Apocalyptica: abrindo a tour brasileira em Porto Alegre

Resenha - Apocalyptica (Bar Opinião, Porto Alegre, 21/11/2017)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Waleria
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Iniciou no dia 21 de novembro a tour brasileira da banda finlandesa APOCALYPTICA.

Linkin Park: Qual a relação da morte de Chester Bennington com Chris Cornell?Slipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

Após cinco anos, os finlandeses voltaram ao país. Esta é a terceira vinda do grupo ao Brasil; mas foi o debut dos finlandeses em Porto Alegre.

A apresentação da banda, que já contabiliza mais de duas décadas de estrada, faz parte da tour comemorativa dos 20 anos de lançamento do disco "Plays Metallica By Four Cellos (1996)", álbum de estreia do grupo, que os tornou conhecidos mundialmente.

Um retorno às origens, já que hoje em dia a banda produz material autoral habitualmente.

A performance, sem banda de abertura, que começou pontualmente, iniciou com Eicca Toppinen, Paavo Lötjönen, Perttu Kivilaakso e Antero Manninen, abre aspas, quatro cellos e três membros fundadores da banda juntos no mesmo palco.

Quando os primeiros acordes de "Enter Sandman" iniciaram o público ficou petrificado. Assistir APOCALYPTICA na capital gaúcha, até há pouco tempo atrás, era algo impensável.

Isso acrescido da qualidade musical assombrosa dos músicos, solos enlouquecedores. Isso sem falar na acústica e iluminação, igualmente de qualidade do Opinião Bar, mas isso já é notório.

A primeira parte do show, totalmente acústica, foi dedicada ao primeiro álbum dos finlandeses, álbum de releituras da banda de thrash metal METALLICA que foi executado integralmente. Depois de um breve intervalo, de aproximadamente dez minutos, a banda retorna ao palco e dessa vez acompanhados pelo baterista Mikko Sirén. E mais composições do METALLICA, que foram incluidas em outros álbuns do grupo, foram executadas. (Veja o setlist abaixo)

O público que encheu o andar térreo da icônica casa de shows gaúcha era bem heterogêneo, das mais variadas faixas etárias. Público que cantou as músicas executadas desde o início com os finlandeses que mostram, há quase 25 anos, que o rock e o heavy metal podem ter elementos clássicos.

Um show que agradou os fãs da banda de Symphonic Metal/ Cello Metal criada em 1993 por músicos que se juntaram para fazer, por diversão, arranjos com violoncelos, sem pretensão de durar tantos anos e sem pretensão de vender milhões de discos.

Um show que agradou, igualmente, os fãs do METALLICA, pois as e releituras deles são primorosas. Enfim, agradou os fãs de ambas as bandas e principalmente os fãs de boa música, retifico, fãs de ótima música.

Setlist:
1. Enter Sandman
2. Master of Puppets
3. Harvester of Sorrow
4. The Unforgiven
5. Sad but True
6. Creeping Death
7. Wherever I May Roam
8. Welcome Home (Sanitarium)
Intervalo
9. Fade to Black
10. For Whom the Bell Tolls
11. Fight Fire With Fire
12. Until It Sleeps
13. Orion
14. Escape
15. Battery
16. Seek & Destroy
17. Nothing Else Matters
18. One

A banda terminou o show, que teve quase duas horas de duração, prometendo retornar em breve.

Esperamos que dá próxima vez, esse expoente da música mundial, também mostre suas músicas autorais.

A tour brasileira ainda passa por Belo Horizonte (23) e Curitiba (24), com encerramento na capital paulista no dia 26.

Se você tiver a oportunidade de vê-los, não perca.
Foi um dos melhores shows do ano de 2017 aqui em Porto Alegre.

O APOCALYPTICA encerrou a série de shows de 2017 da Abstratti Produtora, produtora responsável pelo evento em Porto Alegre. Um fechamento em grande estilo.

Fotos profissionais do show no link a seguir:
https://www.flickr.com/photos/141777721@N07/albums


Outras resenhas de Apocalyptica (Bar Opinião, Porto Alegre, 21/11/2017)

Apocalyptica: 20 anos de espera que valeram a pena




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Apocalyptica"


Apocalyptica: Natal na Finlândia é um período negroApocalyptica
"Natal na Finlândia é um período negro"

Metallica: Oito grandes covers feitas por outras bandas de Rock e MetalMetallica
Oito grandes covers feitas por outras bandas de Rock e Metal

Originalidade: 10 Bandas ou Projetos InusitadosOriginalidade
10 Bandas ou Projetos Inusitados


Linkin Park: Qual a relação da morte de Chester Bennington com Chris Cornell?Linkin Park
Qual a relação da morte de Chester Bennington com Chris Cornell?

Slipknot: pastor detecta mensagens subliminares nas capasSlipknot
"pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl

Separados no nascimento: Ian Hill e Stênio GarciaSeparados no nascimento
Ian Hill e Stênio Garcia

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1992Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1992

Paul Di'Anno: vocalista abre o jogo sobre problemas de saúdePaul Di'Anno
Vocalista abre o jogo sobre problemas de saúde

Katy Perry: vocalista canta Dark Horse em 20 estilos diferentesKaty Perry
Vocalista canta "Dark Horse" em 20 estilos diferentes


Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336