RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemFatboy Slim confessa ter se arrependido de conhecer David Bowie pessoalmente

imagemA influente banda que acabou causando a "separação" do Guns N' Roses

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemO megahit dos Beatles inspirado em desenho de amiguinha do filho de John Lennon

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemOzzy Osbourne é contemplado com dois Grammy na edição de 2023 do evento

imagemAs polêmicas escolhas do Nirvana para o "MTV Unplugged in New York"

imagemAs 5 bandas confirmadas no Summer Breeze Brasil que não tocarão em outras cidades

imagemO hit da Legião Urbana que Renato Russo considerava "pretensioso e babaca"

imagemQuando o Lynyrd Skynyrd irritou Mick Jagger ao abrir o show dos Rolling Stones

imagemNovo álbum do Angra será o melhor da era Fabio Lione, segundo Felipe Andreoli

imagemA única música tocada no Festival de Woodstock que atingiu o primeiro lugar nas paradas

imagemLendário empresário do Kiss se manifesta sobre acusações de playback de Paul Stanley

imagemBeatles: O processo de gravação do "Let It Be", segundo o produtor George Martin

imagemKiss: Segundo Gene Simmons, Ace Frehley votou pela demissão de Peter Criss, em 1980


Stamp

Dios Salve...: Um cuidadoso e quase perfeito tributo ao Queen

Resenha - Dios Salve a La Reina (Via Funchal, São Paulo, 12/06/2008)

Por Aline Silva
Postado em 18 de junho de 2008

Tem gente que torce o nariz para sair de casa e ir assistir show de banda cover. "Ah, prefiro o original", muitos podem dizer. Como moramos no Brasil e todos sabemos como é difícil acontecer por aqui todos os shows que queremos assistir, as bandas cover quebram um baita galho. Principalmente aquelas que abraçam a idéia e realmente procuram reproduzir tudo com perfeição, tanto a parte musical quanto a visual. E os argentinos da Dios Salve La Reina (ou "God Save the Queen") são um desses belos exemplos. Os caras prestam tributo a um dos maiores ícones da história do Rock, o Queen, e sua performance sempre é muito elogiada.

Fotos: Alexandre Cardoso ([email protected])

Ora, então porque não prestigiar um evento como esse e ver do que uma "banda cover" é capaz?

Como eu, muitos nunca tiveram a chance de assistir o Queen ao vivo com o já falecido Freddie Mercury, e isso é um fato a ser lamentado por qualquer fã da banda e do Rock em geral. Mas, felizmente, temos o Dios Salve la Reina. Confesso que esse show me deu arrepios, desde a introdução até o último aplauso do público, tamanha foi a competência apresentada por esses caras e a emoção que eles causaram nos presentes.
A minha única referência sobre o Queen ao vivo são os vídeos e DVDs que todos já assistiram, e a semelhança é impressionante. O jogo cênico da banda em cima do palco, com os quatro integrantes tocando próximos uns dos outros em diversos momentos, é muito bacana. A precisão nos timbres e solos do guitarrista Francisco Calgaro (Brian May), do baixo marcante de Ezequiel Tibaldo (John Deacon), e a pegada forte de Matías Albornoz (Roger Taylor) faz com que pensemos que estamos ouvindo as gravações dos álbuns originais.

Mas o cara que merece um parágrafo à parte é o vocalista Pablo Padín. Dizendo de uma forma direta e e que pode soar absurda para muitos fãs: o cara É o Freddie Mercury. Não apenas por se parecer com ele fisicamente (mesmo com o bigode postiço) e por reproduzir todos os trejeitos do mestre em cima do palco: a voz dele é PARECIDÍSSIMA. Pablo sabe como usá-la e dosá-la nos momentos certos, mostrando uma grande técnica. E todo mundo sabe que o grande problema de uma banda cover (nesse caso, tributo) é o vocalista: ou o cara afunda a banda, ou ele eleva a banda ao patamar da quase perfeição. Sim, porque perfeição mesmo só com os originais.

Foram quase duas horas de show, com diversos clássicos como "Somebody to Love", "Bicycle Race", "Another One Bites the Dust", "Play the Game", "We Will Rock You", "We Are The Champions" (essa marca presença em todo final de campeonato de futebol, inclusive na da Copa do Brasil ;-)), "Tie Your Mother Down". Também rolaram aquelas para os fãs mais ardorosos, como "Sail Away Sweet Sister (To The Sister I Never Had)", cantada por Francisco Calgaro, "Body Chat" e "'39". O momento "Via Funchal vem abaixo" foi com a belíssima "Love of My Life", muito apropriada para a data do show e que foi cantada na íntegra - e bem alto - pelo público. Mas "Bohemian Rhapsody" e "The Show Must Go On" foram músicas que fizeram com que eu quisesse pagar outro ingresso desse show.

O final apoteótico do show, com Pablo entrando no palco vestindo a mítica capa vermelha e com a coroa na cabeça, foi a catarse para a platéia: ninguém precisava de mais nada, nem de reclamar daquela sua música favorita que não foi tocada. Só nos restava aplaudir os quatro "hermanos", mais do que merecidamente, que aproximaram muitos presentes de um grande show que poderia ter sido feito pelo Queen, e em tantos outros, deixou aquela sensação de saudade e nostalgia, que faz com que a gente perceba que sem essa fantástica banda e seu incomparável vocalista, o Rock ficou um pouco menos mágico.

Simplesmente sensacional.

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]


Outras resenhas de Dios Salve a La Reina (Via Funchal, São Paulo, 12/06/2008)

Resenha - Dios Salve a La Reina (Via Funchal, São Paulo, 12/06/2008)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal