RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemRolê aleatório: Geoff Tate e Rhapsody se divertem em aeroporto no aeroporto

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemMike Portnoy comprou "Piece Of Mind", do Maiden, em excursão escolar

imagemA medida extrema que Dio pensou em tomar por não curtir "Rainbow in the Dark"

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


David Gilmour: Na história dos melhores e inesquecíveis shows

Resenha - David Gilmour (Arena do Grêmio, Porto Alegre, 16/12/2015)

Por Karen Waleria
Postado em 18 de dezembro de 2015

No dia posterior ao show na capital gaúcha acordei em cima do horário para uma consulta médica. Cheguei ao guichê 10 minutos antes do horário marcado. Ainda ofegante, percebo que o atendente cantarolava alegremente "Shine On You Crazy Diamond". Atendeu-me e continuou cantarolando em alto e bom tom. Pensei na hora, com certeza, foi contaminado pelo show da noite anterior...

Ainda não eram 21h da noite de quarta-feira, dia 16 de dezembro de 2015, para ser mais precisa, faltavam 4 minutos para o horário marcado para o início do show, e David Gilmour já subia ao palco da Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O show na capital gaúcha encerrou a etapa brasileira da "Pink Floyd’s David Gilmour – Rattle That Lock World Tour 2015/16"que já havia passado por São Paulo e Curitiba.

Demorou, mas finalmente estávamos diante de um dos maiores nomes da história do rock mundial. O músico britânico de 69 anos que ficou famoso como vocalista e guitarrista da banda de rock PINK FLOYD, nunca havia se apresentado no Brasil até então.

Gilmour emocionou uma legião de fãs de todas as idades que enchiam quase que totalmente a Arena do Grêmio. Público estimado em 40 mil pessoas pela produtora local do mega-evento.

O setlist do show foi o mesmo apresentado na capital paranaense.
"Rattle That Lock", álbum solo mais recente de Gilmour e que intitula a tour, lançado há exatos três meses, foi responsável por 1/3 do setlist apresentado.

Durante o restante do show o músico, que foi acompanhado por Phil Manzanera – (guitarra), Guy Pratt (baixo), Jon Carin (teclado), Stevie DiStanislao (bateria e percussão), Kevin McAlea (teclado), Bryan Chambers (backing vocal), Lucita Jules (backing vocal) e João Mello (sax), curitibano de apenas 20 anos de idade que a pouco foi adicionado ao grupo, desfilou uma sucessão de hits da banda que Gilmour capitaneou durante tanto tempo.

"Wish You Were Here" foi o primeiro dos hits do PINK FLOYD, quarta música apresentada na memorável noite por Gilmour, e óbviamente foi a primeira música cantada na íntegra pela plateia, e o mesmo fato aconteceu quando da execução de "Money", "Shine On You Crazy Diamond", "Time"...

Como disse um amigo foi "covardia" terminar o show com "Comfortably Numb". Sabia-se de antemão que esse "hino" encerraria a performance, mas na hora que se ouviram os primeiros acordes foi emocionante...Foi lindo demais ver a finalização de um show tão aguardado com um coro gigantesco formado por 40 mil vozes em uníssono.

Aposto que mesmo o músico acostumado a grandes plateias emocionou-se com esse momento ímpar.

"Nos vemos qualquer dia destes" comentou Gilmour numa das poucas vezes que se dirigiu ao público durante o show. Não interagiu? retifico, o músico interagiu da melhor maneira que poderia fazê-lo. Através de sua música, através da forma única que toca e seus solos inconfundíveis.

Ondas de arrepios iam e vinham durante a performance desse músico que mostrou o porquê é considerado um dos melhores guitarristas do mundo de todos os tempos. Uns chegaram às lágrimas.

Esse tipo de emoção me fez até esquecer uma ínfima parte do público que em vez de curtir o show ficava atrapalhando a grande maioria que estava alí para ver o "Mestre" e não para fazer os famigerados vídeos e selfies com seus celulares de última geração.

[an error occurred while processing this directive]

O show durou pouco mais de duas horas e meia, e com certeza, entrou para a história dos melhores e inesquecíveis shows que já passaram por aqui.

Tem pessoas que questionam o porquê de ir a um show, o porquê de se pagar às vezes um valor alto pelos mesmos e bla´-blá- blá...Eu só digo que nada, NADA se compara à essa troca de energia, à essa emoção que shows como esse que presenciamos na última quarta-feira transmitem.

O show fecha o ano em que a Hits Entretenimento completa 10 anos de atividade, aliás a produtora pode orgulhar-se por ter trazido dois dos maiores integrantes do PINK FLOYD a Porto Alegre; em 2012 foi a responsável pela vinda de Roger Waters.

[an error occurred while processing this directive]

Fotos: Edu Defferari/ Hits Entretenimento

Agradecimentos à Hits Entretenimento pela produção do evento e pelo credenciamento.

[an error occurred while processing this directive]


Outras resenhas de David Gilmour (Arena do Grêmio, Porto Alegre, 16/12/2015)

Resenha - David Gilmour (Arena do Grêmio, Porto Alegre, 16/12/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Pink Floyd: vídeo mostra primeira aparição de David Gilmour em filme

David Gilmour: o guitarrista que emociona

David Gilmour: quando ele, por engano, foi barrado de um show de Steven Wilson

Pink Floyd: Waters e Mason topam se reunir em Glastonbury mas...


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.
Mais matérias de Karen Waleria.