Soulspell: inacreditável competição de qualidade no palco

Resenha - Soulspell (Blackmore, São Paulo, 27/11/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Steinmetz Moita
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.









O SOULSPELL METAL OPERA é um projeto criado pelo baterista Heleno Vale, que conta uma saga através de Eras interpretada por ícones do Heavy Metal Nacional. Após o lançamento do primeiro ato da saga, A Legacy Of Honor, foi lançado o segundo álbum, intitulado The Labyrinth of Truths, que conta também com músicos internacionais como Jon Oliva (SAVATAGE), Roland Grapow (ex-HELLOWEEN) e Zak Stevens (SAVATAGE).

Em 2010, Heleno Vale conseguiu sair em turnê, mesmo com a dificuldade de administrar vários músicos de todos os cantos do país, e confirmou algumas datas no Brasil. Entre elas, estava a memorável noite de 27 de novembro no Blackmore Bar em São Paulo.

A abertura, já com a casa lotada, ficou por conta da banda SCARECROW AVANTASIA COVER. Uma apresentação de altíssima qualidade que superava a música remetendo ao teatral. Os integrantes usavam adereços como cartolas e cetros, encarnando o conceito dos discos.

Após um show completo e que empolgou a todos os presentes, sobe ao palco a imensa equipe do SOULSPELL. O show de São Paulo contou com a presença dos vocalistas Leando Caçoilo (ex-ETERNA), Daísa Munhoz (VANDROYA), Manu Saggioro (comandando também a guitarra base), Mário Linhares (HARLLEQUIN, ex-DARK AVENGER), Mário Pastore (PASTORE), Jefferson Albert, Lucas Martins, Christian Passos (WIZARDS), Tito Falaschi (ILLUSTRIA) e Edu Falaschi (ANGRA). Todo esse time era sustentado por Marco Lambert (guitarra), Caetano Ranieri (teclado), Renato Spiro (baixo), e o mentor do projeto Heleno Vale (bateria).

Após uma breve intro, o show iniciou com a música título do segundo ato, “The Labyrinth Of Truths”. Com um público já conquistado, seguiram com “Age of Silence”, do primeiro ato A Legacy Of Honor.

O maior comentário a se fazer em um show como esse é o quanto o público brasileiro perde direcionando tanto os próprios olhos para países distantes. Como na frase “a grama do vizinho é sempre mais verde”, nossos espectadores parecem se recusar a acreditar que temos tanta qualidade por causa de rótulos impostos pela mídia, como “País do Carnaval”. A maior prova de todas para quebrar esse estereótipo foi a inacreditável competição de qualidade que tínhamos em cima do palco. Ouvidos sem direção para saber quem era o melhor. Simplesmente inacreditável.

Daí por diante vieram “Troy”, “Amon’s Fountain”, “Milvian Bridge”, “A little Too Far”. Alguns já comentavam os seus preferidos. Uma indecisão de opiniões sobre qual vocalista era o melhor mostrava o nível de qualidade do espetáculo.
Então veio o primeiro cover da noite. Daísa Munhoz e Manu Saggioro são as comprovações de que heavy metal não foi feito somente para homens. O dueto feminino interpretou de forma emocionante “Valley Of The Queens”, do AYREON.

O show seguiu com “Adrift” e “Soulspell”. Aí então, sobe ao palco Edu Falaschi para a execução inesperada de “Rebirth”. Após, fez um dueto com Manu Saggioro, que nesse instante já tinha conquistado na platéia o seu próprio coral: “Manu! Manu! Manu!”. Os dois cantaram, ao lado de Jefferson Albert, “A Secret Compartment”. Para finalizar a noite com chave de ouro, Todos os vocalistas se reúnem ao palco para cantar o clássico “Can I Play With Madness”, do IRON MAIDEN.

Seguindo o encerramento do show, todos os membros que compõem o SOULSPELL desceram do palco para autógrafos e fotos, não deixando uma pessoa sequer desapontada. Um público totalmente satisfeito teve a oportunidade de conhecer um pouco mais seus ídolos sem ter que passar por uma sorte ou privilégio.

Mais do que um show, o SOULSPELL se revelou um símbolo de união e um suspiro de ressurreição do heavy metal brasileiro.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de dezembro de 2010

790 acessosSoulspell: Item obrigatório na prateleira dos amantes do bom metal413 acessosSoulspell Metal Opera: "The Second Big Bang" é lançado no Brasil0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Soulspell"

BeldadesBeldades
10 motivos para você gostar ainda mais de Rock/Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Soulspell"

Iron MaidenIron Maiden
Felipe Dylon toca clássicos da donzela

NirvanaNirvana
Entrevista com garoto da capa do "Nevermind"

NightwishNightwish
Tarja Turunen fala sobre sua demissão da banda

5000 acessosRed Hot Chili Peppers: as melhores músicas segundo o Loudwire5000 acessosTico Santa Cruz: um comovente texto sobre suicídio de Champignon5000 acessosFreedom of Expression: o tema do Globo Repórter3942 acessosJudas Priest: garotos tocam Hell Patrol em festival de Halloween5000 acessosMetal para Bebês: canções de ninar para filhos headbangers5000 acessosGuns N' Roses: Fã quer comprar acervo de Axl por US$ 1 bilhão

Sobre Lucas Steinmetz Moita

Formado em Jornalismo pela Unisinos, atua em duas áreas bastante bipolares: música pesada e teologia. Proprietário do site CristianismoHardcore.com.br, atuou durante 5 anos com o Programa MoitaRock, entrevistando diversos artistas nacionais e internacionais (como Andre Matos, Angra, Sebastian Bach e Blind Guardian). O Programa MoitaRock foi extinto, mas o trabalho com vídeo e entrevistas continua em HeavyTalk.com.br, ao qual também administra.

Mais informações sobre Lucas Steinmetz Moita

Mais matérias de Lucas Steinmetz Moita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online