Matérias Mais Lidas

Iron Maiden: debilitado, Paul Di'Anno depende de vaquinha virtual para fazer cirurgiaIron Maiden
Debilitado, Paul Di'Anno depende de vaquinha virtual para fazer cirurgia

Timo Tolkki: Ex-Stratovarius abraça teorias conspiratórias negacionistas sobre Covid19Timo Tolkki
Ex-Stratovarius abraça teorias conspiratórias negacionistas sobre Covid19

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Snowy Shaw: ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no NightwishSnowy Shaw
Ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no Nightwish

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Soul Station: projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança músicaSoul Station
Projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança música

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Mercyful Fate: A decepção da banda com a arte original de MelissaMercyful Fate
A decepção da banda com a arte original de Melissa

Metallica: TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully GuitarsMetallica
TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully Guitars

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Yngwie Malmsteen: aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigosYngwie Malmsteen
Aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigos

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

Nirvana: por que Something in the Way foi a mais difícil de gravar em NevermindNirvana
Por que "Something in the Way" foi a mais difícil de gravar em "Nevermind"

Max Cavalera: O único presidente bom do Brasil foi mortoMax Cavalera
"O único presidente bom do Brasil foi morto"


Matérias Recomendadas

Tico Santa Cruz: um comovente texto sobre suicídio de ChampignonTico Santa Cruz
Um comovente texto sobre suicídio de Champignon

Momentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outrosMomentos bizarros
Histórias de Ozzy, Stones, Who e outros

Mayhem: banda levou restos humanos para o palco em 2011Mayhem
Banda levou restos humanos para o palco em 2011

Kiss - Perguntas e Respostas
Kiss - Perguntas e Respostas

Linkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vícioLinkin Park
Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício

Stamp
Tunecore

Crucified Barbara: A apresentação das belas sorridentes em SP

Resenha - Crucified Barbara (Carioca Club, São Paulo, 20/04/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Monica Prado
Enviar Correções  


















‘Crucified Barbara’ é uma força forte nesta invasão sueca de Metal. Formada em 1998 pela baixista Ida Evileye e a guitarrista Klara Force, começaram sua primeira encarnação com uma roupagem punk. A banda finalmente se tornaria hard rock e metal. A baterista Nicki Wicked e a vocalista/guitarrista Mia Coldheart logo iriam se juntar a festa, e em 2005 o grupo lançou seu álbum de estréia, "In Distortion We Trust". O segundo álbum, "Til Death Do Us Party " seria lançado em 2009. Quando o quarteto feminino lançou "The Midnight Chase" em 2012, elas já tinham refinado seu som e definido a sua assinatura, empunhando riffs de hard rock, melodias e vocais de alta energia. Pela segunda vez em solo brasileiro, entregando um apaixonado, emocionante e divertido set de 70 minutos a banda mostrou toda sua versatilidade, talento e carisma.

A última apresentação da turnê, realizada no Carioca Club, contou com as bandas de abertura ‘Hibria’ e ‘Kiara Rocks’.

Às 17:30 horas, Iuri Sanson, líder do Hibria, vem comandar uma hora de show de uma das bandas mais promissoras do cenário nacional. Ativos desde 1996, vindos de Porto Alegre, e com quatro álbuns na bagagem, eles aqueceram a galera com um som de ótima qualidade.

Iuri agradece, lembrando que faz três anos que pisaram neste mesmo palco. O grupo mostra entrosamento e técnica perfeitas, Iuri transmite suas qualidades através da voz e performance. Seu ritmo é forte, mostrando toda potência heavy metal que já lançou o Hibria internacionalmente.

O set list da noite foi especialmente escolhido para que o público cantasse do princípio ao fim, e as palmas, o coro, e a vibração de todos não deixou dúvidas quanto a essa escolha. Um tremendo aperitivo para abrir a noite!

Lineu up:
Iuri Sanson - vocais
Abel Camargo - guitarra
Renato Osorio - guitarra
Benhur Lima - baixo
Eduardo Baldo – bateria

Set List:
Silent
Lonely
Shoot
Horror
Steel
Anger
Blinded
Silence
Tiger
Rock

O Kiara Rocks, banda paulista formada em 2008 fez a segunda apresentação da noite. Liderados por Cadu Pelegrini, que chama atenção pela altura e pelo estilo, mostraram canções dos seus três álbuns, bem como covers do ‘System of a Down’ e ‘Guns and Roses’.

