Love And Death: Como foi a apresentação da banda de ex-Korn

Resenha - Love And Death (Upper Club, São Paulo, 14/04/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Jefferson Guedes Giammelaro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Grande expectativa para a primeira apresentação no Brasil da banda LOVE AND DEATH, a nova banda do ex-guitarrista do KORN, BRIAN "HEAD" WELCH, o show com todos os contra-tempos ainda sim foi um ótimo espetáculo, esta foi a segunda apresentação de uma sequência de quatro apresentações realizadas no Brasil.

869 acessosSummer Breeze 2017: Megadeth, Korn, Obituary, Amon Amarth e outros5000 acessosTradução - The Wall - Pink Floyd

A casa de shows abriu as portas após as 19:30hs, horário previsto para início do primeiro show, cerca de 1 hora de atraso do que seria o normal para o início da entrada do público. Devido à pobre e precária divulgação que houve para o show em São Paulo, e um preço fixado em R$80,00 sem meia entrada, tivemos por volta de 150 pessoas presentes, que foram agraciadas com um show interessante mas curto.

A abertura da noite ficou com a banda ALVA, banda de hardcore cristã, de Santos. Tocaram um set com 5 músicas e estiveram no palco cerca de 25 minutos. Destaque para as músicas "Vejo com Meus Olhos o dia do Amanhecer" e "Livre".

Depois de 20 minutos RODOLFO ABRANTES subiu ao palco junto de sua banda solo e realizou um show com pouco mais de 35 minutos, tocaram ao todo 5 músicas (sendo uma delas inédita e que estará no novo CD que segundo o próprio Rodolfo informou, sairá no começo do próximo mês).

Abriram o show com a música "Ao Redor do Rei", fazendo um medley com uma música da época de RODOX "Segue a Linha", depois tocaram um medley de duas músicas da banda RODOX, as músicas foram "Três Reis" e "Iluminado", tocando em seguida a música inédita (sem nome divulgado), e para fechar tocaram na sequência "Santidade ao Senhor" e "Isaías 9".


A banda principal da noite, a nova banda de "HEAD" - "LOVE AND DEATH" subiu ao palcos minutos antes das 22 horas, já fazendo barulho com o single "Paralyzed" que levantou o publico e abriu rodas. Mas para o desanimo da banda e público, já houve problemas com o áudio, com microfonias, ao final desta música o próprio frontman foi até a mesa de controle de som que ficava ao lado para ajudar na regulagem.

Após esta primeira música e o incidente com o som, a banda tocou a música "RE-BEL" do álbum solo de Brian chamado "Save Me From Myself", depois a banda tocou ¨Whip It¨ música presente no seu E.P. que é um cover da banda DEVO, após tocaram a música ¨Flush¨, onde o público agitou e pulou bastante, quando Brian colocava o microfone na boca dos fãs na hora dos "gritos". Continuando o baixista Michael Valentine e o batera Dan Johnson fizeram juntos um som instrumental e logo começaram a tocar a quinta música "Chemicals", que agitou bastante, mostrando que a banda tem muita qualidade para criar também.

A sexta música foi um cover do Korn "Got The Life", mas iniciou com um problema no retorno e depois com o corte do som da guitarra de "Head", que os obrigou a parar de tocar, permanecendo uns 8 minutos apenas com os músicos tentando entreter o público, após o ajuste do som, eles finalmente tocaram e as várias pessoas com camisetas do Korn, agitaram bastante, logo o baterista emendou um solo de bateria, que já faz parte do set da banda. Fecharam a primeira parte do Show com "Blind" também do Korn.

Saíram do palco com aproximadamente 45 minutos de show, mas voltaram em seguida, e na volta eles vieram acompanhados de Rodolfo Abrantes como tradutor, rapidamente Brian contou como foi a saída do Korn e alguns detalhes desta saída, contando assim uma parte de seu testemunho de vida e conversão que já é conhecido por alguns fãs, tocaram então a última música do show, "Die Religion Die", que também agitou demais, deixando uma vontade de ver mais sons do CD solo (Save-me from Myself), e a todos com a impressão que o show durou menos que deveria, e que os problemas que ocorreram durante o show o fizeram encurtar...

O setlist completo foi:

1 - Paralyzed
2 - RE-BEL
3 - Whip It
4 - Flush
5 - Chemicals
6 - Got The Life ( + solo de bateria)
7 - Blind
8 - Die Religion Die

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

BabymetalBabymetal
É errado em todos os sentidos, por isto é legal, diz vocalista do Korn

869 acessosSummer Breeze 2017: Megadeth, Korn, Obituary, Amon Amarth e outros240 acessosEm 18/08/1998: Korn lança o álbum Follow The Leader974 acessosBabymetal: guitarrista do Korn toca com as meninas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Korn"

RockstarsRockstars
Os piores empregos que eles tiveram antes da fama

KornKorn
"Não nos chame de Nu Metal!"

KornKorn
Jonathan Davis conta qual foi o maior erro da banda

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Love And Death"0 acessosTodas as matérias sobre "Korn"0 acessosTodas as matérias sobre "Raimundos"

TraduçãoTradução
O clássico The Wall, do Pink Floyd

Em vídeoEm vídeo
A diferença entre ser músico e ser rockstar

Metallica, Guns, Slipknot, KissMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

5000 acessosSlayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Sidney Magal5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 805000 acessosAndre Matos: assista entrevista com Funérea na MTV5000 acessosYes: O que a morte de Chris Squire pode ensinar aos sertanejos3403 acessosSoulfly: áudio da banda tocando música do Nirvana em 2003

Sobre Jefferson Guedes Giammelaro

Um cara que gosta muito de música e que sabe que ela pode ser muito mais que apenas sons (ou barulho), mas sim algo que pode mudar vidas. Casado, cristão, guitarrista, colecionador de CDs e um cara que gosta muito de divulgar, reviver e ajudar na caminhada de novas e antigas bandas que não são apenas passageiras, mas que acrescentem algo na jornada... Buscando voltar à essência! Twitter: @je_ggg.

Mais matérias de Jefferson Guedes Giammelaro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online