Soundgarden: memórias duradouras para os fãs no Lollapalooza

Resenha - Soundgarden (Lollapalooza, São Paulo, 06/04/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Monica Prado
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Há poucos anos atrás, a idéia de ver o todo-poderoso Soundgarden retornar ao palco parecia ser nada mais do que uma obra de ficção criada por fãs. No entanto, depois de uma pausa de 16 anos entre discos e uma década separados, os membros do Soundgarden lançaram 'King Animal’ em novembro de 2012 e voltaram aos palcos. Pela primeira vez em solo brasileiro, eles mostraram porque ainda são tão poderosos assim!

88 acessosGrunge: encaramos a morte de um estilo? Afinal, que estilo?5000 acessosRacismo: Gritar "Black Power" não é a mesma coisa que gritar "White Power"

Fotos por Renan Facciolo / Roadie Crew

No início da noite de domingo, no palco Ônix do Lollapalooza em São Paulo, a banda surgiu com seu ‘frontman’ Chris Cornell vestido de preto, com seus cabelos cacheados sobre o rosto e assim que a banda rasgou no primeiro riff de ‘Searching With My Good Eye Closed ' de 'Badmotorfinger' de 1991, ficou claro que o Soundgarden ainda tem muito fôlego pela frente.

Chris parecia estar muito feliz ao se apresentar no Lolla, agradeceu aos fãs por terem esperado tanto tempo para vê-los, gravou um vídeo da plateia, chegou bem junto ao público em diversos momentos e mostrou que ainda pode abusar de sua voz, uma das marcas características da banda é ela, e Chris sabe usufruir do seu maior talento.

A força da banda se deve muito à relação aparentemente simbiótica entre Cornell, os riffs estridentes do guitarrista Kim Thayil, combinados com o pulso da seção rítmica fornecida por Matt Cameron na bateria e Ben Shepherd no baixo. A banda veio com tudo para esta apresentação e não deixou ninguém decepcionado.

Em vez de colocar o foco principal em seu mais recente lançamento, o conjunto das 16 canções executadas era uma abrangência de toda a sua carreira onde a fatia maior ficou com ‘Superunknown’ de 1994, que trouxe 6 faixas para este show: "Black Hole Sun", "Spoonman", "Fell on Black Days", "Superunknown", "The Day I Tried to Live" e "My Wave".

Destaque para 'Black Hole Sun' que foi tocada com uma pegada mais lenta, menos feroz, e garantiu o coro da plateia. ‘Jesus Christ Pose’ é, sem dúvida, uma música de peso, e Chris a dedicou a nós naquela noite.

Chris explica que a paisagem presente no telão no fundo do palco é uma figura do novo CD ‘King Animal’, o qual, conforme ele diz ‘temos que ouvir, seja comprando, fazendo download, não importa’. ‘Been away too long ‘ foi a faixa escolhida para apresentar o novo trabalho. Excelente!

‘Flower’ e ‘Beyond the Whell’ fizeram os fãs lembrar o primeiro álbum, ‘Ultramega OK’ de 1988.

Este é o tipo eterno de show que leva memórias duradouras para os fãs, e que não queremos que terminem. Que esta seja apenas a primeira de várias visitas desta super banda ao país.

Line up:

Chris Cornell – vocais, guitarra
Kim Thayil – guitarra
Ben Shepherd – baixo
Matt Chamberlain - bateria

Set List:
Searching With My Good Eye Closed
Spoonman
Flower
Outshined
Black Hole Sun
Jesus Christ Pose
Like Suicide
Been Away Too Long
The Day I Tried to Live
My Wave
Superunknown
Blow Up the Outside World
Fell on Black Days
Burden in My Hand
Rusty Cage
Beyond the Wheel

Fotos: Renan Facciolo

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Soundgarden (Lollapalooza, São Paulo, 06/04/2014)

1629 acessosSoundgarden: Um concerto espetacular, intenso, alto e pesado

Chris CornellChris Cornell
A colaboração com o Alice in Chains em 1991

88 acessosGrunge: encaramos a morte de um estilo? Afinal, que estilo?403 acessosChris Cornell: em vídeo, dois cantores prestam tributo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Soundgarden"

Mad MaxMad Max
Inspiração em Sepultura, semelhança com Devin Townshend

Chris CornellChris Cornell
Megadeth toca música em homenagem ao vocalista

NoiseCreepNoiseCreep
Os 10 melhores riffs de hard rock dos anos 1990

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 07 de abril de 2014
Post de 08 de abril de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Lollapalooza"0 acessosTodas as matérias sobre "Soundgarden"

RacismoRacismo
Gritar "Black Power" não é a mesma coisa que gritar "White Power"

Deep PurpleDeep Purple
As mais de cem bandas dos integrantes

Jimi HendrixJimi Hendrix
12 coisas que talvez você não saiba sobre ele

5000 acessosAstros do rock: o patrimônio líquido de cada um5000 acessosGuns N' Roses: se rolar reunião, Matt estará no lugar de Adler5000 acessosBruno Maia: os álbuns que marcaram o líder do Tuatha de Danann5000 acessosChuck Berry: Por que ele não será lembrado como Elvis Presley?5000 acessosIgreja Universal: "curando" fã do Dimmu Borgir?4374 acessosGuns N' Roses: Steven Adler fala sobre passado da banda

Sobre Monica Prado

Sou formada em Engenharia pela E. E. Mauá e atualmente curso Filosofia na FFLCH-USP. Sou professora e tradutora de Inglês. Amo música e curto desde música clássica até o Heavy Metal. Música brasileira não é meu forte, mas sei apreciar um som de qualidade. A música me ajuda a sobreviver neste mundo, e ele ainda vale a pena por causa dela!

Mais matérias de Monica Prado no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online