 de dezembro de 2017, no Bar Opinião, requer mais do que um redator; pois bem, esse texto foi escrito a quatro mãos.

Ultimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os tempos

Sepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Texto escrito por William Guedes Cezar e Karen Waleria.

Vamos voltar há 15 anos atrás, mais precisamente, em 2002.
Um operário subia a rampa do Planalto; Roger Waters, o icônico baixista do Pink Floyd, realizava seu primeiro show em solo gaúcho; a seleção brasileira era pentacampeã; os Tribalistas -Arnaldo Antunes, Marisa Monte e Carlinhos Brown - estavam fazendo sucesso nacional; "O Clone" era a novela do momento no Brasil e no mundo, assim como filme "Cidade de Deus".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mais precisamente o Planeta Atlântida de 2002, contou com a presença de Ana Carolina, Daniela Mercury, Supla, Charly García, Jorge Ben Jor, Tribo de Jah, Marcelo D2, Biquíni Cavadão, Frejat, Skank e a gaúchada de peso - Comunidade Nin-Jitsu, Cachorro Grande, Bandaliera e a Tequila Baby acompanhada no palco por nada mais, nada menos do que um Ramone.

Sim, Duda Calvin e sua trupe se apresentaram com Mr. Marky Ramone, o eterno baterista dos Ramones, juntamente com o Mr. Daniel Rey, produtor que trabalhou com as lendas do Punk Rock mundial como The Misfits, The Ramones, L7, entre outras grandes bandas.

O rock gaúcho foi uma explosão no referido festival. Os jovens no ano de 2002 viveram o rock gaúcho em sua plenitude, e a Tequila Baby lançou neste mesmo ano o disco "Punk Rock Até Os Ossos" com produção de Daniel Rey e com participação de Marky Ramone.

Este disco foi um marco para os adolescentes da época, foi uma ruptura. Uma banda de Porto Alegre lotando o Bar Opinião, o bar mais aclamado da cidade, que trazia atrações do mundo inteiro à capital gaúcha.

A Tequila Baby fazia os fãs invadirem programas de televisão, rádios. Onde quer que eles fossem, os punk rockers da "TB" estavam presentes.

Este foi o cenário que foi comemorado ontem, no Bar Opinião.

15 anos de um álbum que quebrou e rompeu às barreiras do Rio Grande do Sul. 15 anos de um disco definitivo no punk rock gaúcho, retifico, do punk rock brasileiro.

E como era esperado, Os "Ramones Gaúchos" lotaram novamente a icônica casa de shows que contabiliza mais de 30 anos de existência, nesta noite de celebração.

As bandas Arrasa Quarterão e Magaivers fizeram as honras da casa. Os shows iniciaram às 18h.

Admito que o horário do show, tipo um horário de matinê, me incomodou um pouco a princípio, mas o mestre Duda Calvin e seus companheiros de banda tinham um objetivo em mente quando escolheram esse horário tão atípico.

Duda Calvin (vocais), James Andrew (guitarra), Rafael Heck (bateria) e Rodrigo Gaspareto (baixo) iniciaram a sua performance às 20h com a execução na íntegra das 14 faixas do álbum "Punk Rock até os Ossos". Na integra e sem firulas, e na mesma ordem que foi gravado, como os fãs escutavam lá no início dos anos 2000.

O show do quarteto teve duas horas de duração e, obviamente contou com a execução de hits de outras fases da banda como "Balada Sangrenta" abre aspas, foi quando as crianças convidadas pela banda "invadem" o palco, "Sexo, Algemas e Cinta-liga", entre outras. Veja setlist completo abaixo.

Presentes no show três gerações de fãs, sim, três gerações.
Teve avós, pais e netos no show para curtir e comemorar este grande acontecimento.

Casa cheia e com pequenos de 4 a 12 anos fardados como o futuro do punk rock nacional.

Pais mostrando para os filhos como era em 2002. Foi quando entendi o porquê do horário do show tão adiantado.

Lindas "Rodas Punk" do início ao fim da performance. Como bem disse Duda, essas rodas já são tradicionais nos shows da banda.

O show contou com diversos momentos emocionantes, sem ser piegas, momentos que arrepiaram.

Entre eles destaco a belíssima parte acústica com Duda e James numa performance pra lá de intimista. Foi quando o público cantou a plenos pulmões "Velhas Fotos" foi de arrepiar.

Tiveram vários momentos de arrepiar.

Um show para rever amigos de infância, adolescência, de escola e de Tequila Baby, pois um show da Tequila Baby sempre criou vínculos e amizades, ou seja, a família Tequila Baby.

Obrigado (a) pelo excelente show e pela noite linda.
Obrigado (a) à Raquel Rosso e Tina Lodi, que eram pessoas que vimos ontem e sempre com a família TB e a todos os familiares da banda.

PS: Ontem foi um momento mágico e não poderia deixar de mencionar o eterno Tequileiro e representante da família Andrew, Sr. Leôncio. Aquele senhor e pai do James que cuidava da banca da Tequila com tanto amor e carinho, que nos deixou há algum tempo. O senhor será sempre lembrado, quando cuidava de nós, fãs, com muito amor, respeito desde o inicio da banda. A saudade bateu ontem de não encontrar o senhor. Obrigado (a) por tudo, este show foi para o senhor também.

Setlist:

Planos Perfeitos
Seja com Sol, Seja com a Lua
Melhor do que você pensa
Ninguém pra confiar
Menina Linda
Lírios
A cada ano
De quem é a Culpa
Negue
Sonhos feitos de papel
Histórias de Amor
Ontem e Agora
Coma
Coisas Vida
Canção que fala de um amor perfeito
O som da gilete batendo no banheiro
51
Chovendo corações pela cidade
Balada Sangrenta
Bem-vindo à sua geração
Eu e Ela
Velhas Fotos
Mulher Problema
Sexo, Algemas e Cinta-Liga
S.0.P

Todas as performances da TB são fantásticas, mas a performance de ontem estava especial. Ouso dizer que foi um dos melhores shows do quarteto, se não o melhor.

Concordamos com você Duda Calvin, "Porto Alegre é a capital do punk rock!!!"

Vida longa à Tequila Baby!!

Agradecimentos à Opinião Produtora

Fotos: Sônia Butelli

Veja mais fotos no link a seguir.
https://www.flickr.com/photos/[email protected]/albums/72157690815004595




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Ultimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os temposUltimate Guitar
As 28 canções mais sombrias de todos os tempos

Sepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reuniãoSepultura
Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião


Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin