Joe Bonamassa: Pegada rock com feeling do blues clássico

Resenha - Joe Bonamassa (Vivo Rio, Rio de Janeiro, 31/05/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Paulo Linhares Gonçalves
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Vamos falar sobre o show de Joe Bonamassa que aconteceu no Vivo Rio, Rio de Janeiro, ontem, dia 31/05/2012. Um show grandioso de um guitarrista que vem ganhando muito respeito e já está na galeria dos grandes do blues e rock.

1381 acessosBonamassa: tocando blues na guitarra signature de John Petrucci5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha

Felizmente, o show começou pontualmente às 21:30. Um pouco antes, os alto-falantes do Vivo Rio foram tomados por "2 Minutes To Midnight", do Iron Maiden. É curioso ver Bonamassa usar uma música como esta do Maiden para a pré-abertura dos shows.

O show começou com "Slow Train", canção que vem abrindo a atual turnê de Bonamassa, como uma espécie de trem que vem chegando a cada cidade que o blueseiro passa - chega devagarzinho mas depois agita pra valer. "Midnight Blues" trouxe um tema lentinho, um blues mais arrastado delicioso de Gary Moore que Joe coverizou muito bem. "Dust Bowl", que na versão de estúdio apresenta modernidades, ao vivo é despida para um belo rock direto e que funcionou bem com a plateia do Vivo Rio, que estava cheio mas não lotado (seriam os preços salgados?). A cover de "Who's Been Talking", presente no mais recente álbum do guitarrista, dá continuação ao show com mais solos de primeira. A primeira grande performance da noite acontece em "Sloe Gin" (ver vídeo abaixo), com o público delirando com a bela apresentação da banda e os solos inspirados de Joe. "The Ballad Of John Henry" é outro ponto alto, a música ganha um punch incrível ao vivo e aqui no Rio não foi diferente.

Alguns dedilhados na guitarra e Joe nos introduziu "Song Of Yesterday", linda música que ele mesmo canta na sua banda paralela, Black Country Communion. "Look Over Yonders Wall" é executada em versão bem diferente da de estúdio, quase um jazz cheio de quebras. "Blues Deluxe", cover de Jeff Beck, é muito bem recebida e sua performance é arrasadora - outro momento maravilhoso do show. Estamos chegando próximos do final do show, e Bonamassa inicia um pequeno duelo com o baterista Tal Bergman (mandou muito bem nas baquetas, uma pegada monstruosa!), vencido covardemente por Joe ao executar a introdução de "Stairway To Heaven" (a galera foi ao delírio), do Led Zeppelin. A seguir, com a banda toda no palco, executaram versão matadora para "Young Man Blues", do The Who. Joe se despede e agradece a presença do público, mas ainda não era o final do show. No bis, temos a execução do novo single do novo álbum, "Driving Towards The Daylight". Pra encerrar, Joe exige que todos se levantem e participem ativamente da última música, na verdade duas covers, uma do ZZ Top, "Just Got Paid", que depois se transforma num longo trecho de "Dazed And Confused", outra do Zeppelin presente no show. Fim do show, Bonamassa e os outros músicos se despedem e agradecem ao público, que aplaude bastante uma apresentação fantástica deste guitarrista. E tome palhetas, baquetas e demais apetrechos, que todos lutam com ardor para ter uma recordação do show.

Performance marcante, arrasadora, pegada rock com feeling do blues clássico, o show de Joe Bonamassa foi inesquecível para os presentes, que comentavam na saída: "valeu cada centavo!". Nosso querido guitarrista fez mesmo com que os momentos vividos nesta noite fiquem guardados em nossas memórias. Um dia poderemos falar pra nossos filhos e netos que estávamos presentes no show deste grande bluesman, que tenho certeza ainda vai dar muito o que falar.

Eis o set list do show:
"Slow Train"
"Last Kiss"
"Midnight Blues" (cover de Gary Moore)
"Dust Bowl"
"Who's Been Talking" (cover de Howlin' Wolf)
"Sloe Gin"
"The Ballad Of John Henry"
"Lonesome Road Blues"
"Song Of Yesterday" (cover do Black Country Communion)
"Look Over Yonders Wall"
"Blues Deluxe" (cover de Jeff Beck)
"Young Man Blues" (cover do The Who - com direito a solo de bateria de Tal Bergman)
Bis:
"Driving Towards The Daylight"
"Just Got Paid" / "Dazed And Confused" (covers do ZZ Top e do Led Zeppelin)

Alguns vídeos do show:

"Sloe Gin":

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Young Man Blues" (com solo de bateria de Tal Bergman):

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Até o próximo show! Confira esta e outras matérias no blog Ripando a História do Rock:
http://ripandohistoriarock.blogspot.com.br/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Joe Bonamassa (Vivo Rio, Rio de Janeiro, 31/05/2012)

1167 acessosJoe Bonamassa: Apresentação majestosa no Rio de Janeiro

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de junho de 2012

1381 acessosBonamassa: tocando blues na guitarra signature de John Petrucci0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Joe Bonamassa"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Joe Bonamassa"

HumorHumor
O dia em que Steve Vai foi humilhado por Chimbinha

Chris CornellChris Cornell
Cantor usou aparelho de escalada para tirar a vida

Pattie BoydPattie Boyd
O infernal triângulo com George Harrison e Eric Clapton

5000 acessosEsquire: Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin5000 acessosRock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música5000 acessosAerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven Tyler4976 acessosArch Enemy: Jeff Hanneman nunca será esquecido, diz Gossow5000 acessosDave Mustaine: estou ficando melhor na guitarra graças a Kiko4572 acessosIron Maiden: vídeo dos bastidores da remasterização dos 15 álbuns

Sobre João Paulo Linhares Gonçalves

Roqueiro convicto, de carteirinha, desde os treze anos de idade. Já tive diversas bandas preferidas: de Iron Maiden, Metallica e Black Sabbath a The Who, Pink Floyd e Rolling Stones. O heavy metal sempre me atraiu muito, mas o rock praticado nos anos 60 e 70 é fascinante e estou sempre escutando. De vez em quando, dou chance ao punk, rock alternativo, blues, até ao jazz e MPB, pra variar.

Mais matérias de João Paulo Linhares Gonçalves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online