Capitão Rodrigo: Ópera rock para contar Saga de um Homem Comum

Resenha - Capitão Rodrigo (Santa Casa, Porto Alegre, 23/09/2016)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Karen Waleria
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Quem disse que rock e poesia não combinam, com certeza, não viu a banda gaúcha CAPITÃO RODRIGO em ação. Um show de rock n' roll teatral ou uma peça de teatro musical, fica a gosto do espectador.

5000 acessosMegadeth: Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?5000 acessosMáscaras: confira algumas das mais fodas do metal

No dia 23 de setembro, integrando o "23º Porto Alegre Em Cena", aconteceu a primeira apresentação, de uma série de duas apresentações do premiado espetáculo "A Saga de um Homem Comum" no Centro Histórico-Cultural Santa Casa.

Com a casa cheia o sexteto de atores/músicos formado por Rafa Cambará (voz e gaita), Nando Rossa (guitarra e backing vocal), Juliano Rossi (sax alto), Cuba Cambará (teclado), Eduardo Schuler (bateria e backing vocal) e Gilberto Oliveira (baixo) que formam a CAPITÃO RODRIGO, banda criada há oito anos, contaram em 60 minutos, a história de Pompeu Homero através de onze músicas autorais.

Setlist:
1- Gênesis Ou Quem Será Esse Tal Pompeu
2- A Polvora E O Vento Ou Eis O Homem
3- Trote Solo I Ou Deus, Diabo E Pompeu
4- Ciranda Ou A Infância De Homero
5- Pra Que Casar Ou Paixão E Carência
6- Raul Ou Ele Está Enlouquecendo
7- O Grito Ou Tornou - Se Um Assassino
8- A Mídia Ou Coletiva De Imprensa
9- América Latina Ou A Ilusão Do Sucesso
10- Trote Solo II Ou Deus, Diabo E Pompeu
11- Pompeu Homero Ou A Saga De Um Homem Comum

A Ópera Rock apresentada conta a trajetória de Pompeu Homero que é inspirada no pensamento libertário de Rodrigo Cambará, célebre personagem da Trilogia "O Tempo e o Vento", do escritor Erico Verissimo. Retratada através de uma história tragicômica, pra lá de atual, utiliza recursos que mesclam música, teatro, projeções, para falar das mazelas da sociedade contemporânea de uma maneira singular.

Um espetáculo atual, moderno, que prende o espectador do primeiro ao último minuto, aliás, torna o mesmo sujeito da ação.

Quando a performance termina dá aquela sensação de orgulho de ser gaúcha; não se pode reclamar das produções locais, isso é fato.

Confesso que fiquei com vontade de assistir novamente a peça, e acredito piamente, que uma grande parcela dos presentes também, para assim melhor apreciar os pormenores desse grande espetáculo.

Um grande espetáculo que conta com um grupo de profissionais multidisciplinares de alta qualidade não só no palco, mas como também atrás dele, na coxia - na iluminação, nas projeções, na produção e etc.

Espero que em 2017 ocorram mais exibições desse espetáculo - Mais que recomendo.

Ouça a ópera rock no link a seguir:
http://www.capitaorodrigo.com.br/

Ficha Técnica:
Direção artística: Liane Venturella
Dramaturgia: Kike Barbosa
Direção musical: André Trento
Direção de fotografia: Juliano Ambrosini
Preparação vocal: Simone Rasslan
Figurinos: Daniel Lion
Atores/músicos: Rafa Cambará, Cuba Cambará, Juliano Rossi, Nando Rossa, Eduardo Schuler e Gilberto Oliveira
Cenografia: Juliano Rossi
Iluminação: Mike Scherer
Maquiagem: Luana Zinn
Produção executiva: Lud Flores

Agradecimentos à Agência Cigana pelo credenciamento.

Fotos: Sônia Butelli

Veja mais fotos no link a seguir.
http://www.bit.ly/2cU0rJO
















5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Capitão Rodrigo"

MegadethMegadeth
Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko?

MáscarasMáscaras
Confira algumas das mais fodas do metal

Vida de rockstarVida de rockstar
Sexo, drogas, álcool e mau comportamento

5000 acessosHeavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos5000 acessosBehemoth: ser cristão e curtir metal é esculhambado e louco5000 acessosSkid Row: Impressionante versão por uma única pessoa5000 acessosMetallica: Robert e a calma ao lidar com drogados e bêbados4261 acessosEllen Jabour: no RIR, explicando onde aprendeu a bater cabeça5000 acessosMeet & Greet: Como os roqueiros de verdade se comportam

Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online