Line up:
Cadu Pelegrini - vocal, guitarra
Anselmo Fávaro - guitarra
Phil Bonaño - guitarra
Juninho Caitano - baixo
Marcos Grevy – bateria

Set List não fornecido.

Finalmente, às 21:10hs as belas sorridentes do "Crucified Barbara" anunciaram que esta apresentação encerraria a turnê, e elas disseram que não queriam voltar para casa.

O quarteto subiu ao palco, abrindo o set com as três primeiras faixas "The Crucifier", "Play me Hard" e "Shut your Mouth" que mostra a influência de Motorhead.

A presença de palco da banda era tão boa que deixou claro que possuíam toda a confiança e o profissionalismo dos headliners veteranos e experientes. É fácil perceber que Mia consegue ter a plateia em suas mãos, ela é cativante e quem a assiste admira sua beleza, voz e habilidade com a guitarra. Klara Force, a guitarrista, Ida Evileye, a baixista, e a baterista Nicki Wicked mostraram sua força, tanto musicalmente quanto fisicamente incitando umas as outras durante a execução das músicas, abordando a galera e mantendo o nível de energia em níveis de pico.

Um dos destaques foi a música "Jennyfer" do álbum "’Till Death Do Us Party" onde Mia senta-se próximo ao público para mostrar este sucesso.
O som pesado de "Losing the Game" foi um ponto alto, dado a vibração dos fãs.

"In Distortion WeTrust", faixa que dá título ao primeiro álbum também fez parte do repertório.

No final da execução as três erguem suas guitarras e saem do palco.
Mia volta enrolada na bandeira do Brasil, e diz que seu novo vestido é muito ‘cool’, elas filmam o público e perguntam se realmente queremos mais música. O ‘yes’ movimenta as meninas à execução de mais três canções de peso ‘My Heart Is Black’, ‘Rock Me Like the Devil’ e ‘Into the Fire’.

Elas foram definitivamente divertidas e fizeram um ótimo trabalho, aquecendo Carioca Club, e agradecendo ao público por fazerem com que elas voltassem ao Brasil pela segunda vez e pela noite fantástica.

Que voltem sempre!

Line Up:
Mia Coldheart - vocais, guitarra
Klara Force - guitarra
Ida Evileye – baixo
Nicki Wicked - bateria

Set List:
The Crucifier
Play Me Hard
Shut Your Mouth
Sex Action
To Kill A Man
Everything We Need
Jennyfer
Rules And Bones
Losing the Game
Sell My Kids For Rock n' Roll
In Distortion We Trust
Encore:
My Heart Is Black
Rock Me Like the Devil
Into the Fire

Fotos: Fernando Yokota. Set completo neste link.


Outras resenhas de Crucified Barbara (Carioca Club, São Paulo, 20/04/2014)

Crucified Barbara: Excelente show das suecas em São Paulo


Baladas de Sangue
Receba novidades de Rock e Heavy Metal por Whats App

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mulheres: 5 bandas de Hard Rock atuais com vocais femininosMulheres
5 bandas de Hard Rock atuais com vocais femininos

Crucified Barbara: A curiosa origem do nome da bandaCrucified Barbara
A curiosa origem do nome da banda


Motorhead: Segundo Lemmy Kilmister, Rap não é músicaMotorhead
Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"

Avenged Sevenfold: 10 músicas que podem fazer você mudar de idéiaAvenged Sevenfold
10 músicas que podem fazer você mudar de idéia


Sobre Monica Prado

Sou formada em Engenharia pela E. E. Mauá e atualmente curso Filosofia na FFLCH-USP. Sou professora e tradutora de Inglês. Amo música e curto desde música clássica até o Heavy Metal. Música brasileira não é meu forte, mas sei apreciar um som de qualidade. A música me ajuda a sobreviver neste mundo, e ele ainda vale a pena por causa dela!

Mais matérias de Monica Prado no Whiplash.Net.