Anvil e Primal Fear São Paulo: Metal on (fuckin') Metal!

Resenha - Anvil e Primal Fear (Carioca Club, São Paulo, 27/02/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Lucas Mosca
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O último domingo (27) foi um dia que registrou não somente um dos mais intensos temporais em São Paulo, que alagou os quatro cantos da cidade, mas também uma chuva de clássicos (e nostalgia) no Carioca Club, que inundou os fãs de alegria.

Fama: 5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no BrasilSeparados no nascimento: Edu Falaschi e Luciano Huck

A grande sensação da noite, para a maioria dos bangers (a julgar pelos trajes), era o grupo oitentista Anvil, pela primeira vez em solo brasileiro - ponto para a Negri Concerts, responsável pelo feito.

Na esteira do lançamento "The Story of Anvil", documentário mundialmente aclamado pela mídia, e de seu último álbum de estúdio, This is Thirteen (2007), Steve "Lips" Kudlow (guitarra e vocais), Robb Reiner (bateria) e Glenn Five (baixo) entraram em cena na casa de shows localizada na zona oeste paulista, para delírio dos presentes.

A banda, finalmente, estava realizando - como declarou Lips - um "sonho de três décadas": tocar seus hinos para os fãs brasileiros."March of the Crabs", do segundo disco da banda - "Metal on Metal" (1982) - foi o primeiro petardo da noite.

Lips estava eufórico, claramente emocionado, agitando como um adolescente. E o tempo todo estampando um largo sorriso. Comunicava-se intensamente com o público, improvisando a guitarra como microfone, arrancando risos e aplausos da plateia - como no momento em que xingou o mundo das gravadoras.

Já Robb Reiner... bom, esse dispensa comentários. Não é à toa que o sujeito é considerado até hoje pela crítica especializada um dos melhores bateristas do mundo. E, nessa noite, ele fez valer seu status: tocou com maestria durante todo o show, numa velocidade e disposição impressionantes - considerando sua idade.

"666", "School Love" e "Winged Assassins" foi a trinca seguinte, que fez os ouvintes continuarem a viagem pela década de 80. Na sequência de "This Is Thirteen" (a única do último disco), foram tocadas "Mothra", "Forged in Fire" e "Mad Dog" - faixas que despejaram ainda mais querosene no já consumado incêndio sonoro.

O fechamento foi o resumo da noite: "Metal on Metal", totalizando uma apresentação de pouco mais de uma hora.

Black Rain

Pela quinta vez no Brasil, o Primal Fear promovia novamente a turnê do disco 16.6 ("Before the Devil Knows You're Dead"), que já havia ocorrido por aqui em 2009, no mesmo lugar (Carioca Club) e no mesmo dia (domingo).

Como de costume, Ralph Scheepers (vocais), Mat Sinner (baixo), Magnus Karlsson (guitarra), Alexander Beyrodt (guitarra) e Randy Black (bateria) ministraram uma aula de heavy metal.

Impressionante como Scheepers (cujo primeiro disco solo, homônimo, saiu nesse mês de fevereiro) continua detonando ao vivo. A exemplo do eterno Ronnie James Dio (homenageado na noite pelo Anvil), a voz do alemão vai ficando melhor com o passar dos anos. Músicas como "Seven Seals" - que foi emendada com "Nuclear Fire - e "Fighting The Darkness", com suas notas mais altas, foram tiradas à perfeição, em momentos de arrepiar!

"Sign of Fear", do último álbum, foi a escolhida para abrir o set. Na sequência, hits do primeiro disco, que leva o nome da banda: "Chainbreaker" e Battalions of Hate".

Era uma canção atrás da atrás, sem firulas. Após "Six Times Dead", um dos destaques de 16.6, Randy Black - outra lenda das baquetas - deu início ao seu solo. Uma covardia, para variar... Difícil ficou apontar quem foi o melhor batera nesse domingo, Robb ou Randy (que, por coincidência, também veio do Canadá...)

Quem esperava um set igual ao apresentado um dia anterior, no Chile, surpreendeu-se: a banda tocou duas músicas a mais, que compuseram o bis: "Angel in Black" e "Running in The Dust", cantadas em uníssono.

Por volta da meia noite, as cortinas foram fechadas de vez. E o público, do dilúvio de clássicos, voltava à terra da garoa...

Setlist Anvil:
1. March of the Crabs
2. 666
3. School Love
4. Winged Assassins
5. This Is Thirteen
6. Mothra
7. Thumb Hang
8. White Rhino
9. Forged in Fire
10. Mad Dog
11. Metal on Metal

Setlist Primal Fear:
1. Intro
2. Sign Of Fear
3. Chainbreaker
4. Battalions of Hate
5. Rollercoaster
6. Seven Seals
7. Nuclear Fire
8. Six Times Dead (16.6)
9. Randy Black (solo)
10. Blood On Your Hands
11. Fighting The Darkness: A. Fighting The Darkness
12. Fighting The Darkness: B. The Darkness
13. Fighting The Darkness: C. Reprise
14. Riding the Eagle
15. Final Embrace
16. Metal is Forever
17. Angel in Black
18. Running in The Dust




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Anvil"Todas as matérias sobre "Primal Fear"


Power Metal: 10 álbuns essenciais do estiloPower Metal
10 álbuns essenciais do estilo

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Rhapsody: o Angra reabriu as portas do metal, diz Luca TurilliRhapsody
O Angra reabriu as portas do metal, diz Luca Turilli


Fama: 5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no BrasilFama
5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil

Separados no nascimento: Edu Falaschi e Luciano HuckSeparados no nascimento
Edu Falaschi e Luciano Huck

Sasha Grey: sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinilSasha Grey
Sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinil

Guitar World: os 100 melhores guitarristas de hard rockFull Rock: 10 músicas desgraçadas por bandas de forróBon Jovi: "Vamos transar ou falar sobre o disco?"Angra: show da tour do "Angels Cry" disponível na íntegra

Sobre Lucas Mosca

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.