Soulspell em Curitiba: com problemas, mas missão cumprida

Resenha - Soulspell (Bar Hangar, Curitiba, 26/11/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Steinmetz Moita
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.









Seguindo com a turnê nacional, a Metal Opera criada pelo baterista Heleno Vale passou pela capital paranaense na sexta-feira do dia 26 de novembro. Enfrentando vários contratempos, o público teve de se conformar com um set reduzido e com uma produção um tanto quanto decepcionante.

Neste show, alguns músicos que participaram dos dois álbuns lançados até o momento estariam presentes. Entre eles, os vocalistas Iuri Sanson (HIBRIA), Gui Antonioli (TIERRAMYSTICA), Daísa Munhoz (VANDROYA), Mário Pastore (PASTORE), Mário Linhares (HARLLEQUIN), Jefferson Albert, Tito Falaschi (ILLUSTRIA) e Edu Falaschi (ANGRA).

Alguns fãs já estavam em frente à casa logo ao anoitecer, perto das 20 horas. Os músicos permaneciam no local para a passagem de som quando se percebeu a falta de um técnico que faria a equalização. Após três horas, a passagem estava pronta e o público já se encontrava no interior do bar.

A banda SCARECROW (AVANTASIA Cover) foi a responsável por abrir a noite. Antes que subissem ao palco, notou-se que a mesa de som foi, misteriosamente, desconfigurada. Os problemas referentes ao som recomeçaram. A cada música tocada, uma interrupção de minutos dispersava a atenção dos presentes, gerando um clima de injustiça com o público, que era, obviamente, pagante. Mesmo diante das adversidades, a banda conseguiu fazer sua apresentação com os maiores clássicos do AVANTASIA. Entre eles estavam, como previsto, “Avantasia”, “Sign Of The Cross” e “Final Sacrifice”.

Após o encerramento da banda de abertura, um novo obstáculo na noite, que já tinha se tornado maçante, ao contrário do que deveria ser. Um breve tumulto foi causado por um cliente que, por motivo desconhecido, tentou agredir o vocalista Edu Falaschi. As versões do que realmente aconteceu variam segundo cada um que conta. O que se sabe é que o cliente em questão acionou a força policial local e tentou fechar o bar por ausência de alvará. Se a acusação era verdadeira ou era apenas uma tentativa de estragar ainda mais a noite, ninguém pode afirmar. Mas não é uma idéia absurda, considerando a desorganização do evento.

Finalmente, já superando as duas e meia da manhã, o SOULSPELL sobe ao palco, após diversas turbulências, para se apresentar a um público reduzido que permaneceu após tudo isso. Ainda assim, em respeito aos fãs, pediram desculpa e explicaram a péssima condição técnica de som no estabelecimento (em momento algum o som superou o status de razoável).

Por fim, a banda iniciou com a música título do segundo álbum, “The Labyrinth of Truths”. Além dos vocalistas já citados, o grupo também contava com Heleno Vale (bateria), Renato Spiro (baixo), Caetano Ranieri (teclado), Manu Saggioro (vocal e guitarra) e Marco Lambert (guitarra). Seguiram com “Age of Silence”, do primeiro álbum A Legacy Of Honor.

Além dessas, ainda foram executadas “Amon’s Fountain”, e “Adrift”. Apesar dos desconfortos da noite, o show foi encerrado com a participação de Edu Falaschi, na canção “A Secret Comparment”, em dueto com Manu Saggioro.

Felizmente, o show aconteceu, ainda que de maneira reduzida. O público que permaneceu até o final se mostrou compreensível e demonstrou o quanto valoriza a boa música nacional. Os tumultuadores cansaram e foram embora, e a produção do bar pode não ter finalizado a noite com tanta alegria assim, mas pelo menos puderam exibir um sorriso amarelo de missão “cumprida”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de dezembro de 2010

790 acessosSoulspell: Item obrigatório na prateleira dos amantes do bom metal413 acessosSoulspell Metal Opera: "The Second Big Bang" é lançado no Brasil0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Soulspell"

BeldadesBeldades
10 motivos para você gostar ainda mais de Rock/Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Soulspell"

Heavy MetalHeavy Metal
Os vinte melhores álbuns da década de 80

ReligiãoReligião
Os rockstars que se converteram

Oops!Oops!
Dez erros eternizados em gravações

5000 acessosOzzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separação5000 acessosMulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesa5000 acessosRockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmes5000 acessosSlayer: "Angel of Death" em versão "soft rock"5000 acessosSteve Vai: Ele não coleciona guitarras3991 acessosSlayer: Araya no melhor estilo Papai Noel na capa da Metal Hammer

Sobre Lucas Steinmetz Moita

Formado em Jornalismo pela Unisinos, atua em duas áreas bastante bipolares: música pesada e teologia. Proprietário do site CristianismoHardcore.com.br, atuou durante 5 anos com o Programa MoitaRock, entrevistando diversos artistas nacionais e internacionais (como Andre Matos, Angra, Sebastian Bach e Blind Guardian). O Programa MoitaRock foi extinto, mas o trabalho com vídeo e entrevistas continua em HeavyTalk.com.br, ao qual também administra.

Mais informações sobre Lucas Steinmetz Moita

Mais matérias de Lucas Steinmetz Moita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online