Keona Spirit: show no Amapanime Vacation

Resenha - Keona Spirit (ASSEMP, Macapá, Amapá, 24/06/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Blackened
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O Amapanime de férias ou Amapanime Vacation aconteceu durante um domingo de muito calor em Macapá, justamente numa sede com piscina liberada. O clima bom e o tamanho do palco (grande o suficiente para deixar os músicos a vontade) eram chamarizes para uma apresentação da KEONA SPIRIT melhor do que da noite anterior, no Good Night Lounge Rock. Infelizmente, não foi o que aconteceu.

Fotos de Infância: Jon Bon JoviChester Bennington: a tocante carta que ele escreveu para Chris Cornell

Ravel Amanajás (vocal), Tomil Monteles e Michel Trajano (guitarras), Dyuna Monteles (teclado), Gabriel Wetz (baixo) e Amisadai Iglesias (bateria) subiram ao palco e apresentaram o mesmo set de covers classudos: Distant Thunder (SHAMAN), Paranoid (BLACK SABBATH), Breaking the Law (JUDAS PRIEST), Lisbon (ANGRA), Futebol, Mulher e Rock 'n' Roll (DR. SIN), Angels Cry (ANGRA), Raibow in the Dark (DIO) e The Number of the Beast (IRON MAIDEN). O grupo esforçou-se para fazer um show competente, mas o equipamento de som não ajudou: em certos momentos, o teclado e a guitarra de Tomil ficavam simplesmente inaudíveis, fazendo com que o baixo sobressaísse. Os amplificadores embolavam o som das guitarras, causando um ruído constante. Ravel também teve problemas com o microfone e tinha que ficar em algum local que não causasse microfonia.

Mesmo assim, não foi de todo mal, pois a culpa pelos problemas nos equipamentos de som não é da banda. Mais uma vez, a alma dos Metalheads e Otakus presentes foi lavada com petardo seguido de petardo. Uma grande corrente para o headbanguing foi formada na execução de Distant Thunder e rodas insanas formaram-se em Angels Cry e The Number of the Beast (mais uma vez com o vocalista descendo do palco para empurrar-se junto ao público). Coros de "Ooohh!" foram entoados no riff grudento de Breaking the Law.

Ponto para a KEONA SPIRIT, que se não conseguiu driblar os problemas técnicos, compensou com um show energético, pesado e animado. A banda suspenderá suas atividades em julho devido a uma viagem do baterista, mas garante que retornará com novos covers nas apresentações futuras. Avante, KEONA!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Keona Spirit"


Fotos de Infância: Jon Bon JoviFotos de Infância
Jon Bon Jovi

Chester Bennington: a tocante carta que ele escreveu para Chris CornellChester Bennington
A tocante carta que ele escreveu para Chris Cornell

Metal Up Your Ass: Os primórdios do MetallicaMetal Up Your Ass
Os primórdios do Metallica

Fotos de Infância: Yngwie MalmsteenMetallica: ouça apenas o baixo de Cliff Burton em clássicosMarty Friedman: Por que ele largou o Megadeth para tocar J-Pop?Phil Anselmo: vocalista diz que odeia armas e explica o motivo

Sobre Bruno Blackened

Metalhead desde os 16, jornalista desde os 23. Grande incentivador da cena Metal amapaense através de resenhas, reportagens, fotos, artigos, entrevistas e assiduidade nos shows. Minhas vertentes favoritas são o Thrash, Death e Power Metal. \m/

Mais matérias de Bruno Blackened no Whiplash.Net.