Phoenix: desbancando os headliners na primeira noite

Resenha - Phoenix (Lollapalooza Brasil, São Paulo, 05/04/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Diego Camara
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Da França diretamente para tomar o troféu dos headliners na primeira noite do Lollapalooza Brasil. Foi esta a saga da banda de rock alternativo francesa PHOENIX em sua vinda para o Brasil. Com quase 15 anos de carreira e já um bom histórico de ótimas apresentações pelo mundo - e uma notoriedade bem grande na Europa, onde já faz fama e arregimenta milhares de fãs, foi a vez de agraciar o público do Lollapalooza Brasil e conquistar, definitivamente, um espaço no coração dos fãs brasileiros.

The Strokes: banda deve se juntar ao Guns N' Roses no LollapaloozaLegião Urbana: O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre

A banda abriu o show com "Entertainment", pra um público que saiu rápido do show do IMAGINE DRAGONS pra conseguir chegar a tempo para ver os caras. A apresentação desde o início tomou ares de extrema qualidade, com uma banda extremamente afiada e um público bastante apaixonado.

A sequência com "Lasso" e "Lisztomania", dois sucessos do disco "Wolfgang Amadeus Phoenix", de 2009, alcançaram nível extremo de satisfação da plateia, que cantou junto e parecia extremamente contente por ver os caras ao vivo. Quem sem dúvidas deu uma chance para a banda, pois não a conhecia, não podia dizer que ela tinha um público animado, uma pegada extremamente boa nas guitarras e uma base muito potente, comandada por um baterista extremamente técnico.

Apesar do setlist curto, a banda também soube distribuir suas músicas em diversos "medleys", que tocaram na parte central do espetáculo, com destaque para "Sunskrupt!". Outro ótimo destaque foi o conjunto do espetáculo, que contou com uma iluminação extremamente bonita, enchendo o palco de vermelho escarlate que trouxe mais dramaticidade ao show. A excelente condição da banda, tanto nas passagens mais melódicas quanto as mais rápidas, fez valer realmente o ingresso dos que vieram para vê-la.

Insano, o vocalista Thomas Mars foi espetáculo a parte. Correndo pelo público entre as grades de proteção, perdeu a bandeira do Brasil e quase foi puxado para a plateia durante a apresentação do hit "1901", também do álbum "Wolfgang". Após tocar "Rome", sem dúvidas a música da noite, melhor apresentação, o vocalista realmente foi direto pra galera na reprise instrumental de "Entertainment". Louco, insano, extremamente alegre pelo resultado de seu espetáculo, o vocalista pulou sobre o público, se jogou e surfou no meio da plateia. Não bastando, Mars ainda escalou uma torre de transmissão e de lá de cima olhou os fãs ainda mais de perto, em grande estilo.

Phoenix é:
Thomas Mars - Vocal
Deck d'Arcy - Baixo e teclado
Laurent Brancowitz - Guitarra e teclado
Christian Mazzalai - Guitarra

Setlist:
1. Entertainment
2. Lasso
3. Lisztomania
4. Too Young / Girlfriend
5. Trying to Be Cool / Drakkar Noir / Chloroform
6. If I Ever Feel Better / Funky Squaredance
7. Sunskrupt! (medley de "Love Like a Sunset" e "Bankrupt!")
8. Consolation Prizes
9. S.O.S. in Bel Air
10. Armistice
11. 1901
12. Rome
13. Entertainment (Reprise)

Crédito: Fotos por Renan Facciolo/Roadie Crew
http://www.renanfacciolo.com.br/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Lollapalooza"Todas as matérias sobre "Phoenix"


The Strokes: banda deve se juntar ao Guns N' Roses no LollapaloozaThe Strokes
Banda deve se juntar ao Guns N' Roses no Lollapalooza

Pearl Jam: O Brasil é a capital mundial do rock'n rollPearl Jam
"O Brasil é a capital mundial do rock'n roll"

Metallica: apresentação no Lollapalooza afugentou alguns fãs?Metallica
Apresentação no Lollapalooza afugentou alguns fãs?

Resenha - Metallica (Autódromo de Interlagos, Lollapalooza, São Paulo, 25/03/2017)Resenha - Metallica (Autódromo de Interlagos, Lollapalooza, São Paulo, 25/03/2017)
Resenha - Metallica (Autódromo de Interlagos, Lollapalooza, São Paulo, 25/03/2017)


Legião Urbana: O dia em que Renato calou a plateia do Programa LivreLegião Urbana
O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre

Metallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in RioMetallica
As extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio

Led Zeppelin: A controvérsia sobre as origens do nome da bandaLed Zeppelin
A controvérsia sobre as origens do nome da banda

Galeria - Tatuagens em homenagem ao Guns N' RosesQueen: novas fotos do recluso John DeaconSteve "Zetro" Souza: 5 álbuns favoritos de thrash metalMetallica: Justin Bieber diz ser um grande fã da banda

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

adGooILQ