Centúrias: a apresentação da lendária banda em Jundiaí

Resenha - Centúrias (Aldeia Bar, Jundiaí/SP, 26/10/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gustavo Rabello de Almeida
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Quando uma banda tão clássica visita a sua cidade, não importa o que tenhamos pra fazer, somos obrigados a prestigiar! É o nosso dever não perder um evento como esse. Quando duas bandas de sua cidade são convidadas para fazerem parte da festa, aí a coisa engrandece.

Uncut Magazine: fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink FloydGuns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise City

Pois foi assim no dia 26/10/2013, um sábado de noite agradabilíssima, que a lendária banda Centúrias tocou, pela primeira vez em sua história, em Jundiaí.

Com a abertura das locais Richlord e Dharma 101, a festa começou logo às 23hs pontuais com a primeira, mostrando o já clássico repertório Heavy Tradicional na cidade, onde sobrevive entre altos e baixos desde 2002. Dharma 101, que entrou logo depois, desfilou no palco os seus petardos lançados recentemente em CD. Duas bandas da cidade que representaram muito bem a cena local.

Por volta da uma hora da matina entrou essa lenda viva do Metal Brasileiro: Centúrias. Após breve apresentação dos donos da casa, o Centúrias entrou com a fúria que "Guerra E Paz" tem e que "Animal" nos mostra. Uma abertura de arrepiar e cantar junto! Já valia cada centavo pago, mas estava só começando.

A terceira música foi a apresentação da novíssima "Sobreviver", do single recém saído do forno "Rompendo O Silêncio". Música tocada pela primeira vez ao vivo, já virou, pra mim, um hit do Metal Nacional do novo milênio! É linda, com refrão forte! É o Centúrias de sempre.

O show continuou com "Cidade Perdida", "Inúteis Palavras" - do filme ainda não lançado Heavy Metal Brasil (Mika, lança o filme...) - e derrubou a casa ao tocar "Não Pense, Não Fale". Emocionante! Sem tempo de respirar, eles já enfiaram "Senhores Da Razão" e derrubaram os poucos que ainda estavam em pé. "Ruptura Nescessária" foi a segunda do single e também viu a luz dos palcos pela primeira vez na vida. Outra grande música da banda, criada por Ricardo Ravache, aquele mesmo que é co-autor de "Salem (A Cidade Das Bruxas)", do Harppia!. Tem pouca história os rapazes?

"Ninja" e "Fortes Olhos" continuou o show e, logo depois, "Arde Como Fogo/ To Hell" para divertir a todos os presentes. Aí, meu amigo, uma dobradinha histórica que não teve como não se emocionar: "Duas Rodas" e "Portas Negras". Não precisava de mais nada... o refrão de "Portas Negras" cantado a plenos pulmões por todos os presentes, que não arredaram o pé desse grande espetáculo!

Mas ainda tinha mais... e o final foi de arrepiar: "Metal Comando", um dos maiores hinos do Metal Nacional. Aí, meu amigo, o palco ficou pequeno para os fãs (sim, o Centúrias tem fã!). Invasão, briga com segurança da banda que não entendeu nada, cantar junto, se abraçar, agradecer um ao outro pela grande noite!

Agora, é pegar o lugar no Super Peso Brasil, com grandes nomes do Metal Brasileiro de todos os tempos.

Valeu Centúrias! Até a próxima. Quem sabe com o CD completo já lançado?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Centurias"


Centúrias: como surgiu a placa No Posers?Centúrias
Como surgiu a placa "No Posers"?


Uncut Magazine: fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink FloydUncut Magazine
Fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink Floyd

Guns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise CityGuns e Sabbath
Semelhança entre Zero the Hero e Paradise City

Bruce Dickinson: A esposa o traiu com Nikki Sixx, do Motley Crue?Bruce Dickinson
A esposa o traiu com Nikki Sixx, do Motley Crue?

Epica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?Religião: os rockstars que se converteramPlaylist: 25 músicas tristes e belas ao mesmo tempoEddie Vedder: "eu estava me afogando sozinho"

Sobre Gustavo Rabello de Almeida

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336