Rhapsody of Fire: Confira como foi o show em São Paulo

Resenha - Rhapsody Of Fire (Carioca Club, São Paulo, 30/06/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por João Paulo de Matos Mota
Enviar correções  |  Ver Acessos

No último dia 30 de junho de 2012, os italianos do Rhapsody of Fire fizeram sua visita ao Brasil para nos brindar com o show de encerramento da turnê "From Chaos To Eternity", realizado no já conhecido pelo público paulista, Carioca Club.

Sexo: como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.com

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em sua última visita em 2010, a banda tinha uma formação um pouco diferente do que atualmente. Hoje, com a saída de Luca Turilli, a banda é composta por: Fabio Lione (vocal), Alex Staropolli (teclado), Alex Holzwarth (bateria), Oliver Holzwarth (baixo), Roberto De Micheli e Tom Hess (guitarras).

Apesar do show começar um pouco cedo para um sábado, o local já estava bem cheio quando as luzes se apagaram e, pontualmente às 19:00, começamos a ouvir a intro "Ad Infinitum", antecedendo a poderosa "From Chaos to Eternity", faixa que leva o nome do último trabalho da banda lançado em 2011. Com o público em suas mãos, Fabio agradeceu a todos os presentes pela calorosa recepção e anunciou a próxima música, "Triumph of Agony", do álbum homônimo lançado em 2006, sendo seguida pela cadenciada, mas não menos empolgante "The March of Swordmaster".

O setlist do show foi bem variado e alternou entre os clássicos da banda e suas músicas mais recentes. Com seu power metal sinfônico, que inclusive já chegou a ser rotulado como Hollywood Metal, o Rhapsody of Fire conseguiu agradar a todos, principalmente nas músicas dos seus primeiros álbuns que se tornaram clássicos do estilo, demonstrando muito carisma e alegria por estarem tocando por aqui, inclusive elogiando o Brasil por seu modo de jogar futebol.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após aproximadamente 1 hora e meia de apresentação, as luzes se apagaram, a banda fez aquela saída estratégica para um breve descanso e retornaram para encerrar o show com a clássica "Emerald Sword", que era uma das mais aguardadas e foi cantada por todos que estavam ali no Carioca Club, afinal foi essa a música que deixou a banda famosa por aqui. Quem achou que o show se encerrava por ali, enganado estava, pois ainda foram tocadas a "Erian's Lost Secrets" do EP "The Cold Embrace of Fear" de 2010 e a "The Splendour Of Angels' Glory", do álbum "From Chaos To Eternity".

Para setlist completo e galeria exclusiva de fotos, acesse:
http://www.rockexpress.net.br/2012/07/03/rhapsody-of-fire/


Outras resenhas de Rhapsody Of Fire (Carioca Club, São Paulo, 30/06/2012)

Rhapsody Of Fire: Mais uma apresentação histórica no Brasil

Rhapsody Of Fire: Como foi a apresentação em São PauloRhapsody Of Fire
Como foi a apresentação em São Paulo




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Rhapsody"


Angra: Fabio Lione mostra seus talentos como tenorAngra
Fabio Lione mostra seus talentos como tenor

Angra: Análise vocal de Fabio LioneAngra
Análise vocal de Fabio Lione


Sexo: como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?Sexo
Como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?

Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com


Sobre João Paulo de Matos Mota

Nascido em São Paulo no ano de 83 e fanático por Heavy Metal desde os 12 anos, atualmente se diverte cantando na banda Masterkey, fazendo parte da equipe do site Rock Express e conduzindo o podcast Rock Express Cast.

Mais matérias de João Paulo de Matos Mota no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280